.
.

9.5.08

Golpe da Barriga – parte 2

The day after

Almejando melhorar a estadia da Chocolate Tamanho Família na garagem, improvisei um banheiro no pratão do vaso de flor e roubei tupperwares da cozinha para comida e bebida. O cobertor fedia desgraçadamente a mofo, mas ela só o abandonava para esconder-se dos curiosos sob o meu carro.

Quando a previsão máxima de temperatura bateu 16ºC, resolvi trazer a favelinha para dentro de casa. Isnard avisara que não decidiria sobre a adoção antes da viagem a trabalho e seria desumano deixar a barriguda congelando por tempo indeterminado, num imóvel com tantos cômodos. Principalmente porque toda vez que me ouvia na sala ela chorava.

Quentinha e segura, a futura mamãe nem se importou com o tamanho limitado do quartinho de bagunça. Mercv, Clara, Simba e Cho permaneceram dominando o resto do território, igualmente felizes. E eu insisti no esforço de não lhe dar um nome, porque dá-la depois disso ficaria bem mais difícil.

*continua*


Capítulo anterior: Golpe da Barriga

4 comentários:

Dani Flosi disse...

Carinha de "deixa eu ficar, vai!"
Ela é muito fofa e como a Chocolate tem um narizinho todo charmoso!
Beijos!

Anônimo disse...

A gente sempre acredita nessa conversa de "vou só hospedar enquanto não arrumo adotante".
Ai, ai, ai...
Beijo,
Juliana.

Amanda disse...

que carinha mais dilicia...

Silvana Tavano disse...

Desse jeito vou ter que inventar outra história pra postar a Chocolate de novo lá no meu blog. Como é linda e fotogênica!