.
.

25.11.15

Chuchuia

Poucas pessoas têm coragem de apelidar a Morte. O inventor do título deste post nem completou três anos. E, contrariando as previsões sombrias, ganhou uma guardiã de soneca.


No apartamento da Marina Kater-Calabró, terceiro lar temporário, Catrina espera sua família oficial caçando tsurus de origami, comendo a ração da Micolina escondido e surpreendendo as pernas que passam apressadas com botes de amor.


Elis, Chico e Cateano se revezam nos cuidados.




E tocam o terror no quarto, enquanto La Muerte assiste esparramada no chão, até entrar na brincadeira.


Se Marina aparece para salvá-la dos carrinhos e bonecos equilibrados pelo corpo, toma bronca em miados.

Quem quer levar este abraço para casa?



Epopeia da Catrina, La Muerte na busca por um lar:

:: Como tudo começou
:: Notícias da Morte
:: Lar temporário do lar temporário
:: Morte quer vida nova!
:: Onde Está Catrina?
:: A gata mais azarada de Gatoca

3 comentários:

Sergio Ricardo Pagani disse...

Extra.....Extra.....La muerte está a um passo de ter Nueva Vida en lar del Paganis.....extra...extra....

Anônimo disse...

Eu amo a Catrina! Manda ela pra mim por sedex? :)
Regina H

Beatriz Levischi disse...

Pena que não deu certo, Sergio. :\

Quão longe, Regina? rs