.
.

24.12.11

Como sobreviver ao Natal

Quem integra uma família de três pessoas, sendo que as outras duas não se importam muito com convenções sociais, e tem o inferno astral caindo bem no mês de dezembro poderia facilmente escrever um post com 100 motivos para odiar o Natal. Só que eu resolvi fazer diferente desta vez. A caminhada começou preguiçosa, confesso, com alterações bruscas de humor (da irritação à depressão). Mas, no meio do percurso, um sorriso tímido havia se instalado entre as orelhas. O desafio agora é sustentá-lo até as 24h de amanhã.

Primeiro passo
Compre lembrancinhas para sete pessoas queridas - recorra à internet, afinal, o objetivo é aprender a curtir o espírito natalino, não perder a crença na humanidade ao pisar no shopping.

Segundo passo
Com a desculpa de entregar os presentes, combine jantares durante toda a semana que antecede a comemoração, evitando reflexões existenciais cruéis.

Terceiro passo
Na véspera da véspera, gaste 11h faxinando, o que o obrigará a dormir feito uma pedra e acordar mais tarde no dia seguinte, encurtando a tortura.

Quarto passo
Preencha a manhã tomando café em uma padaria distante e aproveite o sol para ir caminhando beeeeeeem devagar.

Quinto passo
Se precisar visitar alguém no cemitério, escolha o vaso mais bonito da floricultura e, em vez de deixá-lo no túmulo esturricando, leve-o para perfumar a casa com boas lembranças.

Sexto passo
Corte, lixe e tire as cutículas das unhas do pé e da mão sozinha, abusando da falta de coordenação que Deus lhe deu.

Sétimo passo
Assista a todos os episódios atrasados do seu seriado favorito. Ou tenha amigos especiais que resolvem te fazer visitas surpresas.

Oitavo passo
Jante algo gostoso, mesmo que você seja vegetariano e não goste de cozinhar (sim, é possível!).

Nono passo
Quando bater a meia-noite, aperte nove bigodes de cores e tamanhos diferentes (a Pipoca provavelmente estará escondida dentro do sofá). Não há nhaca que resista ao amor incondicional de um animal de estimação.

9 comentários:

Lorena Rocco disse...

Own, Feliz Natal Bia!

E o décimo passo: curta algum tempinho lendo o Gatoca.

Também preciso sobreviver ao Natal. Já é quase meia-noite, então são só mais 24hrs para o fim do fim de semana natalino.

=*
milalices.blogspot.com

Celinex and Gatito + Gatitas disse...

Feliz Natal! Na companhia dos gatitos Seeeempre é bommmm D+!!!!!!! Meoawssssssss

Cibele Willke disse...

Desejamos um 2012 cheio de alegrias e momentos incríveis para todos vocês! Mil beijos :)

essenciia disse...

gostei do termo "sobreviver ao natal", acho que é mais comum do que se imagina,gostaria de ter o que comemorar e com quem comemorar, mas não tendo nada disso fico vendo tv, a minha gata não me faz companhia nenhuma nessa época ela morre de medo dos fogos, passa o tempo todo embaixo do sofá.

Anônimo disse...

Bia vc é D+!!!!

Repositório disse...

Bom roteiro. E aí, sobreviveu?
Falta só mais uma festa agora.
Beijocas

Anônimo disse...

Bia, que abraço carinhoso do Mer...
Ano de 2012 com muitos donos bons pra adotarem e pouquíssimos abandonados precisando de dono. Quer coisa melhor? Então que aquele sonho que tá na gaveta faz tempo se realize.
Bjs
Ana Maria - Araça

Anônimo disse...

quem semeia a tristeza dos outro acaba colhendo frutos

Beatriz Levischi disse...

Eu sobrevivi sim, Marilia. E aproveitei para dar uma fugida de São Paulo nesta semana. ;)

Pelo visto, o Natal é uma data difícil para muita gente, Essennciia. Ainda bem que passa rápido, né?

Ninguém tem o poder de fazer ninguém infeliz sem consentimento.

Obrigada pelo carinho destes 365 dias, gente. E que 2012 venha recheado de surpresas boas (para bípedes e quadrúpedes)!