.
.

15.7.16

Farmina por conta da casa!

Atualizado em 11 de janeiro de 2017

Simba adora comer. É o primeiro gato a chegar nos potes de ração e o último a sair, com o queixo cheio de farelinhos. Nunca enjoou do sabor, que só troca por presunto ― coisa que não tem aqui em casa há mais de nove anos. Quando passei a comprar a versão renal, por causa do resultado trágico do check-up de 2014, o leãozinho perdeu a empolgação das refeições. E, em duas semanas, emagreceu quase meio quilo. Nós tentamos todas as opções do pet shop até descobrir a Farmina.

Italiana, ela veio para o Brasil em 2003 e em 2009 ganhou fábrica em Bragança Paulista, para aproveitar o segundo maior mercado pet do mundo. Seus produtos exibem o selo "cruelty free" porque não são testados em centros de pesquisa ― para medir a eficiência, a empresa alimenta os animais na casa dos tutores, orientada pela Università degli Studi di Napoli Federico II, de acordo com as respectivas doenças pré-existentes, sem induzi-las.

(Sim, há os bichos que morreram para virar ração. No mundo ideal, a gente não precisaria deles para manter vivos os bichos que amamos. No mundo ideal, aliás, ninguém tiraria cães, gatos, baleias, tigres e elefantes de seu habitat para serem úteis ou servirem de entretenimento. Mas nós tiramos. E os felinos, infelizmente, são carnívoros estritos.)

Seguindo a linha natureba da N&D, agora a Vet Life também aboliu os transgênicos e substituiu os conservantes artificiais BHA e BHT pelo tocoferol, 100% natural e antioxidante, esticando a vida dos peludos. Vanessa Vertematti, a moça bonita da foto, trabalha lá e visitou Gatoca para celebrar nossa parceria.

Todo mês, os bigodes ganharão dois pacotões de ração, para que o projeto continue educando, conscientizando e mobilizando corações de pudim. :)))


*A mudança ainda não contempla as embalagens de 7,5 kg da Vet Life Renal Feline.

8 comentários:

Anônimo disse...

Meu sonho de consumo é poder dar essa ração aos meus 12

Anônimo disse...

É a ração ideal

ValLindinha disse...

hahahaha deu pra ver que o malelinho é glutão! Ta se esticando todo pra farejar o pacotão de delícia

Beatriz Levischi disse...

Ração superpremium tem mais nutrientes e os bigodes tendem a comer menos. E a gente ainda economiza a grana do veterinário em longo prazo. ;)

Simba secou por causa da doença renal, mas continua bom de boca, ValLindinha. rs

Tati disse...

Parabéns à Farmina pelas escolhas, incluindo a de fazer esta parceria com Gatoca!

Ptah disse...

Que bacana, parabéns. Passei a dar Farmina para meus bichanos devido a um câncer da minha menina mais velha. Eles amam e eu agora sou fã por tudo que ela representa com o cruelty free.

Maria Beatriz disse...

Beatriz Boa Tarde. Minha gatinha está com
Doença renal crônica ..está bem magrinha .. Está fazendo fluidoterapia e estou dando a ração renal da equilíbrio além
Do sachê renal da royal canin. A ração da farmina tem aceitação maior? Abraços

Beatriz Levischi disse...

Acho que vale o teste, xará. Principalmente se a gatinha estiver recusando a comida ― compre um pacotinho pequeno e conte para a gente. Mas não espere que ela engorde. A magreza faz parte do quadro. :\