.
.

16.11.10

Afeto aos porcos

Phillip foi abandonado em frente à casa da Patrícia com o olho saltando da órbita e ronronando. A oftalmologista constatou perfuração e a lista gigantesca de remédios só serviria para segurar as pontas até a cirurgia, já que ele era tão pequeno que não conseguia nem comer sozinho.


Dois meses depois, com a retirada do globo ocular, o sofrimento do frajolinha finalmente terminou. Mas, por causa da redução do campo visual e da noção de profundidade, ele nunca mais enxergará como os outros gatos.


Um tiro de chumbinho roubou de Angel o controle sobre o xixi, aprisionando-a nas fraldas de bebê. Durante os últimos 30 dias, ela apresentou vaginite, trombocitose, hemorragia e um amor inexplicável pelo ser humano.


Como a comunicação entre as patas traseiras e o cérebro se perdeu nos estilhaços da bala, a única chance da vesgolina voltar a "andar" é comandada pela medula. Mas o neurologista disse que ela nunca mais correrá atrás das bolinhas de papel ou saltará na cama para ganhar um cafuné.


Dois bigodes extremamente carinhosos condenados a viver pela metade. Dois diagnósticos que salgaram a boca...



Phillip anda carimbando as paredes da casa da Suze com seu micro-colar-elizabetano. E Angel descolou um banheiro só para ela no apartamento da Michele. Se vocês divulgarem este post, eles têm chance de ganhar uma família até o Natal.

P.S.: Quem quiser ajudar com as despesas, mande sinal de fumaça para a Patrícia: cinzaeamarelo@gmail.com - eu só participei das idas ao veterinário e tirei as fotos.

20 comentários:

Clarice disse...

Não entendi o título, mas os olhares deles sim.
As fotos babam carinho.
Vamos ver o que se faz a partir daqui.
Abraço.

Veronica Gregório disse...

Acompanho a história deles desde o começo:)
Que vontade de adotar eles!!!!

Beijos!

GRAÇA disse...

Eu e mamy temos acompanho do caso da Angela e temos posto no meu blog
A mamy gostaria muito de adoptar a Angela,mas nos somos Portuguesas e não sabes se será possivel a adoptar????
Ronrons e bjs da mamy
Kika

Amanda disse...

eu entendi. e meu amor pelos porcos cresce proporcional ao meu ódio pelos humanos.

12 filhotes deixados na frente da casa da minha mãe, 9 de uma ninhada e 3 de outra, esses últimos em carne viva de tanta sarna. tem sempre um idiota desocupado que joga dinheiro pela janela pra cuidar. e pra cada um, uma meia duzia de fdp que larga, e taca chumbinho.


esse mundo ainda há de ser justo...

Anônimo disse...

É... E eles ainda jogam seu afeto, como pérolas, à nós, os porcos...

Phillip é um fofo, parecia um porquinho da Índia quando adentrou meu LT.

E não poderia ter intuído um nome mais adequado à pequena Angel, tão meiga, tão angelical, desde o momento do seu resGato.

Estarei divulgando as pérolas de bigodes pra que adotem humanos, ao invés dos porcos que os mutilaram.

Leila Piffer

Anônimo disse...

Não estamos dando conta de tantos abandonados. Ia pedir ajuda pra um engaiolado há 8 meses esperando um lar - teria que ser a salvo de cachorros porque ele tem a locomoção comprometida, mas diante desse quadro, ao invés e um, três lares com pessoas pra lá de especiais pra lidar com deficientes.
Abs.
Ana - Araça

Guiga disse...

O olhinho não prejudica em nada a vida do Phillip, mas a Angel tem que ter um adotante especial como ela! Todos tão lindos (e não estou falando só de beleza estética, mas daquela beleza que só os animais têm) e tão sofridos! E mesmo assim, só sabem dar amor!
Vou divulgar! :)

Marinha disse...

Emocionante!
Passei aqui para divulgar meu post sobre a minha Meméu e perdi a graça.
Irei entrar em contato com a Patrícia.
Que deus continue a abençoar os passos e a vida de pessoas como vocês.
Miau

Suzi disse...

Eu tenho 4 gatos no momento, já perdi 1 que era maravilhoso, sempre estou fazendo lar temporário, mas ainda não encontrei um gatinho como Philip.
Esse carinha é muito especial, se alguém tem preconceito por ele não ter um olhinho pois fique sabendo que o preconceito é seu e não dele que está vivendo super bem, não perdeu a alegria de viver, de correr, de brincar, de comer, de fazer carinho, ronronar e muito menos de ninar no colo da gente.
É muito guerreiro e especial, vamos divulgar para que encontre uma pessoa especial como ele.
Nem o colar elizabetano segura esse menino.
Beijos!

Ms. Anabela disse...

Beatriz, pus um link com a história no Mães de Felinos, ok?

Beijos

Luana disse...

Bia sei que sua especialidade são os felinos, mas preciso de ajuda, tenho uma agapornis (periquito) e hoje quando fui limpar atrás da tv vi os fios do dvd partidos, adivinha quem foi? rs. A sorte que o dvd estava desligado, mas tenho medo dela levar um choque ao mecher com outro fio. Sei que gatos não gostam de cheiros cítricos mas e agapornis? Tem algum cheiro que eu possa passar nos fios e que não faça mal. Sou apaixonada pela minha "filhinha" Beijos

Beatriz Levischi disse...

O título faz uma brincadeira com o conselho de Jesus de não jogar pérolas aos porcos (Mateus, 7:6), porque eles não sabem valorizá-las, Clarice.

Graça, doar para Portugal fica realmente complicado. Mas sua ajuda com divulgação é super bem-vinda!

Leila, Guiga, Marinha, Suze e Ms. Anabela, obrigada pela força também. :)

Você que está com o engaiolado, Ana? Manda fotos por e-mail...

Amandica, o que sua mãe fez com 12 bebês? :\

Eu não entendo nada de periquitos, Luana. Mas vou encaminhar sua dúvida a uma amiga passarinheira.

Luana disse...

Obrigada, Bia! Estou aguardando.

Adorei o vídeo da Chocolate, muito linda!

Jordana disse...

Em qualcidadeeles estão?
Eu tenho interesse em adotar, moro em BH.
Bjos

Beatriz Levischi disse...

Dá uma ligada na Fauna, Luana: http://www.faunaespecialidades.com.br. Eles são especializados em animais silvestres. ;)

Jordana, você tem interesse em adotar o Phillip ou a Angel? Me manda um e-mail: bialevischi@yahoo.com.br.

Luana disse...

Muuuuuito obrigada Bia!
Vou agora no site.
:)

disse...

Em qual cidade essas duas gracinhas estão? Já foram adotados? Ainda precisam de ajuda financeira?
Bjus!

Beatriz Levischi disse...

Você se interessou pelo Phillip ou pela Angel, Fê? Me manda um e-mail: bialevischi@yahoo.com.br. Como eles continuam em lares temporários, a Patrícia precisa de ajuda, sim.

ValLindinha disse...

O que mais incomoda é que a vida pela metade é reduzida a um quarto, um quinto, um décimo. Porque animais que não sejam absolutamente perfeitos não servem de objeto de decoração. O que para a grande maioria dos "porcos" (sem ofensas aos suínos), nada mais são do que objetos

Anônimo disse...

Tenho uma gatinha que achei na rua e ela teve um problema num olho em que a cornea saiu e tivemos que fazer uma cirurgia de remoção do globo ocular e ela ficou bem,ela é a alegria da casa, temos hoje 12 gatos esterelizados e é uma maravilha.