.
.

24.10.07

Dia de fortes emoções

Quando eu marquei a castração dos Gudinhos, ignorei que ela coincidiria com o aniversário de dois anos do Mercv*. E também não imaginava que teria de ficar subindo e descendo do carro embaixo de chuva, com os gatos balançando na caixa de transporte. O dia já começou turbulento: enquanto o primogênito ganhava sachê escondido para comemorar (e compensar o remédio da infecção de pele), os pequenos protestavam contra o jejum de focinho colado na porta da cozinha.

Almejando minimizar a ausência veterinária, eu deixei o dono da festa sapateando no quintal molhado (gosto não se discute!) e rumei para a clínica do Dr. E. Cada poça d´água atravessada detonava o coral de miados. Pufosa, Pimenta e Kekinha ainda fizeram questão de guardar o vibrato para a hora da injeção. Já os meninos merecem uma crônica à parte.

Eu passei o resto da tarde dividindo a atenção entre os Alcoolizadinhos da Estrela e o aniversariante mimado, que queria colo a qualquer custo. Para completar o caos, antes de dormir Pimpão se pôs a pular e girar sobre o colchão da sala aos berros, atirando-se contra a parede no final da performance. E toca dormir com a Chocolate para evitar que ela batesse nos desfalecidos...

*Novelinha: Conheça a história do Mercvrivs

3 comentários:

Anônimo disse...

Bia,
conheci seu blog através de um e-mail que chegou daqueles fwd:fwd:fwd. Dei uma geral nos posts da rifa dos bigodes e fui sendo conquistada. Comprei um nome, "vendi" um pra uma vizinha (D.Clélia) e resolvi que tinha que ler todo o resto, era irresistível. Ainda bem que você começou só há poucos meses, porque pela primeira vez na vida jantei em frente ao computador. Não conseguia parar. Era prato numa mão, garfo na outro e o dedinho da mão direita apertando a setinha pra rolar a tela. No meio do prato já estava tudo gelado, porque eu mais lia do que comia. Uso muito computador e internet pra trabalhar mas nunca entro em blog nenhum de ninguém. Nunca tive o costume, nunca conheci nenhum que me parecesse irresistível! E agora essa novidade: acho que não vai ter jeito, viciei!!! Dei diversas risadas sozinha e o namorido do lado, curioso: "do que você tanto ri?". Ainda bem que você é mulher, senão eu teria um problema doméstico por ciúmes!!! Diversos elogios: já te disse por e-mail, seu texto é uma delícia; as fotos são especialíssimas; os gatos uns gostosos; as histórias super divertidas; e o principal de tudo, seu trabalho de resgate dos esqueletinhos é de tirar o chapéu. Já passei por situações assim e sei bem da encrenca. Não posso te ajudar com lar temporário porque já abrigo mais animais do que imaginei que conseguiria, mas estou caprichando na divulgação e torcendo por finais felizes.
Muita sorte pra você, pros montinhos de ossos e sucesso para o blog. Você escreve muuuuuuito bem! Beijo grande,
Juliana.

turmadosilvio disse...

olha o fã clube aumentando...
bjs
Denise

Beatriz Levischi disse...

Juliana, obrigada (mega atrasado!) pelos elogios. Espero que você ainda jante em frente ao Gatoca, sem ressentimentos. :)