.
.

16.12.16

Sonhei com o Simba!

O gordinho estava sentado-deitado na mesa da cozinha da nossa casa de infância e eu dava um grito de felicidade quando o via. Ele correspondia com o olhar afetuoso, miava daquele jeitinho inconfundível e se transformava em outro gato: vesgolino, de pelo longo, embora ainda amarelo-tigrado.

Tenho "enxergado" o leãozinho de relance pelo apertamento há uns dias. Primeiro, dentro da caixa de papelão, na sala, e ontem na cama do escritório, perto do canto da parede. Entendi que ele quis me dizer que continua por aqui, só que diferente.

55 dias depois, devia estar escolhendo as palavras.

12 comentários:

Marina Kater-Calabró disse...

<3

Esther disse...

Lindo ! Ele tá cuidando de vc !

Tamires Nascimento disse...

perdi minha Maia há 19 dias e ontem também enxerguei ela pela casa...

Anônimo disse...

Bia querida, tenha certeza que o leãozinho solar está sim pertinho de voce pela casa. bjs

Pamela Machado Chroma Fotografia disse...

Ainda ouço minha menina pela casa quase 4 meses depois de perder ela para a FiV e a FeLV.
Chorei lendo, para variar, como todo post seu. <3

Unknown disse...

Quando o Jacopo partiu, também senti sua presença na casa. Aliás, não fui a única: minha mãe também sentia que ele estava conosco.

Rose disse...

Eles vem nos dizer que estão bem. Uns 30-40 dias depois que minha Nina morreu, sonhei que ela entrava pela porta da cozinha, rabinho abanando feliz e eu dizia para ela: Nina, você morreu! E ela vinha até mim, alegre e me olhava, depois passava por mim, como se fosse para o quarto e eu não a achava mais. Mas acordei menos triste. Quase 6 anos se passaram da morte dela e do sonho. Tenho certeza de que era ela, me dizendo que não estava mais conosco, mas continuava conosco. Certamente a mesma mensagem de Simba.

Anônimo disse...

Ele é uma estrelinha e sempre estará ao seu lado te protegendo.
"Na memória de quem ama não há lugar para o esquecimento, só para a saudade daqueles que durante a vida nos trouxeram tanta alegria". Está difícil, tenha força.

Anônimo disse...

Caiu um cisco no meu olho....

Anônimo disse...

������

Beatriz Levischi disse...

6 anos já, Rose?

Pequenos consolos da vida. :)

Vânia disse...

Sim, nossos queridos nos enviam forças do ceú dos bichinhos, onde eles estão :)