.
.

25.5.18

Animal doente pode receber nutrientes e calorias pelo soro

A batalha do Simba contra a insuficiência renal rendeu muitos posts (não deixem de ler os links no final deste aqui!). Mas eu nunca escrevi sobre a dieta parenteral. Introduzida pela veterinária Maria Eugênia Carretero no estágio final da doença, ela tinha o objetivo de melhorar a qualidade de vida do leãozinho, enquanto ele demonstrasse disposição para continuar.

Trata-se de uma fluidoterapia turbinada com lipídeos, proteínas, carboidratos e vitaminas essenciais, administrada diretamente na veia, para evitar inanição e aumentar o bem-estar de animais em estado grave. A ONG Canto da Terra, localizada em Santana (SP), oferece o tratamento a preços solidários para que nenhum bicho sofra além do inevitável.

Câncer, lipidose hepática, caquexia (magreza) e doenças inflamatórias intestinais também estão na lista de atendimento, que rola de terça a domingo, das 10h às 19h, na Avenida Voluntários da Pátria, 3331. O telefone para contato é: (11) 2973-7988.

Simba morreu há um ano e meio. Mas teve uma vida plena e o final no meu colo, apertado bem apertadinho, privilégio que todo peludo merecia.

Nenhum comentário: