.
.

6.11.13

Vira-lata com pedigree

Dia desses, eu almoçava de costas para a cozinha quando ouvi, orgulhosa, um barulhinho empolgado de língua no pote d'água ― quem tem gatos vive assombrado pelo fantasma da insuficiência renal. Me virei devagar, para não assustar o bigode exemplar, e dei de cara com a Guda equilibrada no fogão, tomando sopa de feijão como se não houvesse amanhã.

Com acesso ao cômodo dos prazeres da gula, ela está impossível! Toda santa refeição, planta as quatro patas ao lado da banqueta, ciente da minha falta de coordenação, e, se eu deixo cair uma migalha, pingo ou grão de comida, ataca feito um tubarão. Antes de eu pensar em abaixar, a Gata de Botas já está me encarando com aquele par de olhos enormes, à espera da próxima porcaria.

9 comentários:

Bianca disse...

Os meus 2 tbm vivem fazendo o mesmo. N posso dar sopa que eles já enfiam a língua na minha comida.

Karina disse...

Sua Guda me lembra o meu Darwin que a qualquer sinal de comida na cozinha está a postos.
Beijos

Marilia Bavaresco disse...

I-G-U-A-L ao Nelson. Tenho que pegar o lixo da cozinha e desaparecer com ele. Comidas sempre fechadas... se eu der mole, ele come tudo!

Anônimo disse...

Bia, sendo intrometida em sua vida. (risos) Aqui em casa tenho dois problemáticos com rins e o vet deles me recomendou a colocar baldes com água. Porque o balde é alto e eles não precisam se abaixar pra beber. Aqui funciona super bem e mantenho baldes cheiinho nas duas partes da minha casa.
E outra, se for fácil pra vc, dê Florais de Bach pros seus bebês, ajuda bastante na adaptação radical que vc teve que fazer.

Beijinho, Rita.

Anônimo disse...

Aqui tem gulodice para todos os gostos:Coelho não pode ver a gente comendo uma laranja q so falta implorar por um pedacinho...Altina Maria não pode sentir cheiro de leite,mesmo q seja so uma gotinha,q ela fica miando,implorando por um pouquinho...tenho ate q tampar o nescau do meu filho,senao ela vai la beber antes dele...Mimi não pode ver uma folhinha verde de salada q já vai logo atacando...Cisco E Clara não podem ver a lata de óleo dando sopa q logo estão lambendo a tampa...isso quando não vao lamber a faca suja de margarina q esta na pia...ai tem os q preferem as embalagens plásticas...Abraço Bia...DA GATEIRA DE CURITIBA><JAMILE

Anônimo disse...


Sempre digo:

Criar gatos é uma aventura.
Você nunca sabe quais serão as cenas dos próximos capítulos.

A Capacete é tão fissurada em sopa que mete a cara no prato da gente.
– Explico. Tenho a péssima mania de comer no sofá –
Então lá vai a magricela da Capotus enfiar a cabeçona na cumbuca de sopa alheia.
– Explico de novo. Servir a sopa em cumbuquinhas de porcelana ou barro, com uma pedra seixo no meio (dessas vendidas em lojas de rações para enfeitar aquário ou cobrir a terra dos vasos), deixa a sopa quentinha por mais tempo –
Outro dia deixei a Capãozinho seguir adiante só para ver no que ia dar.
Manja aquela coisa dos tios pentelhos acenderem um isqueiro e ver se o sobrinho guti guti vai tocar na chama ou não?
Certo, pode me chamar de mamãezinha.
Meu Capão chegou mais perto, e mais perto, pensou “ueba, ela tá distraída” e puf.
Por pouco não queimou os bigodes no caldo.

Gente. É ou não é paixão digna de um diário?

Má, bem, a lista de loucas obsessões é longa.

A Sky costumava caçar elásticos.
Era um tal de manter as portas do guarda-roupas lacradas, trocar os efeites de cabelo por peças de plástico... oh, “goldinha” esperta.

A nossa Fragata não pode sentir o cheiro de leite condensado que a mina pira.
Tipo – pira, pira mesmo.
Mia, tenta escalar as nossas roupas, ensaia pular sobre a pia... um caos.

O Nino também tem dessas.
Esse Meninão peso pesado e cara de rufião safado é louco-desvairado por azeitona.

Foca e filhas – não me batam, foi a gata quem escolheu esse nome – tem um dente torto para uvas e caquis.
Já segurou uma uva entre o s dedos, estes muito bem agarrados por umas patinhas pepecas, enquanto a gata banca a vinicultora?
Tentem. E filmem. É para Amoldóvar nenhum botar defeito.

A “pincesa” – e já meio idosa – gata Flecha é alucinada por uma fatia de presunto.

Seu par, o Arcus, é maníaco pela minha sogra.
– Quem merece que seu gato seja maluco pela sogra?
Não há segredo de sangue que separe essa laranjão da sua Jessica Lange.
E lambe e lambe e lambe. Argh! –

Exceto pela sopa (tá bom, tá bom. Confesso que é um “chalme” ver as meninas da Fofocutus lamberem os caquis), costumo não deixar essa cambada de estranhos no ninho saciarem seus vícios.

Além do cálculo renal (Arcus), comer o mesmo que humanos estraga os dentes (Fragata), dá dor de barriga (Arpão), e humm... provoca a saída de ventos pouco amigáveis (Flecha).




Anônimo disse...

adorei a foto da sua gatinha encima do micro-ondas...aqui e uma briga pra dormir encima da geladeira...seu mARIDO NAO SE IMPORTA DA GATINHA DORMIR ENCIMA DO MICROONDAS?MEU PAI NEM NA MINHA CASA VEM,E DIZ Q TEM NOJO ATE DE TOMAR AGUA AQUI,POR CAUSA DOS MEUS GATINHOS...NA CABEÇA DELE.ACHA Q EU SOU UMA DAQUELAS PESSOAS Q ACUMULAM ANIMAIS...ENFIM...ACHO Q SOU UMA ORFA DE PAI VIVO...DA GATEIRA DE CURITIBA><JAMILE

Beatriz Levischi disse...

Você viu este bebedouro, Rita: http://www.youtube.com/watch?v=2nXkV_hi01I? Eu não dei floral, mas deixei o difusor de feromônio na tomada por um mês.

O apartamento é meu, Jamile. E quem me ama tem de aceitar os bigodes. :)

Anônimo disse...

ta certíssima Bia...e q eu ando meio traumatizada com os meus parentes...ai fico com medo q mais alguém,especialmente vc q e uma pessoa tao especial,tenha q sofrer o q eu sofri,e sofro ate hoje,pela falta dos meus 4 gatinhos,q meu desnaturado irmão me tirou...sem falar no desprezo do meu pai...q apesar de ter 30 anos,ainda doi...quantas vezes eu precisei de um abraço,de ombro pra chorar,ou mesmo de 5 reais para comprar raçao,na hora q meu marido estava desempregado,e as coisas ficaram difíceis...e difícil seguir na luta pelos animais,sem apoio,e ainda por cima com desprezo daqueles q deviam me apoiar e amar incondicionalmente...DA GATEIRA DE CURITIBA><JAMILE