.
.

23.9.16

Diário do Rei #1

Mamãe me disse que nós vamos ficar um tempão sem nos ver. Eu não entendi muito bem o motivo, só a parte em que agora posso fazer coisas que antes eram proibidas para ter um estoque de boas lembranças quando a saudade apertar. Na terça, comi um sachê inteirinho, sem dividir com meus irmãos. Foi incrível!


(Simba está no estágio terminal da doença renal. Não contei antes porque precisava de um tempo para chorar sozinha. Os dias têm sido dias difíceis por aqui. Decidi escrever o diário do leãozinho para encarar de um jeito mais leve essa despedida, para enxergar as pequenas coisas boas no meio do turbilhão, para lembrar que fiz tudo que podia quando bater a clássica culpa, para vocês relerem posts felizes se a gente sumir de repente.)

Anotações posteriores do Rei: #2 | #3 | #4| #5 | #6 | #7 | #8 | #9 | #10 | #11 | #12 | #13 | #14 | #15 | #16 | #17 | #18 | #19 | #20 | #21 | #22

Minhas anotações pós-Rei:
:: Saudade
:: Montinho de recomeço
:: Das coisas que realmente importam
:: Pé de Pimenta quebra-tudo
:: Sonhei com o Simba!
:: A caneca mais maravilhosa de toda a galáxia

Infos importantes:
:: Doença renal, pelo maior especialista em gatos do Brasil
:: 7 dicas que podem salvar seu gato
:: Como fazer o bichano beber água
:: 13 macetes para dar líquidos na seringa
:: O desafio da alimentação natural
:: Quando a alimentação natural não dá certo
:: Soro subcutâneo: dicas e por que vale o esforço
:: Há vida pós-coração partido

15 comentários:

Anônimo disse...

É muito triste realmente essa angústia, crio gatos a muitos anos. Deus está com ele e com você. Não o conheço mas sei sua dor...

Cynthia Coimbra disse...

Puxa que triste,a uns três meses descobri que um dos meus gatos, o Gucci,doze anos está renal.Mudei a ração, do água na seringa, faço o que posso pra ele se sentir melhor, já ganhou um pouco do peso perdido, então é seguir.Lamento muito por vocês, que ele não sofra quando chegar sua hora e que você possa ter muitas boas recordações.

Dandara Astrid disse...

Que lindo ler que mesmo diante de uma situação tão triste,você decidiu esse amor e essa história conosco.
<3 Força, Luz !!!

Alexy disse...

Sinto muito, Bea...

Espero que esse tempo que vocês ainda têm pela frente te ajudem a encarar isso não só com lágrimas, mas com a consciência e, principalmente, a sensação, de que, mais do que esses dias de liberdade, você sempre fez o melhor que pôde para tornar a vida dele maravilhosa nesses anos todos: cercada de amor, cuidado e colinho.

Um abraço bem forte, pessoa miudinha, de alguém que não te conhece pessoalmente, mas gostaria de poder fazer isso pessoalmente hoje.
Vou abraçar o Simba nos meus 8 filhos peludos aqui...

Boa noite

Angélica disse...

Sei exatamente o que é viver esses dias. Perdi meu companheirinho de 17 anos, em fevereiro, com complicações renais decorrentes do diabetes. Tenha força e não se esqueça de que Deus está conosco sempre.

ap disse...

Quando não há solução apenas se pode dar o melhor que for possível para os confortar e evitar o sofrimento. Faça uma festinha nele por mim e limpe sua lágrima como eu estou limpando agora a minha !

Celina disse...

Ah,meu Deus, o coração ficou pequenininho de tanta tristeza e aflição...Muita força para vcs! Rezando muito para que a passagem seja a menos dolorosa possível, se é que isso é possível...

Rody Anjos disse...

Meu Deus, chorei muito só de imaginar perder um anjo de bigodes... Que Deus dê muita força para todos e que os ultimos momentos valham por toda uma vida </3. Essas criaturas deviam viver para sempre ou no mínimo ter 7 vidas de verdade, eu tenho um só mas queria ter 30, sei que para nós eles são como filhos, são anjos que distribuem um amor sincero e imenso por nós. Jamais se culpe, acredito que se ele pudesse falar te agradeceria muito. Fique em paz e conte com todos nós!

Anônimo disse...

Misericórdia Senhor!

fdellargine disse...

Sei muito bem o que é isso, perdi meu Ninski pra uma Insuficiência Renal Crônica, ele tinha apenas 2 anos e meio de vida...depois que descobri a doença fiz e gastei o que eu tinha e o que eu não tinha, em apenas 15 dias ele se foi...Ninski foi meu primeiro gato, resgatei das ruas muito doentinho, ele tinha 30 dias de vida, nem desmamado tinha ainda...cuidei dele com muito amor e carinho, era como se fosse um filho pra mim...Logo que ele morreu fundei uma Ong em Homenagem a ele, " Projeto Ninski - Um Novo Olhar"...Ninski despertou o que há melhor em mim, através dele comecei a olhar pelos animais que vivem e sofrem nas ruas, comecei a resgatar, ajudar, tratar, a castrar e doar esses animais, descobri que eu era capaz e podia salvar VIDAS !!!!

Anônimo disse...

Despedi-me do Bimba em maio deste ano. Gatos mantém uma admirável dignidade até o momento da estrelinha subir. Deixe o seu instinto fluir em sintonia com o dele. Ele tem todas as respostas. Depois, saudades imensas, sem culpa. Deus abençoe vocês! Bjs,
Regina H

Amanda Herrera Massucatto disse...

A aceitação. .. somente para profissionais. ..

Beatriz Levischi disse...

Obrigada pelo carinho, meninas! :*

Vida longa ao Projeto Ninski, fdellargine!

Teodoro disse...

Que triste, mas o seu carinho faz toda a diferença!!! A gente sente ao ler e ver as fotos. Eu, Teo, também não estou muito bem, com um linfoma intestinal. Mami gostou da sua ideia do diário. Ajuda a valorizar as conquistas! Disse que vai tentar fazer o mesmo. Mandando boas energias!

Nikki disse...

chorei lendo esse PS.
sofro por vocês e por mim também, o simba sempre foi o meu amorzinho da gatoca.

tenho os olhos marejados e o coração apertado, acho que já estou sentindo falta do ruivinho delicia.