.
.

22.4.15

Happy ending quádruplo!

Gatoca sofreu outro golpe da barriga! (Relembrem o primeiro aqui.) Desta vez, os sortudos foram a Michele Naneti e o Cléber Borges, que acabaram adotando mamãe e os três frajolas rejeitados da família Cartoon. Ainda cozinharam massa caseira para o almoço comemorativo e banana celestial de sobremesa!




Encalhados um ano e dois meses no lar temporário, os peludos já faziam parte da rotina da casa ― e do café da manhã.


Batatinha cresceu tanto que perdeu o diminutivo. Parou de fugir das visitas, mas ainda reclama dos colos (reparem na cara da foto!). E segue brincando de lutinha, como se não pesasse duas toneladas.


Lilica de vez em quando arrisca uma pelada com bolinha de papel. Seu passatempo favorito, porém, é roubar o lixo reciclável da cozinha e espalhar pelo apartamento ― nos dias de coleta, ela se diverte vasculhando a cestinha de contas a pagar.


Pedrita tem a maior barriga. Limpa o potinho de todo mundo que bobeia (e de quem não bobeia também). E adora bater um papo com humanos que a esperam, pacientemente, sair do esconderijo sob a cama.


Penélope é Penélope. Charmosa e encantadora desde o primeiro dia.


* FIM *

Epopeia da família Cartoon na busca por um lar:

:: Como tudo começou
:: Nasceram!
:: Comédia romântica que virou drama
:: Drama que virou romance
:: Bebês de chocolate
:: Bolão e batizado
:: Para matar de ternura
:: A primeira ida ao vet a gente nunca esquece
:: Castração da Sessão da Tarde
:: Família Cartoon em oferta: Lindinha
:: Família Cartoon em oferta: Lilica
:: Família Cartoon em oferta: Pedrita
:: Família Cartoon em oferta: Batatinha
:: Família Cartoon em oferta: Patti Maionese
:: Família Cartoon em oferta: Penélope Charmosa
:: Batatinha na telinha
:: Happy ending: Lindinha
:: Happy ending: Patti Maionese
:: Sad ending: Batatinha
:: Campanha "Cansei de Ser Gato sem Família"
:: A Volta dos que não Foram
:: Ostentação
:: Gatela

5 comentários:

Anônimo disse...

Parabéns pela iniciativa do casal. Muita saúde pra toda família, que vivam dias muito felizes juntos!

Anônimo disse...

Nossa, como estão lindos!
Acompanhei toda a história e torcia muito para um final feliz.
Meus parabéns para a Michele e o Cléber, que seu exemplo seja seguido.
Amei o final dessa história!!!!!

Joice

Anônimo disse...

Que final mais lindo!!!
Casal 20. Vinte mil!!!

Anônimo disse...

Um ano depois de todas as peripécias médicas, de eles abrirem os olhinhos nas nossas mãos, subirem pelas nossas calças espetando até a alma, correrem por todos os lados e conquistarem espaço na casa e no coração, não deu pra falar em desapego. É uma família muito especial. Serão muito amados, eu garanto.

Beatriz Levischi disse...

<3