.
.

5.4.19

Décima (e última) primavera

"Oi, tudo bem? Certa vez você me pediu para avisar quando achasse que a hora de dar adeus à Pandora estivesse próxima. É o que estou fazendo. Não há necessidade de correr, apenas programe-se se quiser vê-la. Ela está fraca, com dificuldade para respirar às vezes. Volta e meia precisa de ajuda para levantar-se. Come cada vez menos, muitas vezes passa o dia apenas deitada. Ainda irá um tempo, mas, se minhas preces forem atendidas, um dia ela simplesmente não acordará. Sem sofrimento. Beijos, Rose."

Eu fui. Na mesma semana. Prendendo a tristeza na garganta e piscando rápido sempre que uma lágrima ameaçava cair no trajeto. Quando a portaria interfonou, Rose disse que a pantera parece que sentiu e se botou de pé com dificuldade para me receber no portão, como nos dez anos anteriores. E eu desabei.

Para quem está chegando agora, a história mais emocionante deste projeto felino tem como protagonista uma cachorra — que bate fora do meu peito desde 10 de novembro de 2008. Na impossibilidade de me alongar, mas também sem coragem de pontuar, deixo aqui o link para os 20 textos que mudaram nossas vidas.

Nenhum agradecimento será suficiente, Rose. ❤


O conteúdo do Gatoca é financiado por gente que acredita que o mundo pode ser melhor. Quer fazer parte da transformação? www.catarse.me/apoiegatoca

8 comentários:

Unknown disse...

A morte faz parte da vida,mas é muito triste quando ela chega,porque leva pessoas e criaturinhas que amamos de coração que participaram conosco nós dando alegrias,as vezes preocupações que fazem parte.Mas quando saem do nosso convívio e muita tristeza.Temos que ser fortes e continuar a caminhada mas o coração chora.

Maria disse...

Ai Bia
Vc consegue arrancar lágrimas fácil fácil

Patrícia Sloi Urbano disse...

É muito triste quanto chega a hora da partida, estou em lágrimas também, mas graças a você e a Rose ela viveu anos marabilhosos, cercados de cuidados e muto amor.

Andressa disse...

Nossa tanto amor esses anos todos ! Mas a despedida dói muito até mesmo aqui pra mim ! Um forte abraço !

Aninha disse...

Graças a vc ela teve uma vida digna, foi cudada e amada.
Foi feliz!

Elisa disse...

Graças a sua atitude e a da Rose, a Pandora teve alterada sua vidinha e conseguiu os 10 anos mais maravilhosos de sua vida. Chegou a hora de ser feliz em outro lugar.

Marina Kater disse...

caramba, eu me lembro do post em que você contou que achou a Pandora e pedindo ajuda para alguém adotá-la.
quem está indo embora também é a Laika, cane corso da minha mãe... :'(

Beatriz Levischi disse...

<3

Um pedaço da gente vai junto, né, Má? :\