.
.

20.7.10

Teste failed

Jacob voltou para casa no domingo retrasado, arrasado. E, dessa vez, nem foi culpa dele. Ou melhor, não 100%. É que a Débora não sabia que criava uma panterinha no apartamento. Logo na primeira semana, Diana furou o bloqueio e deu uma surra homérica no tigre, que só conseguiu sair correndo para o banheiro três litros de sangue depois. Escaldado, claro ele não baixou mais a guarda.

Sempre que tinha oportunidade, inclusive, descontava na Sofia, uma gatinha renal que não podia ficar nervosa, muito menos tomar remédio. Quando o brucutu presenteou a coitada com uma mordida cruel na barriga, eu achei melhor desistir da adaptação. Frustrados, Tito e Débora escreveram o depoimento abaixo, para que o peludo ao menos ganhe uma outra chance.

A gente sabe que não será fácil encontrar uma família sem bichos, que queira começar por um ronronento temperamental. E que more em um lugar espaçoso. E que não possua crianças inconseqüentes ou velhinhos indefesos entre seus integrantes. Mas vamos continuar procurando, porque Jake não merece ver mais um ano passar pela janela do quartinho.

Um dia, conversando, nós concluímos que cabia mais um membro em nossa família, composta por duas gatinhas adotadas. E, pensando em dar um irmãozinho a elas, entramos no site do AUG para procurar um peludo com uma história que nos fizesse querer ajudá-lo. Foi quando nos deparamos com o Jacob, paixão GG à primeira vista!

Você, que está lendo estas linhas atrás de um bigode carinhoso, cheio de energia e de vontade de viver, pode comemorar. A busca acabou! Jake tem traumas e necessidades, como nós, adora uma comidinha roubada e nem sempre curte pessoas grudadas em seu cangote, enchendo-o de carinho. Mas faz muita questão de estar perto da gente.

Com um pouco de amor e paciência, você descobrirá um gatão querido e apaixonante, capaz de esquentar os pés mais gelados e de receber com farra quem chega em casa após um dia longo de trabalho. "Jorge", tomara que sua família de comercial de margarina chegue logo.

Saudade...

Tito e Débora


27 comentários:

Norma disse...

Ai, que triste... É raro que os gatos da casa sejam hostis assim, mas pode acontecer. Bom, esperemos.

Abraços amigos pra você e pro Jake!

marisa licursi disse...

não acredito :/

Carol P, Duarte disse...

Aii que triste!!!!!!!
a familia do Jake ainda vai aparecer...ele soh precisa de uma familia soh pra ele..=/

Boa sorte pra vcs!
Estou torcendo mto!!

Bigode e focinho disse...

:´( ...ele é tão lindo.
São Chiquinho vai ajudar.

Clarice disse...

Amei saber que ele teve outra chance. Tomara que eles se adivinhem. Ele é lindão, muito parecido com o meu que foi para o céu dos bichinhos há 20 dias e era um dengo, se bem interpretado.
Beijos e miaus =^.^=

Adrina disse...

Muito triste, mas torço pra que ele tenha mais uma chance!

Veri Gravina disse...

Ai, Bia, essas palavras e essa fotinho dele com carinha de gostoso, ai que dor. Vamos divulga-lo para que sua familinha chegue logo. Que triste para todos. Mas fica ai a esperanca de que todos estao tentando uma vida boa para ele :) Mandando energias positivas transatlanticas...

natali disse...

Fiquei tão triste, Beatriz! Por ele principalmente. O que será que passa na cabecinha dele nesses momentos em que ele volta? :( A foto está belissima. Se eu tivesse muito espaço, ele seria meu!

Daniela Tórgo disse...

Por que será que tem animais que não se adptam de jeito nenhum? Será trauma por maus tratos? A quase tres meses eu encontrei uma siamesa na rua...parecia que tinha vindo da guerra, toda machucada, um olho fechado e o outro quase feichando, e esqueletica! Levei-a imediatamente para a Veterinaria, tomou injeções de antibiotico usou colirios, resumindo está uma enorme e linda Siamesa mas,incrivelmente mau humorada!!!Tenho mais 6 gatos que até ja se acostumaram com ela mas ela vive querendo matar os coitados!!Ela gosta de estar sempre em cima de um armario que tenho na cozinha e sempre que me pega distraida mete as unhas sem piedade!!!As crinças morrem de medo dela, até dos meus pinchers ela corre!!!Confesso que é a primeira vez que vejo cachorro com medo de gato.
Lendo a historia do Jacob lembrei dela, minha Velma fuzenta e espero que um dia ela consiga entender que tudo que eu quero e faze-la feliz.
bjs

Gloria disse...

A Lola tambem é assim, arredia com os outros gatos, carinho quando ela quer, ainda bem que ela quer bastante. Quanto ao Jacob, se fosse aqui eu tentaria, desde que ele chegou a Gatoca, que o namoro.
De qualquer maneira, estamos torcendo, que São Chiquinho dê o melhor para ele.
Bjs.Gloria

Anônimo disse...

Ele é igualzinho o meu Luck, se visse na rua pensaria que é ele... dengoso disfarçado e com um coraçãozinho cheio de amor... torço muito para que encontre uma familia todo sua.
bjss Jacobe e Bia

Celina (gatoburi) disse...

Tentaram difusor de Feliway ? Florais de Bach também ajudam nessa hora, aliás tem um Floral da California (não de Bach) chamado Quacking Grass que é tiro e queda para juntar a bicharada. Com os meus velhinhos ranhetas só juntei uma ano passado na boa com muito Feliway. Eu sabia que estava na hora de passar de novo quando começava os grrrrrr.

Guiga disse...

Ai, que situação! :S
Sempre rola uma hostilidade com a chegada de um novo membro em casa, mas assim nunca vi. Deve ser triste mesmo! Eu ficaria arrasada se acontecesse comigo, de eu ter q devolver um bichinho. Se a Débora é do bem mesmo, deve estar muito triste com isso tudo.
Tem coisas que vão além da nossa compreensão... mas um dia a família do Jacob vai chegar. :)

Patrícia disse...

Ele é tão lindo!

Um gatinho doce, ronronento, adora carinho e brincar com bolinhas.

Veio no meu colo quando fui visitar Gatoca, ganhei até beijinhos dele :)

Anônimo disse...

Tadinho dele, ter que se adaptar novamente! Vai ver é saudade da ex dona... Recomendo, como a Celina acima, alternativas como os florais. Tenho 12 num gatil e 2 deles (machos) deram pra se estranhar, mesmo com um convívio de anos. Brigavam pra valer! 3 vidrinhos de florais e a paz voltou.
Abs.
Ana - Araça

Bella disse...

como mãe de cachorro que sou, só posso torcer para que o Jacob encontre um lar só pra ele... lá em casa tivemos duas cadelas que tiveram que passar a vida separadas, pois quando se pegavam, tentavam se matar, MESMO. Nem floral, nem paciência, nem muito amor conseguiram amansar aquelas duas... conosco, e com outros cães, eram dengo só. Mas se odiavam! Vai entender... Força, Bia, a família que um Jacob só vai aparecer!

Alan disse...

Pois é gente... Tentamos deixa-los separados por um tempo, mas nosso apartamento não é muito grande e os que ficavam no nosso quarto sempre se sentiam desprivilegiados. Muitos florais e Feliway foram usados mas o clima continuava muito tenso. Se tivéssemos uma casa maior, sem dúvida pediríamos mais um tempo para tentar adaptá-los, mas aquilo já estava fazendo mal para os 3 e principalmente para o nosso Jorge que adorava correr e brincar. Até hoje vemos as fotos dele e ficamos bem tristes mas, no momento, foi o melhor a se fazer pelos bigodes mal humorados.

Continuamos mandando muitas vibrações boas para que ele consiga um lindo lar como o que queríamos lhe dar... :(

abs

Tito

JJRR disse...

Se eu pudesse me candidataria à adoção. O problema é que na minha casa não cabe mais ninguém! São 5 cachorros (3 pastores e 2 vira-latas) e 3 gatos. Todos adotados, vivendo em perfeita harmonia (e divisão de terrítório), mas estou torcendo muito pro Jacob encontrar uma família "do tamanho certo" pra ele!

Amanda disse...

=´-[

Paula Guima disse...

ó céus, Jacob...
mas acho que sua "Bella" ainda vai aparecer!!!

Anônimo disse...

Fiquei arrasada quando soube.

Beatriz Levischi disse...

Meninas, o Tito e a Débora tentaram Feliway, duas fórmulas de floral de Bach e até spray de capim-limão. Nada funcionou. :\

Jake precisava mesmo de uma encantadora de bigodes, Natali...

Gloria, se você não tivesse um zoológico em casa, eu viajaria até Porto Alegre numa boa. rs

Siameses e tigrados são realmente geniosos, Daniela.

Colecionar pastores em casa não é para qualquer um, hein, JJRR? rs

"Jorge" mandou uma lambida na ponta do nariz, Tito. :)

Anônimo disse...

Eu li todos os posts sobre o Jacob, e me apaixonei por ele, amo gatos tomba lata!
Fisicamente ele é igualzinho ao meu Zion, que tem 1 ano e meio. Mas o Zion é muuuuuito carinhoso, as vezes é até chato de tão grudentinho...
Tem também o Zig, que é preto e branco e tem 2 anos e meio, e também é adorável, apesar de mais arisco. Ambos moram na casa da minha mãe, na verdade são da familia toda.
Porém pelo que eu li, O Jacob é muito temperamental e eu tenho uma bebezinha de 10 meses que é doida pelos "gacum" (é como ela os chama)...ela corre(engatinha) atrás do Zig e o Zion se deita de barriga pra cima pra ela acariciá-lo... ela chega a arrancar pêlos dele e ele deixa.... acho que não daria certo com o Jacob, além do mais eu moro em Curitiba.
Torço muuuuuito para que ele encontre o um dono e um lar pra chamar de seu!!!

Beatriz Levischi disse...

Eu já doei um cachorro para Curitiba (http://gatoca.blogspot.com/2009/01/um-pedao-de-mim-agora-vive-em-curitiba.html). Mas duvido que o Jacob deixaria que arrancassem os pêlos dele sem exigir um olho em troca. rs

Marokatzen =^.^= disse...

Eu sou gateira de muito tempo, e pela primeira vez tenho esse problema em casa. Meu gato Lázaro não suporta o Forasteiro, um gatinho esfomeado e todo lascado que apareceu lá em casa. Cuidei, castrei na esperança de que dois eunucos não se estranhariam. Que nada! Não se suportam. Vou ter de doar o Forasteiro :-(((

Marokatzen =^.^= disse...

Cada dia que passa passo mais tempo lendo seu blog. Acho que o que não sou a primeira a fazer a sugestão de que você junte todos os posts (ou pelo menos os mais relevantes se for coisa demais) e monte um livro. Eu adoraria poder levar pra cama (sou da antiga: pra mim livro ainda é feito de papel!) e vibrar com todos os bigodes e focinhos santistas.
BJbj,
Tô virando sua fã número 1!
Maro-ks

Beatriz Levischi disse...

Seja bem-vinda ao Gatoca, Marok-ks! Um dia eu tomo coragem de publicar as crônicas dos bigodes. Quanto ao Lázaro e o Forasteiro, tem gatos que não se aceitam mesmo. Por desencargo de consciência, você seguiu todas as dicas de adaptação: http://gatoca.blogspot.com/2009/11/dicas-de-adaptacao.html?