.
.

4.10.10

Dia de São Chiquinho

Eu não sou a rainha da credulidade, quem me conhece sabe bem. Mas resolvi abrir uma exceção para São Francisco, há três anos, e ele nunca deixou Gatoca na mão. Este post, aliás, é a melhor prova do sucesso de nossa parceria. No dia do protetor-mor dos animais, eu tenho a alegria de dividir com vocês a notícia da doação de TODA a família branquela!

Lua voltou para a casa da Viviane, o primeiro lar temporário dos peludos, e anda tocando o terror com a Pupi, uma poodle de 10 anos. Durante a separação, não passou uma semana sem que Vivi ligasse perguntando de sua Marie. Ela podia escolher um dos bebês de comercial de ração, mas preferiu ficar com a mamãe. Famílias assim deviam servir de exemplo para os joselitos que desafiam nossa paciência diariamente.


Pollux trocou a vida de gato borralheiro por um condomínio chiquérrimo em Tamboré, com quatro irmãos caninos e sete felinos, dois deles recém-caídos do teto do laboratório onde a Rosângela trabalha. Com mãe médica, avó aposentada e um paizão maine coon, alguém dúvida que ele terminará o ano estragado?


E Electra foi esquentar o coração (e o colo) da Eulália, que havia acabado de perder seu gatinho. No apartamento da Consolação, ela logo ganhou uma parceira de bagunça. E de soneca. E de lambidas. A adaptação entre as meninas PB foi turbulenta, mas valeu cada lágrima, né, Eulália? Filhotes se divertem muito mais com um amigo quadrúpede.


São Francisco, espero que você esteja vibrando daí como eu estou daqui. Dos nove temporários que passaram por Gatoca em 2010, só falta Jake encontrar sua cara-família. Obrigada! :)

16 comentários:

Natali disse...

Uau!! Que notícias sensacionais. Estou muito feliz por todos eles e por você!! Ai, cadê a familia do Jake que não chega??? :(

Juliana Valentini disse...

Yes, yes, yes!!!
Parabéns pelo final feliz de mais essa epopéia!!!
Beijo grande,
Ju.

Tia Tata disse...

Ai minha Electra, a gatinha dos meus sonhos!! Fiquei feliz em saber que ela tem uma família agora!!

Rosângela disse...

Que ótima notícia! São Francisco não desampara quem luta firme para ajudar no trabalho dele, né? Parabéns e obrigada por encher meus olhos de lágrimas felizes.

Beca disse...

Eles não sentem falta da mãe? E mãe não sente falta deles?

Gloria disse...

Conan deve estar ronronando de felicidade, lá em cima e eu chorando de alegria.Muita Luz pra ti Guria e bjs para todos habitantes da Gatoca.Gloria

Lúu Novaski disse...

Olha, tb não sou adepta a credulidade não, mas realmente, São Francisco agiu legal :D E qnt ao Jake, tenho certeza que logo a familia perfeita aparecerá pra ele! Se eu já tivesse um gato com genio encardido que desce a dentada sem motivo aparente, eu não pensaria duas vezes em ficar com ele ^^

Lúu Novaski disse...

*se eu já não tivesse

Anônimo disse...

Dalhe são Chiquinho, sabe que eu tambem nunca fui muito devota a nada especificamente, mas depois de virar mamãe de bigode e focinho sempre peço uma ajudinha a são Chiquinho hehehe
mas uma adoção linda, fico muito feliz e elas são mesmo muito fofas :) por isso que eu não sirvo para lar temporário, depois eu não consigo devolver rsrs
aah, testei a farinha de mandioca na caixinha de areia e é mágico mesmo, tinha ficado com medo de atrair insetos, mas não aconteceu e o meu bigode adorou! super aprovado, além de ser mais ecologicamente correto ;)
beijinhos, Renata

Anônimo disse...

Viva !!! Que coisa boa, ter as crianças bem encaminhadas. Parabéns !!!

Miharu

Hilda disse...

Vamos ver se sao francisco me ajuda com os 5 temporarios que estao la em casa rsssss
Esse sabado chegou um siamesinho remelento, com rinotraqueite, pra eu cuidar.
Hoje ele ja ta bem melhor, e acho que vai arrumar lar rapido, é lindão.
Bjo do Edward e meu tambem
Hilda

Adrina disse...

Fala sério, São Chiquinho é demais!

guto disse...

NÃO SEI NÃO...
ALGO ME DIZ QUE O FUTURO DO JAKE AINDA VAI SER AO LADO DE UMA TIGRONA...
QUEM SERÁ?

Beatriz Levischi disse...

No começo eles sentem falta da família sim, Beca. Qualquer mudança na rotina de um bigode gera estresse, aliás. Mas logo todo mundo se acostuma. A gente é que tem uma visão romântica sobre o assunto. Gatoca serve de exemplo: eu fiquei com pena de separar as gudinhas e, três anos depois, elas resolveram brigar de arrancar pêlo umas das outras. :\

Renata, você encheu a caixa com farinha de mandioca ou só polvilhou sobre a areia?

Cinco temporários, Hilda? Edward deve estar amando, né?

Guto, eu já comentei que essa adaptação tem chance zero de sucesso? rs

Anônimo disse...

Só polvilhei, coloquei por baixo e joguei a areia por cima, depois polvilhei em cima também :)
tiro e queda
Renata

Paula Guima disse...

mas São Chiquinho tá reservando uma linda surpresa pro Jake! aposto, Bia!!

parabéns pelas adoções!!

beijão