.
.

22.11.16

Doença renal: 7 dicas que podem salvar seu gato

Hoje, faz um mês que o Simba morreu. Não deixei de pensar nele um único dia, de coração apertadinho. Os últimos 33 pores de sol da doença renal foram dos mais tristes da minha vida ― e olha que esta vida já viu tombar pai e mãe. Ainda não estou pronta para escrever sobre o tratamento no estágio terminal. Mas resolvi ressignificar parte da dor compartilhando o aprendizado que pode poupar outros bigodes desse desfecho.

Leve vômitos a sério
Rins com problema não conseguem filtrar as toxinas do sangue direito, provocando náusea, feridas no estômago e, consequentemente, vômitos. O único vômito bom é o de pelos, todos os outros merecem investigação. Antes de começar a vomitar comida, Simba deixava pela casa pocinhas espumantes assim (nem sempre em forma de coração):


Pese o bichano mensalmente
Enjoados, eles tendem a comer menos, emagrecendo lentamente. O gordinho perdeu 800 gramas em oito meses e meu olho, viciado, não percebeu. :\

Dê água na seringa
Sim, é trabalhoso e, não, os geniosos não curtem. Garanto, porém, que a rotina de remédios, alimentação forçada e fluidoterapia produz muito mais sofrimento para todos os envolvidos. Comece com 1 ml por dia até o peludo se acostumar com a manipulação. Aumente progressivamente para 20 ml e, se possível, repita a dose à noite, totalizando 40 ml diários ― neste post tem 13 macetes para facilitar as seringadas.

Compre potes de tamanhos diferentes
Cansei de ler, nestes 11 anos, que gato prefere tigela grande para não encostar os bigodes na borda, mas o potico que improvisei para o leãozinho fez o maior sucesso, mesmo sem a torre, e acabou virando oficial. Além dele e dos potões de cachorro, a gangue conta também com um bebedouro elétrico. Ingerir pouca água é a principal causa da doença renal, que mata 60% dos bichanos ― aqui tem um texto bem completo sobre o assunto.


Não economize na ração
Repita como um mantra. Marcas baratas possuem excesso de sal, que provoca disfunções urinárias, e de corante, que prejudica a absorção dos nutrientes, além de gerar um volume maior de cocô. A trupe come Farmina, parceira do Gatoca, porque a N&D e Vet Life não têm transgênicos nem conservantes artificiais, usam proteínas de melhor qualidade e os óleos e vitaminas entram só no final do processo, evitando que se percam com as altas temperaturas. Elas nem precisavam ser mais palatáveis. :)

Ofereça comida úmida frequentemente
Esqueça o tártaro (acredite, já vi essa discussão). Na natureza, os felinos caçam animais menores, com 70% de água em seus corpos, e não precisam beber o líquido morno parado no pote, juntando poeira e pelos. Por isso a falta de hábito, que a gente chama de frescura. Vale sachê, latinha e até alimentação natural, desde que preparada exclusivamente para eles, seguindo a orientação de um especialista.

Cuide da energia da casa
Dizem que plantas ajudam os bigodes na tarefa de filtrar nossa nhaca e a nhaca do ambiente. Se for mentira, espalhar uns vasinhos (não tóxicos!) pelos cômodos não prejudicará ninguém. Por fim, cultive menos rancor e mais amor. A vida é curta e às vezes cabe na palma da mão.

203 comentários:

«Mais antigas   ‹Antigas   201 – 203 de 203
Unknown disse...

Boa noite Beatriz,agora que vi a sua msg. Esse meu gatinho agora está em fase terminal da DRC. Ele já estava dando sinais que alguma coisa não estava bem. Na semana que eu ia levá-lo para fazer fazer exames,ele caiu da mesa e acabou tendo problema na patinha da frente e Vet sabendo que ele era renal e sem esperar os exames ficar prontos,no dia seguinte,passou um antiinflamatório pra ele durante 5 dias,foi o bastante para uma crise renal e não está conseguindo sair dela. Fazendo fluidoterapia em casa(400ml por dia:200/200). Tomando pro rim,hemolitam(deu anemia tbm no exame),nexim(suplemento) e milanta plus,pois está com úlcerações na boca e garganta. Esses dois últimos remedios e a fluidoterapia.foi passado por.outro Vet que eu fui,quando ele teve a crise com vômitos. A uréia e creatina muito.altas. ontem ele está respirando com dificuldade e anda com dificuldade tbm tudo pela seringa. O Vet falou.sobre hemodiálise,mas, infelizmente muito caro. Eu li os seus relatos,diários. O seu bebê não ficou com úlcerações na boquinha? Lamento pela sua perda!!! Sou do RJ.

Tina disse...

Eu tenho duas dicas pra vocês. Meu gato teve infecção urinária e foi um sofrimento pra mim chorei horrores ele tomou antibiótico e graças a Deus no mesmo dia ele ficou bom. a injestao de água dele eu aumentei sabem como? Coloque 70 a 100 ml de água no sachê eles bebem tudo. e na ração vocês fazem o seguinte: pegue um pedaço de frango ou carne e coloque 200 ml de água em uma panela sem nenhum tempero ou sal, tipo puro só agua e a carne/frango, quando ferver você tira a espuma com uma colher, abaixa o fogo e deixa três minutos coa e deixa esfriar. coloca o líquido todo na ração,eles vão mais uma vez beber tudo e comer a ração (desfie o frango na ração). Pronto,seu gato vai agora beber a quantidade de água todos os dias que eles precisam. A dica da seringa por dia é excelente mesmo eu faço também dou 100ml por dia de duas em duas horas. Esses danadinhos tira nosso sono quando estão doente e o remédio é algo fácil: Água.

Beatriz Levischi disse...

Sinto muito, tutora do Rio de Janeiro! Como a doença do Simba evoluiu muito rápido, ele só teve úlceras na boca no finalzinho.

A dica de acrescentar água no sachê é boa, Tina, mas a maioria dos gatos não curte muito. Sobre o caldo de carne, nem todos os cortes são indicados para pacientes renais, por causa do excesso de proteínas. Melhor optar por peito, coxa e sobrecoxa de frango, e patino e acém bovinos.

Antibiótico só com prescrição veterinária, hein!

«Mais antigas ‹Antigas   201 – 203 de 203   Recentes› Mais recentes»