.
.

2.10.20

Gato renal: soro fisiológico ou ringer com lactato?

Há três anos, eu escrevi o post que mais traz leitores do Google para cá, com dicas de aplicação de soro subcutâneo em casa, aprendidas no estágio final da doença renal do Simba. Segundo o veterinário Valdo Reche, 60% dos gatos terão um grau de disfunção nos rins ao morrer, estatística que livra poucos tutores desse pesadelo.

Aí, vem a pergunta que também recebo bastante: soro fisiológico, ringer ou ringer com lactato? Quem me socorreu na resposta foi o Dr. Eduardo Carneiro. Primeiro, vale explicar a composição de cada um: o soro fisiológico tem apenas água e cloreto de sódio, enquanto o ringer leva ainda cloreto de cálcio e cloreto de potássio, e no ringer com lactato acrescenta-se, adivinhem!, lactato de sódio. rs


À maioria dos bichanos renais, recomenda-se o uso do soro fisiológico simples, só para repor a quantidade perdida de líquido — entendam tudo sobre a doença aqui. É que o excesso de sais minerais do ringer pode sobrecarregar ainda mais os rins combalidos e o lactato, aumentar o teor alcalino, geralmente alto em quadros com vômitos estomacais.

Como tudo que envolve vidas, porém, há exceções nessa conduta. Se os rins não expelirem ácido suficiente na urina, por exemplo, o animal desenvolve acidose (uma diminuição do PH do sangue), que o ringer com lactato ajuda a reverter — sendo indicado principalmente para os casos que pedem grandes volumes de solução fisiológica.

Existe ainda a possibilidade de turbinar esses soros todos com glicose ou outros sais minerais, dependendo da necessidade do peludo. Consultem sempre, portanto, um veterinário.

Simba recebendo soro subcutâneo

Outras infos importantes:

:: Doença renal, pelo maior especialista em gatos do Brasil
:: 7 dicas que podem salvar seu amigo
:: Como fazer o bichano beber água
:: 13 macetes para dar líquidos na seringa
:: 9 sinais de doença que a gente não percebe
:: O desafio da alimentação natural
:: Quando a alimentação natural não dá certo
:: Ração úmida mais barata para gato renal
:: Seu pet não come ração úmida (patê, sachê, latinha)?
:: Alimentação de emergência para gato desidratado

2 comentários:

Unknown disse...

Bom dia Beatriz como vai?! Tenho uma gata renal Bella ha um ano foi diagnosticada. Agora esta bem debilitada aumentou a dose do soro de 100 diario para 250. Ela come mas esta bem magra e agora fica tentando evacuar mas não consegue. Faz uma semana que levei no vet os exames ate que estao bem tirando o da parte renal. Alguma dica, desculpe eu perguntar mas estou no escuro isso é indicio de que ela esta na fase final da doença?!

wcris disse...

Já penei nesse calvário 3 vezes. É dureza acompanhar esse final. Mas eles merecem todo sacrifício. Pior do que acompanhar os renais é sofrer as dores que eles sentem.