.
.

10.11.23

Banho em gato e antipulgas não combinam!

Na verdade, vocês raramente precisarão dar banho em um gato porque eles são autolimpantes ― sua saliva possui enzimas que ajudam a remover a sujeira do pelo quando se lambem. Mas, em caso de emergência, como nos resgates em que paninho úmido nenhum no universo resolveria, deve-se esperar de cinco a dez dias para aplicar o antipulgas, segundo o veterinário Carlos Gutierrez.

Isso porque o conteúdo da pipeta é absorvido pela gordura da pele e o sabão do banho elimina justamente essa capa de gordura. Despulgar e enfiar a criatura no chuveiro, portanto, também não funciona ― bastam, porém, apenas três ou quatro dias de intervalo.

Tem posts aqui no blog com dicas para acabar de vez com as pulgas (que ficam no ambiente, contra apenas 5% no animal), para preparar um antipulgas caseiro, barato e natural, e para quem quiser arriscar o banho em casa, sem perder os óculos ― o comentário do chuveiro era brincadeira, hein? Chocolate está resmungando porque Leo encostou nela durante a ioga. 😂

2 comentários:

Anônimo disse...

🤭

wcris disse...

Tive rara vez está má experiência. Foi no tempo que havia muito movimento felino na casa: hotelzinho, Lar Temp., resgates, pós operatório para abrigo. Hoje em dia ( desde muito tempo) só sei que pulga existe. Mas cá não aparecem, glória aos deuses!