.
.

2.12.16

13 macetes para dar líquidos na seringa a um gato

Não, ele não precisa estar doente para você ler o post até o final. Dar água na seringa diariamente ajuda a evitar problemas renais, já que os bichanos não são bons de tomar no pote, a versão parada, morna e com sujeirinhas ― seus ancestrais caçavam animais menores, que serviam ao mesmo tempo como comida e bebida, dispensando o reforço hídrico.

20 ml é uma boa quantidade, mas, se rolar um repeteco à noite, melhor ainda! E acostumar as maquininhas de matar com essa manipulação facilita absurdamente a administração de remédios e comida forçada, em caso de necessidade futura. Como tenho à disposição um laboratório de dez bigodes (agora nove, snif) para teste, fiz uma coletânea de dicas supimpas:

1) Compre seringa de 5 ml
Elas são mais anatômicas para a função.

2) Treine com 1 ml
Ofereça essa quantidade de água uma vez por dia até baixar a resistência da criatura ― prometo que isso acontece.

3) Não afogue o animal
Aqui em casa, funciona melhor dar dez seringadas de 2 ml do que lotar o êmbolo e diminuir as chuchadas.

4) Segure a cabeça com uma das mãos
Coloque a palma no topo e pressione os buraquinhos de cada lado da mandíbula com os dedos indicador/médio e polegar, facilitando a abertura.

5) Posicione a boca para cima
Caso contrário, pode esperar a cuspida.

6) Impeça fugas
Eu evito a imobilização pelo cangote porque acho que aumenta o estresse do bicho. Para impedir que ele dê ré, então, vale empurrar o bumbum para baixo com o mesmo braço da mão que está segurando a cabeça ou colocá-lo em uma mesa/prateleira/balcão e fazer barreira com o peito.

7) Ajeite a seringa no canto da boca
Além de ajudar a forçar a abertura, não dá tanta vontade de mastigar como na frente. Só tome cuidado para não machucar a gengiva.

8) Mire no céu
Se o jato for direto para o fundo, há uma grande chance de engasgar. Na bochecha também funciona, mas precisa prestar atenção para não sair do outro lado.

9) Respeite o ritmo do bichano
Alguns vão bebendo conforme a gente aperta o êmbolo, portanto, é melhor ir devagar. Outros se desesperam com a água acumulada, preferindo que a tortura termine mais rápido. Só não pese na mão, porque a rebatida volta na cara ― pode rir imaginando a cena.

10) Mantenha a cabeça para o alto
Até o peludo terminar de engolir, pelo mesmo motivo do item 5. Dá para fazer isso empurrando o queixo de leve. E deixe ele relaxar enquanto recarrega a seringa.

11) Tome cuidado com a garganta e os bigodes
A água tem de passar por ali e, se a cabeça do gato for pequena, a gente acaba apertando a garganta sem querer. Quanto aos bigodes, repuxá-los todo dia fará com que comecem a cair ― I've been there, pobre Simba.

12) Distancie as seringadas das refeições
No estômago dos bichanos cabe, confortavelmente, 20 ml de bebida ou 20 gramas de comida. Mais do que isso, causa desconforto. A boa notícia é que ele demora apenas 40 minutos para esvaziar.

13) Dobre a cota de carinho ao final da empreitada
O pequeno precisa associar as seringadas a um momento bacana. Nada de brigar quando tomar olé pela casa ou de chorar ao encontrar água no chão depois de seguir todas as instruções.

Se bater o desânimo, lembre desta jornalista-coração-de-pudim, que tem uma trupe circense para seringar. E a Jujuba, rainha da sociabilidade. rs


Leia também: 7 dicas que podem salvar seu gato da doença renal

12 comentários:

Alice disse...

Gostei das dicas. Estou hidratando os meus também pois os dois estão com insuficiência renal.

Ana Cristina disse...

E quando eles atacam com as duas patas traseiras; o q fazer?

Ana disse...

Eu consigo dar água mas se o sabor não agrada o gato não engole.

Samantha disse...

Ai que difícil...eu nunca vou conseguir isso sozinha!

Maria disse...

Parece complicado, mas acreditem, não é.

Anônimo disse...

Para os meus, tudo melhorou muito com a fonte. Tambem tenho oferecido o sopão de patê. Alguns não gostam, outros adoram.

Lisa Castro Designer disse...

Se não for pedir muito ( sim é! rsrs), será que daria pra fazer um vídeo?
:)

Unknown disse...

Como é esse sopão de patê?

Anônimo disse...

Vc coloca água naquele patê de latinha, tipo, um copo para uma lata. Disolve bem e coloca no prato, hehe

Denyelle disse...

Gateir@s!! Antes de tentar parece que vai ser impossível, mas não é! Eu tentei com meus gatos e foi mais fácil do que eu imaginava, fiquei surpresa inclusive. Comecei com 5ml no primeiro dia e no terceiro dia já estava dando 30ml pra cada um dos meus mimis! :D Apenas um dos meus quatro peludos teve mais resistência, mas com um pouco de paciência e amor e seguindo as dicas da Bia estamos evoluindo diariamente! Os outros três nem fogem mais quando veem a seringa (e olha que faz apenas uma semana que começamos) rsrs no início eu segurava no cangote, mas da forma que a Bia ensina no post é bem melhor! Não desistam <3

Beatriz Levischi disse...

Se o animal não relaxar depois do período de teste, acho que só imobilizando mesmo.

Você vira a cabeça para bem o alto, Ana?

É mais fácil do que parece, Samantha. Leia os comentários do pessoal ― aqui e no Facebook.

O vídeo de como dar comprimido está na fila há anos, Lisa. rs

Ly Tavora disse...

Eu faço diferente. O embrulho na toalha imobilizando o corpo, e o coloco no colo de peito p cima. E dou a seringa bem devagar... Is comprimidos tb! Super funciona! A princípio incomoda, mas depois não...