.
.

14.11.18

Por que o Gatoca discute política

"Seu blog era bom até você começar a falar de política" virou o novo "bonita de boca fechada". Claro que quem escreve isso não conhece a história do Gatoca, que está longe de ser um projeto de gatinhos fofos ― embora os bigodes sejam fofos. Em 2009, por exemplo, a gente participou da manifestação no CCZ de São Paulo por melhores condições aos cães e gatos confinados.

Em 2014, teve post sobre o plano de governo do Eduardo Jorge, candidato à presidência que defendia o abolicionismo animal (e a cultura de paz). Em 2016, rolou a denúncia na Promotoria do Meio Ambiente sobre a situação dos bichos abandonados em Paranapiacaba ― depois de acionar, em vão, o Centro de Controle de Zoonoses, a Vigilância Sanitária e a Secretaria de Gestão de Recursos Naturais.

Este ano mesmo, antes das eleições do ódio, nós escrevemos um manifesto contra a "lei dos pombos", lido em vídeo por ator global. E conseguimos informações sobre os hospitais veterinários públicos, em contato com a Secretaria Municipal de Saúde, que ninguém esclarece na internet.

Gatoca atua há 11 anos para transformar o mundo, educando, conscientizando, mobilizando corações a botarem a mão na massa junto. E acredita que toda ação é política ― inclusive pregar que não se deve falar de política.


Filhota (fofa) castrada graças ao projeto


Leiam também:

:: Abraço apertado pós-eleição
:: Dois únicos desfechos possíveis para as eleições
:: Brasil pode ter Secretaria Nacional de Políticas para Animais!
:: Cotidianices como resistência
:: Vamos construir pontes!
:: Nós continuaremos lutando
:: Quem respeita os animais não vota no Bolsonaro

6 comentários:

Silvia Balloni disse...

Até mesmo pq enquanto não lutarmos políticamente por leis, fiscalização e penalizações não vai ter fim o enxugar gelo.

Anônimo disse...

Tenho muita admiração por tudo o que Gatoca já fez e sei que ainda fará!

Maria disse...

Também não gosto de falar de política, porém entendo ser necessário

Anônimo disse...

"Para que o mal triunfe, basta apenas que os homens de bem fiquem de braços cruzados." Edmund Burke

Unknown disse...

Oi Beatriz
Vc lembra da gatuchinha?
Faz tempo
Tá aqui linda manda miau pra vc

Beatriz Levischi disse...

É o Agostinho, falando da mordedora? Lembrei dela esses dias, acredita? Quero fotos!