.
.

29.4.22

7 posições de rabo explicadas | EG #9

Além de ajudar no equilíbrio e nos pulos, o rabo funciona como um emoji para os bichanos — quem diz isso sou eu, não o Jackson Galaxy, embora esta série seja inspirada em seu livro O Encantador de Gatos (rs). Sabem quando a gente inclui uma carinha ao final da mensagem para não restar dúvida quanto à intenção? E, como a ponta do rabo se move de forma independente do restante, dá para criar vários sinais:

Erguido, com uma curva: cumprimento clássico, amigável ou brincalhão, que equivale a um "oi" ou "venha aqui e me siga".

Meio mastro (paralelo ao chão): pode ser neutro, amigável também ou até curioso — a interpretação depende do contexto.

Para baixo: aparece durante a perseguição da presa ou quando estão assustados para parecer menor — em casos extremos, é acompanhado pelo rastejar do exército.

Entre as pernas: expressa medo intenso, aquele rabo que a gente costuma ver nas idas ao veterinário.

Arrepiado: resposta a algo alarmante no ambiente, indica uma manobra ofensiva ou defensiva.

Tremendo: também conhecido como "falso borrifo" ou marcação "fantasma", geralmente significa empolgação — direcionada a uma pessoa de quem o gato gosta.

Balançando: alerta para ação de agressão ou defesa, embora movimentos mais sutis e trêmulos possam expressar frustração ou irritação.

Um estudo muito legal da Universidade de Bristol, feito por John Bradshaw e Charlotte Cameron-Beaumont, analisou como os gatos respondiam a silhuetas de outros gatos (em papel preto), para eliminar a influência de feromônios ou vocalizações, com rabos em diferentes posições. E eles se aproximavam mais rápido da silhueta com o rabo erguido, levantando o próprio rabo em resposta — rabo para baixo ganhava outro rabo para baixo ou balançando.

Aqui em Gatoca, temos versões disruptivas:




Quebrado e torto assim, como você quer que eu não grite?


Morder ou não morder, eis a questão


Rabo? Que rabo? Não vi nenhum rabo por aqui...


Meu pirulito peludo! Tira o olho!


CAPÍTULO 1: Existe um canto do planeta sem gatos?
CAPÍTULO 2: A primeira gateira da história
CAPÍTULO 3: Como a humanidade se curvou aos bichanos
CAPÍTULO 4: Seu gato vem da América ou do Velho Mundo?
CAPÍTULO 5: 8 mudanças genéticas nos bichanos modernos
CAPÍTULO 6: 44 raças de gatos lindos, mas doentes
CAPÍTULO 7: O mistério do ronronar
CAPÍTULO 8: O que seu amigo quer dizer?
CAPÍTULO 10: Decifre as expressões faciais do seu gato (estreia no dia 20 de maio!)

27.4.22

Tutorial: como descansar no sofá

Vida de gato domesticado pressupõe fazer escolhas complexas. Em vez de um punhado de terra com plantas, a gente pode dormir na cama (a deles), na caminha (a nossa), escondidos na caixa de papelão, no alto da geladeira, pendurado na prateleira e, assunto do nosso tutorial, no sofá das visitas. Para um sono antiestresse, portanto, siga este ritual...

Passo 1: amacie o assento com as garras até fazer pequenos buraquinhos — não desista no primeiro acquablock!

Passo 2: solte a maior quantidade possível de pelos para afastar humanos, principalmente os alérgicos.

Passo 3: espere o sol bater certeiro.

Passo 4: deite no chão, coladinho ao sofá.


P.S.: Mercv não está bem. Às voltas com as crises recorrentes da Pipoca (doença renal), da Guda (cistite) e da Pufosa (dentes), não percebi o emagrecimento silencioso dele. Não há vômitos nem diarreia, só o pelo caspento de sempre, os dentinhos binários, a secreção no olho esquerdo. E 16 anos e meio — mais de um terço da minha vida, sete a menos do que o tempo que compartilhei com minha mãe. Este post é uma tentativa de sorriso.

22.4.22

Gata empreendedora automotivada!

Aos quase 15 anos, Pufosa esperava o mundo acabar em barranco para morrer encostada. A ração era sempre a mesma, sua humana não entendia a importância do colo em livre demanda para o desenvolvimento emocional, ela odiava a escovação semanal. E pior: sentia que não estava em suas mãos mudar essa realidade.


Até começar a assistir a vídeos de coaching-quântico-fitness-anarcocapitalista no Youtube! Com uma caixa de papelão, dois palitos e fita crepe, ela montou sua barraquinha de cachorro-quente vegano, ainda contratou a Guda para explorar, enquanto descansa no rooftop!

14.4.22

Quando o universo usa metáforas felinas

Como boa capricorniana, meu sobrenome é Controle. Pensem em uma pessoa que precisa tomar dois shots de anestésico para fazer endoscopia — e que já fez três endoscopias justamente porque não consegue controlar tudo. Isso quer dizer que tenho uma escala de modelos para o Gramado da Fama. E estava na vez de a Guda brilhar.

Acontece que, como vocês mesmos podem ver, a cara dela não demonstrava muita gratidão à nova apoiadora. E havia uma criatura frajola roubando a cena lá no fundo. Quem dá as boas-vindas à Simone Castro, autora dos comentários mais engraçados das redes socias, portanto, é Pimenta, nossa deck dancer felina!




Dizem que ela está ajudando o Gatoca a começar no TikTok — a humana, não a gata! Eu não confirmo nem desminto, rs. Querem saber essa e outras fofocas de bastidores no nosso grupo de WhatsApp, o mais acolhedor e divertido da internet? Cadastrem-se no Catarse — que tem mais recompensas pensadas com carinho!

O financiamento coletivo me permite investir em projetos alternativos, como a série sobre O Encantador de Gatos (primeiro capítulo aqui) e o futuro jogo de tabuleiro para crianças — além de pagar boletos essenciais ultimamente. ❤️

Obrigada pela companhia na jornada, Adrina Barth, Alice Gap, Itacira Ociama, Regina Haagen, Renata Godoy, Leonardo Eichinger, Irene Icimoto, Tati Pagamisse, Roberta Herrera, Vanessa Araújo, Dani Cavalcanti, Samanta Ebling, Bárbara Santos, Marina Kater, Sonia Oliveira, Danilo Régis, Marcelo Verdegay, Patrícia Urbano...

...Fernanda Leite Barreto, Bárbara Toledo, Solimar Grande, Aline Silpe, Lucia Mesquita, Michele Strohschein, Ana Fukui, Marilene Eichinger, Guiga Müller, Sérgio Amorim, Gatinhos da Família F., Luca Rischbieter, Rosana Rios, Lilian Gladys de Carvalho, Regina Hein, Paula Melo, Paulo André Munhoz, Marianna Ulbrik...

...Cristina Rebouças, Lorena da Fonseca, Amanda Midori, Karine de Cabedelo, Michely Nishimura, Ana Paula de Vilas Boas, Danilo, Klay Kopavnick, Glaucia Almeida e Ana Cris Rosa, Ana Hilda Costa, Liam Paim, Márcia Mentz, Carmen Lucia Aguiar, Elisângela Dias, Amanda Herrera, Ivoneide Rodrigues, Melissa Menegolo, Vanessa Almeida, Vivian Vano, Maria Beatriz Ribeiro e Elaigne Rodrigues!

13.4.22

Gato com problema no dente: dica para comer

Vocês sabem que Pufosa deu para mastigar os dentes feito chiclete, né? Muita gente ficou impressionada com o vídeo, mas, como ela estava comendo normalmente, eu não me preocupei — a radiografia tinha acusado um desgaste nas raízes de cinco dentinhos, só que a anestesiar uma gata às vésperas dos 15 anos é complicado.


Nos últimos dois meses, porém, a sensibilidade aumentou e a magrela mordia meia dúzia de grãozinhos da ração seca e desanimava — da úmida parece que enjoou. Foi quando me lembrei do micro-ondas felino! A gente brinca que ela gosta do vômito dos irmãos porque sai quentinho. Mas já devia ser indício do problema.

O segredo é a moleza, não a temperatura!

Passei, então, a deixar a comida de molho em um tico de água quente, por meia hora, e agora não sobra mais uma bolinha no pote! :)




Essa é só para não perder a piada, rs

8.4.22

Calculadora de ração para gato, seca e úmida!

Eu só me toquei recentemente que os gatos precisam ingerir muito mais ração úmida do que seca para bater a cota nutricional diária — provavelmente porque os grãozinhos industrializados são comida compactada, rs. E não estou defendendo a dieta que favorece problemas renais (não faria isso depois de perder o Simba), apenas compartilhando uma constatação.

Na batalha de uma década contra a doença da Pipoca, tentei várias configurações de alimentação. E o misto de ração renal seca disponível o dia inteiro, normal seca à noite, só um fundo de pote para não faltar tanta proteína, e úmida de manhã tem funcionado — para ela e para o bolso, junto com as seringadas de água. Mas e as quantidades?

Aí entra a calculadora maravilhosa da Pet Delícia, parceira do Gatoca há cinco anos! Você informa a fase de vida do animal, o peso, se ele precisa emagrecer, engordar ou manter a forma, a frequência de atividade física e o sabor da latinha escolhida que ela devolve as quantidades proporcionais para uma dieta metade seca e metade úmida, ¾ úmida ou totalmente úmida.

Com oito gatos, fica impossível controlar, confesso. Mas a calculadora ajudou demais na última crise séria da magrela, em que a alimentação só rolava pelo dosador oral, processada e coada — sim, preciso de férias! rs

Se você é novo por aqui e não entendeu a conexão entre (falta de) hidratação e insuficiência renal, o pesadelo dos tutores de bichanos, dê uma passeada pelos links no fim do post — 60% dos pequenos terão algum grau de disfunção nos rins ao morrer.



Outras infos importantes:

:: Doença renal, pelo maior especialista em gatos do Brasil
:: 7 dicas que podem salvar seu gato
:: Como fazer o bichano beber água
:: 13 macetes para dar líquidos na seringa
:: A seringa perfeita
:: Soro subcutâneo: dicas e por que vale o esforço
:: Soro fisiológico, ringer ou ringer com lactato?
:: 9 sinais de doença que a gente não percebe
:: O desafio da alimentação natural
:: Quando a alimentação natural não dá certo
:: Ração úmida mais barata para gato renal
:: Seu pet não come ração úmida (patê, sachê, latinha)?
:: Alimentação de emergência para bichano desidratado
:: Seringa que goteja para cuidar de gato doente
:: O melhor bebedouro para o verão!

7.4.22

Gata Barraqueira

Chocorela vive com sua madrasta humana e sete irmãos fofinhos, em quem se diverte dando sopapos gratuitos. Depois de um longo inverno de grana apertada, Gatoca anuncia o tão esperado baile com petiscos e ela está decidida a eliminar a concorrência!

Nossa história tem uma fada sensata, porém, que tenta convencer a encrenqueira a chegar primeiro à boca-livre, usando sua carruagem de abóbora, sem necessidade de derramamento de sangue.


A sialata se aproxima do vegetal gigante, geração espontânea da nossa composteira mágica, dá uma cafungada profunda...


...e brada: "Carruagem é o caralho, meu nome é Cho Pequena!".