.
.

17.6.22

Decifre as expressões faciais do seu gato! | EG #10

Que jogo vocês acham que Pufosa tem na pata? Vou dar uma dica: era tarde de pôquer, valendo petisco. rs


Falando sério, o fato de os gatos não terem as mesmas expressões faciais que a gente não significa que suas carinhas não demonstrem felicidade, tranquilidade, medo. O primeiro indicador do estado emocional dos peludos está, na verdade, um pouco acima: são as orelhas, controladas por mais de 20 músculos, que podem se mexer rápido ou devagar, de forma completamente independente.

- Erguidas e ligeiramente viradas para os lados: relaxamento.
- Voltadas para frente: alerta ou frustração.
- Achatadas para os lados e para baixo: susto ou coleta de informações — quanto mais achatadas, mais apavorado.
- Giradas para trás: proteção de um possível ataque.
- Cada orelha fazendo uma coisa diferente: interpretação ambígua.

Em segundo lugar, vêm os olhos.

- Pupilas contraídas: confiança e relaxamento.
- Pupilas dilatadas: reação de lutar ou fugir — quanto mais dilatadas, mais na defensiva. Mas não podemos esquecer que as pupilas também se dilatam à noite para permitir a entrada de mais luz e, consequentemente, de informações sobre o ambiente.
- Contato visual evitado: minimização da possibilidade de confronto.
- Piscadas lentas: contentamento e relaxamento — por isso vale a pena testar se comunicar com seu amigo assim.

Por último, mas não menos importantes, listamos os bigodes.

- Suaves, apontando para os lados: relaxamento.
- Encolhidos para perto da cara: susto ou defesa, na tentativa de parecer menor.
- Apontados para frente: interesse e coleta de informações, já que detectam objetos e movimentos no ar — quanto mais para frente, mais atento o peludo está. Também podem indicar ataque iminente, ao perceber uma ameaça.

Como nenhum comportamento ou atitude existe no vácuo, é preciso sempre considerar o contexto, alerta Jackson Galaxy em seu livro O Encantador de Gatos, que inspirou esta série longeva, financiada pelos apoiadores — quem quiser despiorar o mundo com a gente basta clicar aqui! ❤️

Um bichano deitadão no sofá certamente se sente diferente de outro encolhido embaixo da cama, concordam? Já Pufosa estava surpresa por ter tirado seu primeiro royal flush. :)



CAPÍTULO 1: Existe um canto do planeta sem gatos?
CAPÍTULO 2: A primeira gateira da história
CAPÍTULO 3: Como a humanidade se curvou aos bichanos
CAPÍTULO 4: Seu gato vem da América ou do Velho Mundo?
CAPÍTULO 5: 8 mudanças genéticas nos bichanos modernos
CAPÍTULO 6: 44 raças de gatos lindos, mas doentes
CAPÍTULO 7: O mistério do ronronar
CAPÍTULO 8: O que seu amigo quer dizer?
CAPÍTULO 9: 7 posições de rabo explicadas
CAPÍTULO 11: Como é um abraço felino? (estreia no dia 15 de julho!)

Nenhum comentário: