.
.

20.3.12

Tempo: socador de corações

Cinco anos depois, Pipoca ronronou por sete segundos com um cafuné nas orelhas ― feito a uma distância que quase distendeu meu braço, sejamos honestos. E ontem, pela primeira vez nestes 58 meses, eu a peguei usando a caixinha de areia. Ser rebelde cansa.

4 comentários:

Repositório disse...

Chuifes!!! Que amor!

Lúu Novaski disse...

Cansa! O meu Vitinho tb anda irreconhecível.. ronrona tds os dias de manhã pedindo carinho, não morde mais as visitas rs mas no caso dele foi a mudança pra casa maior XD

bjss

Beatriz Levischi disse...

Eu não quero nem pensar no dia em que tiver que me mudar para uma casa menor, Lúu. :\

Luisa disse...

Penny nunca foi uma gatinha muito ronronante, mas depois que tivemos que nos mudar para um apartamento menor esse numero de ronronamentos diminuiu até chegar quase a 0... só meu namorado (que é a paixão primordial daquela gata safada) ainda consegue fazer ela ronronar de leve enquanto faz carinho ou escova ela.
Com seu relato vejo que esse problema nao é só meu e que talvez tenha conserto.