.
.

8.10.21

Gatoca ajudou a salvar um gato famoso!

Lembram da plataforma em que o governo receitava remédios para vermes e bactérias a qualquer ser vivente que suspeitasse ter covid-19, doença causada por um vírus? Pois o jornalista Felipe Betim denunciou no El País o teste feito com seu gato Moreré.


Segundo o TrateCOV, ele deveria tomar esta quase-lista de supermercado, por cinco ou sete dias:

- 6 comprimidos de Difostato de Cloroquina 500 mg
- 12 comprimidos de Hidroxicloroquina 200 mg
- 1 comprimido diário de Ivermectina 6 mg
- 5 comprimidos de Azitromicina 500 mg
- 10 comprimidos de Doxiciclina 100 mg
- 14 comprimidos de sulfato de zinco


Mas onde entra o Gatoca? Gisele Gonçalves, que resgatou o pequeno em Itanhaém, me escreveu pedindo ajuda com a divulgação de uma mamãe e sua ninhada, assustada com o naipe dos interessados em adotá-los. Acabou comentando que me lia desde os tempos em que blogs eram a forma mais comum de se estar na internet e contou a história do ex-Gandalf:

No ano passado, recolhi um filhotico que foi abandonado pela família no clube onde trabalho. Devia ter umas 3 semanas, muito miudinho. Levei para casa e as dicas que encontrei no seu blog foram as que fizeram ele sobreviver. Depois de uns meses comigo, lindo e peralta, encontrei um rapaz, jornalista, que viajou de São Paulo para vir buscá-lo. Sem saber, você ajudou esse gatito a viver! Ele ainda ficou "famosinho" porque apareceu em uma reportagem!


É só por isso que, contrariando todas as expectativas, eu continuo. ❤️

*

O conteúdo do Gatoca é financiado por gente que acredita que o mundo pode ser melhor — aqui tem um resumo das principais ações do projeto. Quer fazer parte dos despioradores? Assine nosso clube no Catarse ou doe um cafezinho em forma de PIX: doacoes@gatoca.com.br

2 comentários:

Barbara Toledo disse...

Seu trabalho vai além do que imagina! <3

Anônimo disse...

Minha nossa!
Queriam matar o bichinho?