.
.

21.7.09

Dicas para cuidar de filhotes

Na internet não faltam receitas de leite caseiro para gatinhos recém-nascidos, recomendações de mantê-los aquecidos com garrafas térmicas, explicações sobre a importância de estimular os primeiros xixis e cocôs. Mas quando a gente precisa colocar a mão na massa, ou melhor, nas bolinhas de pêlo, a teoria fica a léguas de distância da prática. Senti-me na obrigação, então, de compartilhar aqui no blog as descobertas do mês de maio, passado entre algodões e mamadeiras. Se vocês tropeçarem em bebês órfãos com 24 dias de vida, vejam que não há motivo para pânico.

* Lar doce lar

Quanto mais fiel a reprodução do habitat natural dos bigodes, menor será o estranhamento. Vale usar garrafa pet com água quente embaixo do cobertor, pedir emprestado para a sobrinha um bichinho de pelúcia que lembre o conforto da mãe felina e até esconder nele um relógio de ponteiro para simular os batimentos cardíacos.

* Hora do recreio

Filhotes comem mais vezes ao dia do que a gente imagina. Comece com intervalos de três horas e vá aumentando progressivamente. Não se preocupe em programar o despertador para tocar de madrugada. Se eles estiverem famintos, você escutará.

Como a ração em pasta costuma entalar no bico da seringa mesmo dissolvida em água, eu optei por um substituto do leite materno em pó. Tem opções da Royal Canin, da Total, da Nestlé. Também é possível preparar a mistura em casa.

Caso você não consiga entrar num acordo com o êmbolo da seringa, os pet shops vedem mamadeiras mais adequadas à função. Para facilitar a sucção, segure os gatinhos em pé, como nesta foto.

* Chega de moleza!

Quando os bebês completarem quatro semanas de vida, já dá para substituir o famoso tetê pela ração amolecida no pratinho. Evite os recipientes de plástico, porque eles costumam causar alergias no nariz e no queixo. Vidro, cerâmica e alumínio estão liberados.

Como a Baby Cat parece banhada em titânio, aconselho despejar água fervendo 15 minutos antes de esmagá-la com o garfo. É comum os pequenos passarem a comer e a fazer menos cocô nessa fase, já que a oferta de nutrientes aumenta, assim como sua absorção pelo organismo.

Para estimular os dentinhos preguiçosos a trabalhar e acelerar o desmame, deixe sempre disponível um pote com ração seca natural.

* Tudo que entra...

Ânus e pênis/vagina são coisas completamente diferentes, portanto, não adianta esfregá-los a esmo. Primeiro, usando um algodão seco, estimule o xixi com movimentos verticais, ou seja, de cima para baixo. E não pare até que o líquido amarelo termine de sair.

Depois, umedeça outro algodão em água morna para massagear o ânus horizontalmente. Mudanças na alimentação provocarão alteração também na cor das fezes. Não se desespere! Mas se os filhotes ficarem mais de 24h sem colocar nada para fora, é melhor correr ao veterinário.

* Farmácia

Vermífugo em gotas e remédio antipulgas integram os cuidados medicamentosos básicos. A dose do primeiro vem especificada na embalagem, conforme o peso dos gatinhos. E precisa de repeteco após 15 dias.

Já o Frontline deve ser comprado no formato de spray, garantindo a eficácia imediata do tratamento. E você provavelmente necessitará de ajuda extra para lambuzar os polvos por inteiro, sem perder membros importantes do corpo.

Por fim, jamais economize apertões em seus bebês, porque eles crescem muito rápido.



Leia também:

:: Aprenda a cuidar de bebês... peludos! (matéria escrita para a revista AnaMaria, da Editora Abril)

27 comentários:

Gatinhos de toda parte disse...

saudades...

devem estar imensos agora :D

Carol Costa disse...

Eu também gosto de tetê! :P

marisa licursi disse...

Muito bem escrito...como sempre
bem explicadinho :)
fofo!

Maira disse...

Muito boa essa explicação, tenho certeza que vai ajudar muito as mamys de recen-nascidos...
Bjs.

Luna e Rodolfo disse...

Adoramos as explicações. Visite nosso blog que tem um selinho para vc. Bjs

disse...

nossa, esse post ficou perfeito!!!

Prosopopéias Cintilantes disse...

Que post bacana!
Os bebês são lindos e devem estar enormes! Eles cresem muito rápido mesmo!

Michelle disse...

Amei!!! Muito legal.
Gostei do final, apertar os filhotes porque eles crescem..é isso mesmo. Estou curtindo muito meu recém adotado. :)
Bjs, Parabéns pelo texto.
Mi

Cibele disse...

Ótimas dicas! Ainda não tive experiência de cuidar de filhotes, adotamos a Agnes já adulta.

Tem selinho de Ouro pra ti no blog da Agnes, passa lá!

Beijokas!

Josei disse...

Gatinhos bebês são a coisa mais fofa deste mundo!!! Estou apertando muito as minhas bebezinhas (de 50 dias), apesar que uma delas já fica brava quando eu interrompo as brincadeiras delas para dar um abraço. Hehehehe!!!

Guiga disse...

A última frase é a melhor de todo o post! Adoro ser escalada por gatinhos! É só deitar no chão que eles ficam brincando em cima de gente! Aí depois que crescem viram uns malas...tipo a minha gata que tá se esfregando no teclado e não me deixa digitar! Hehehehe!
Ah, quanto a Royal Baby Cat, no site eles dizem que ela foi especialmente desenvolvida para ser hidratada! Vai entender...?

Adri! disse...

Amei teu blog, Beatriz! Sou gateira nova - pouco mais de um ano - e confesso estar apaixonada e entregue aos gatinhos. Temos lá em casa o Theodoro Jones e o Benjamin Salin. O primeiro com pouco mais de um ano e o segundo com três meses. Amei cada uma das tuas bolas de pêlo e fiquei especialmente encantada por Clara Luz, que me lembrou a fadinha do meu livro de infância! Beijo e felicidades!

Adri

Daisy disse...

sou uma apaixonada por gatos,e atualmente tenho quatro mas ja passaram muitos por minhas mãos,desde bebês ,a machucados por cães e o que é pior ,por maus tratos,por isso achei de estrema utilidade as dicas e eles são lindos,adorei a''clara luz''pois parece a minha ''filha DINI',tem o pinguinho,o escurinho e o tigrinho,todos nós agradecemos este espaço.

Gatoteria disse...

Muito bacana as dicas!! É interessante ressaltar que uma das posições mais indicadas para amamentar os filhotes, é com a barriguinha voltada para baixo, como se estivessem mamando na sua mãe mesmo. Essa posição evita acidentes, como o desvio do líquido que pode levar à óbito.

Muito legal seu blog!! Parabéns!!

PS:Seus filhos são liiiindoooss!!
=]

Feito por Li disse...

Oi Beatriz!!! Eu não tenho muita experiêcia com gatos filhotes. Temos o Fidel, que adotei no Centro de Controle de Zoonozes aqui da minha cidade, Itu, deveria ter mais ou menos uns três meses, já está com um aninho, e castrado, já o nosso mais novo bigodinho... pegamos em Janeiro e devia ter tbm uns três meses, acontece que percebemos a pouco tempo, que ele tem um cheirinho muuuito forte e característico no bumbum, estranhei pq o Fidel não tem cheiro nenhum... nunca, ele é muito limpinho, já o Betinho... tenho limpado ele com lencinho umedecido que foi a orientação que recebi do veterinário. Se você, mais experiente que eu, com mais gatos que eu... souber do que se trata... por favor, me ajude! A minha preocupação é que ele fica dentro de casa, na cama, no sofá e dorme muitas vezes, com os meus filhos e comigo tbm... eles tem livre acesso, entende? Ficaria muito agradecida se tivesse alguma dica!
Bjs e até a próxima!!!
Ligia

Beatriz Levischi disse...

:)

O coco do Bentinho está normal, Ligia? Parasitas como a giárdia alteram o cheiro das fezes. Mas só o veterinário pode solicitar exames.

Andrea disse...

Oi gente, adorei o gatoca!!
Acabei d adotar 2 bebezinhos, acho q não tem 2 meses completos. A fêmea está com o cocozinho normal, mas o macho está fazendo bem mole e várias vezes ao dia, tem hr q nem dá tempo de chegar na cx de areia. Hj eu percebi um filetezinho bem fininho de sangue. Ele estava comendo ração p/ filhotes (amolecida em água) mas agora não quer mais. Dei uns pedacinhos de carne e ele comeu tudo. Acontece q moro numa cidade bem pequena e só consegui marcar veterinário p/ segunda-feira. Será q dá pra esperar 5 dias?

Beatriz Levischi disse...

Você não consegue conversar com o veterinário por telefone, Andrea? Filhotes são frágeis e podem morrer por causa de uma diarreia boba.

Andrea disse...

Oi Beatriz!!
Consegui levá-los na 2ª feira mesmo, daí tomaram remedinho e estão bem!!!

Beatriz Levischi disse...

:)

Nahny Maktub disse...

oi,achei um anjinho muito pequenininho,e desnutrido..to dando ração molhadinha p ele,e muito amor...mas ele ta com dificuldade para fazer coco...dei oléo mineral e ele fez uma vez..to preocupada,alguem pode me ajudar...

Beatriz Levischi disse...

Bebês são superfrágeis, Nahny. Para não arriscar, é melhor levar o pequeno ao veterinário.

Thais Freitas disse...

Boa noite!
gostei muito do blog e da atenção dada para todos que tem duvidas.
Estou com um problema grande com a minha gatinha nina. Ela chegou em casa por volta de um mês a adaptação com o outro gatinho o GATO foi tranquila.
Peguei ela com 4 meses e não tenho nada a reclamar exceto que ela adora remexer o lixo e pegar a comida que esta lá dentro. Agora ela deu de subir em cima da pia para mexer nos alimentos principalmente frango e carne.
Não sei o que fazer para tirar esse habito dela.
Alguém me ajude por favor.

Thais Freitas disse...

Boa noite!
Primeiramente parabéns pelo blog ele é maravilhoso e me ajudou muito na adaptação da Nina (minha gatinha de 5 meses)com o Gato (meu gatinho de 1 ano e 6 meses).
Estou com um problema seriíssimo referente a Nina ela ama revirar o lixo e tirar de lá a comida que jogamos fora, se for frango então ela fica toda ouriçada.
Enquanto estava só mexendo no lixo td bem. Mais agora ela deu de subir em cima da pia e do fogão para mexer na comida.
Não sei mais o que fazer, falaram para eu colocar pimenta do reino em todos os cantos que não quero q ela vá, mais acho judiação com ela.
Alguém tem uma sugestão por favor.
Obrigada

Beatriz Levischi disse...

Deixe um spray com água na cozinha e, sempre que a Nina subir onde não deve, borrife no focinho dela, Thais. Com a repetição, a peluda entenderá que pia e fogão são locais proibidos. A estratégia não garante obediência, porém, quando você estiver fora de casa. Por isso, aqui fica tudo guardadinho.

Mariana Almeida disse...

Bia, lembro que meu primeiro contato com Gatoca foi apara acompanhar a vida dos seus bigodes. Logo depois, vc sanou uma super duvida e acabei adotando mais 2. Agora tenho 3 e uma grande questão: apareceram 3 filhotinhos, muito pequenos. Eles estão embaixo da passarela do metrô perto da minha casa. Coloco água e comida 2x por dia. A mãe estava com eles até 2 dias atrás, agora ela não está mais no local. Não sei o que fazer! Não consigo ficar sem fazer nada, mas moro num apto pequeno que nem pode ter pets, pq o senhorio não gosta, mas msm assim tenho 3 bigodes adolescentes. Sei que se leva-los para casa, corro o risco de ninguém adota e eles acabarem ficando cmg. O que fazer? Pode parecer ironico (dado que vc tem 10!), mas como lidar com 3 adolescentes e 3 filhotinhos? Será que os mais velhos vão "aceitar" os pequeninhos?

Beatriz Levischi disse...

Isole os pequenos em um cômodo, Mariana ― filhote cabe em qualquer cantinho. Eu te ajudo a divulgar quando estiverem castrados. ;)