.
.

26.6.15

Valores invertidos

Você senta no computador para trabalhar, depois de duas horas e meia de congestionamento e um retrovisor estourado por motoboy, e começa a ouvir um miado distante. Parece o mesmo da manhã, que fingiu vir do vizinho. O miado fica mais alto. Nenhuma boca de Gatoca se mexe. Você foca nos e-mails atrasados. O miado vira sessão de tortura. Você sai correndo de pijama, sachê e celular, preparada para a tragédia.

Uma das moças que cadastrou o gatinho no mutirão de castração do projeto e não apareceu porque sentiu pena chora copiosamente na calçada. Preso no telhado de uma casa antiga por três dias, o peludo é puro desespero. Perdeu 200 quilos, ganhou uma coleção de arranhões e podia ter morrido envenenado, atropelado, atacado por outros animais. Quando pergunto por que não seguiu meu conselho de impedir o acesso à rua, a resposta se repete: pena.

10 comentários:

Claudia Lousão disse...

Morrer envenenado, ser atropelado, ser contaminado por doença viral fatal ou mesmo brigar até se machicar gravemente não dá pena?!!!! De fato, valores invertidos!!!! Lugar de gato é dentro de casa!!!

Elisa Reiko disse...

Ignorância é o grande mal da humanidade.

Cariny Cielo disse...

O meu eu castrei bem cedo, aos 5 meses, mas agora com 1 ano ele volta e meia quer fugir para um terreno baldio. Não sei como segurar... :-(

Em busca de corpo e alma disse...

Pior que ainda tem gente que mesmo assim não castra.
Ainda ouço de pessoas que castrar deixa o animal menos macho. Que Deus disse crescer e procriar e um zilhão de coisas.
Cariny, tele sua casa. Em casa fiz telas com essas de lojas. (mostruários mesmo).
Se o bichinho fica na rua ou tem hábito de fugir pode ocorrer como a postagem. Recolhi um animal todo quebrado e provavelmente abandonado pq o dono viu que ia custar caro para "arrumar" o bichinho.
Pro bem do seu bolso e pela vida de seu bichinho mantenha em casa.

Anônimo disse...

Com tanta pena, a moça mais parece uma galinha. Já agora, pena por pena, é pena que ela não tenha pena de a fazer penar tanto, Beatriz.
Para mim, a "pena" dela é saber que tem quem a socorra, quando algo corre mal por ela não ter feito o que devia. E isto não é "pena", é oportunismo.
Um abraço, Beatriz, e uma montanha de paciência, para repôr aquela que você já demonstrou ter, mas que também se vai gastando. Affffeee...
Margarida - Portugal

Beatriz Levischi disse...

Paciência é sempre bem-vinda, Margarida. :)

Você mora em casa ou apartamento, Cariny? Não dá para telar as janelas? Neste post tem indicações de empresas bacanas: http://blog.gatoca.com.br/2012/03/telas-2-motivos-e-11-empresas.html.

AliceGap disse...

telei minha casa com tela de alumínio. A famosa "tela de galinheiro", é bastante mais barata que a de nylon, e vende em qualquer loja de material de construção. Com uns metros de arame fino, vc mesma prende à janela (não paga instalação).
Na época minha escolha foi pelo valor mesmo, estava desempregada. Hoje, na vila onde moro, os donos de gatos aderiram ao modelito.

Anônimo disse...



AliceGap, você disse tudo.

Essas telas de alumínio (ainda) são baratinhas.
Da última vez que telamos aqui em casa, foi R$ 6,00 o metro, e meu marido e eu instalamos sem problemas.

Nemhum transtorno aí. É só economizar o din din da breja por uns fins de semanas, deixar de comprar supérfulos por algum tempo... que a coisa vai.

Durou mais de 5 anos a primeira vez e acabou porque era usada como arranhador. Foi só trocar e pronto. Crias felizes e humanos tranquilos.

E o que a gente economiza com anti-pulgas, aplicações de vermífugos, banhos, idas de emergência ao veterinário... nossa, é um montão.

Meu único arrependimento nessa questão, foi não ter prendido - digo, protegido - nossos filhotes antes.

Tudo bem que isso foi há quase quinze anos, e a mentalidade era outra, mas de lá para cá só faço campanhas pela criação dentro dos seus limites (seja quintal, casa ou apê - prende, tela, coloca umas plantinhas espinhudas por mureta). É tudo de bom, só te faz bem.

E olha que não convenço ninguém.

Minha sogra insitiu tanto em manter a gata dela solta, que a pobrezinha se escafedeu.

A minha cunhada, mais jovem, mais esclarecida, com um poder aquisitivo 10x maior que o meu... idem. Deixa a gatinha dela solta. Acha que nunca vai acontecer nada de ruim.

Você pode ter sorte por 1 dia, 1 mês, 10 anos... Mas um dia, a sorte simplesmente acaba.

E aí, vale o risco?

Eu acho que não.

Na contra mão da mentalidade geral: quem aa prende, quem ama castra.


Cariny Cielo disse...

Moro em casa e já é tudo telado, mas eles são ninjas... Sei lá! Conseguem fugir por não sei onde. Mas também ficam esperando meu portão abrir, ao menor sinal: correm pra rua. Queria entender pq, minha casa é grande, tem quintal, deveria ser suficiente para eles se distrairem. :-(

Beatriz Levischi disse...

Porque gatos são curiosos, Cariny. :)

Mostre estas histórias para a sogra e a cunhada, leitora que esqueceu de assinar o comentário: http://blog.gatoca.com.br/2012/03/telas-2-motivos-e-11-empresas.html.