.
.

11.5.10

Aprenda a cuidar de bebês... peludos!

No mês de maio, que tal estender seu instinto maternal a cães e gatos pititicos? Órfãos ou filhos de mães inexperientes, eles precisam de muito amor para desabrochar

:: Se você tropeçar em...

...uma barriguda

Leve-a ao veterinário para um check-up
A gestação, tanto de gatas quanto de cadelas, pode durar entre 59 e 63 dias. E o número de bolinhas peludas por mãe varia muito. Melhor estar preparada, né?

Dê comida de filhote
Com altos níveis de cálcio e proteína, a ração de bebê colabora para o desenvolvimento saudável dos fetos.

Instale a futura mamãe em um lugar protegido
Caso ela não se sinta segura, escolherá outro canto da casa para montar acampamento.

Acompanhe o parto
Se nenhuma cabecinha se manifestar após 12 horas do início das contrações, corra para o veterinário. O intervalo de nascimento entre um filhote outro também não deve exceder uma hora, para bigodes, e duas, para focinhos.

Fique de olho na alimentação dos pequenos
Falta de leite materno costuma estar associada a chorinhos freqüentes. Em ninhadas grandes, há ainda o problema dos bebês mais fortes se apossarem das melhores tetas, deixando os outros sem comida. Nas duas situações, vale recorrer à suplementação – caseira ou industrializada.

Ajude no desmame
Com 30 dias os dentes dos bichinhos começam a crescer e a amamentação se torna incômoda para a mãe. Ofereça ração úmida e, depois de duas semanas, passe para a seca.

Evite separar a família de uma vez
Doar os bebês para pessoas amorosas e responsáveis é uma atitude louvável, mas você também ficaria desesperada se perdesse a cria inteira do dia para a noite, certo?


...filhotes órfãos

Reproduza o aconchego materno
Vale apelar para a garrafa pet com água quente embaixo do cobertor, pegar emprestado da sobrinha um bichinho de pelúcia que lembre a mãe felina ou canina e até esconder nele um relógio de ponteiro para simular os batimentos cardíacos.

Amamente a cada duas horas
No mercado, há várias opções de substitutos do leite materno em pó (o de vaca é muito fraco para eles). E também dá para preparar a mistura em casa [receitinha abaixo]. Para facilitar a sucção, compre mamadeira específica para animais e jamais vire os bebês de barriga para cima.

Estimule xixis e cocôs
Após as "refeições", use um algodão seco para estimular o xixi com movimentos verticais (não pare até que o líquido amarelinho termine de sair!). E, na seqüência, umedeça outro algodão em água morna e massageie o ânus horizontalmente.

Incentive a transição para a ração seca
Com quatro semanas de vida, pode-se trocar a mamadeira pela ração úmida. É comum os pequenos passarem a comer e a fazer menos cocô nessa fase, já que a oferta de nutrientes aumenta, assim como seu aproveitamento pelo organismo.


:: 5 demonstrações de amor:

1) Medicar
Filhotes costumam ter pulgas e vermes, mesmo nascendo dentro de casa. Trate as pulgas com remédio específico, de uso externo, e os vermes com vermífugo em gotas.

2) Vacinar
Bebês de gato devem tomar a primeira dose da quádrupla aos 45 dias e mais duas com intervalos mensais. Para os cachorrinhos, a vacina correspondente é a déctupla (ou V10).

3) Castrar
A cirurgia evita problemas de comportamento, estresse causado pelo cio e demarcações de território. Também diminui o risco de infecções uterinas e o aparecimento de tumores. E ainda aumenta a expectativa de vida!

4) Telar
Bichinhos que vão para a rua correm o risco de morrer envenenados por um vizinho descontente, de parar sob a roda de um carro desenfreado, de brigar com outros animais, de pegar doenças graves.

5) Acariciar
Jamais economize apertões nas bolinhas peludas, porque elas crescem muito rápido!


:: Receita de leite caseiro (sucedâneo)

Misture os ingredientes, aqueça na temperatura de 37ºC, ofereça aos filhotes na mamadeira e guarde o restante na geladeira

* 200 ml de leite integral
* 1 gema de ovo
* 1 pitada de sal
* 1 colher de chá de óleo mineral
* 1 colher de chá de mel
* 10 gotas de vitamina B12 (encontrada em farmácias)
* 1 colher de sopa de água


* Texto escrito para a revista AnaMaria, da Editora Abril.

11 comentários:

Paula Guima disse...

Bia, manda o número da sua conta, tem uma doação da parceria pro Gatoca, esse mês!! :)

bjoo

Bigode e focinho disse...

Nunca vou esquecer o parto da Cinza. Enquanto ganhava Donatello, Rudolf e Filipi, fiquei ao seu lado cantando uma música para Deusa e massageando sua barriga. Acho que ela gostou, pois respondeu ronronando.

Bella disse...

ótima matéria, Bia! Só de lembrar dos apertos que já passei com filhotes peludos... ah, se tivesse Gatoca naquela época!!! :)

Beezinha Conddino disse...

Bom, acho que estou fazendo tudo certo agora xará!

Valeu as dicas :)

Carol disse...

Oi Betriz!
Por favor, eu gostaria de conhecer a gatinha que tem um olhinho perfurado e que está no blog do adote um gatinho.
Meu mail: maria_carolinaj@hotmail.com
Beijo da
Carol

mari disse...

Oi adoreio seu blog ,muito legal!:)
Tem outro super legal também prea quem quiser visitar:
Blogbrincacachorro.zip.net

Anônimo disse...

Coisa mais linda a Guda dando mamá para os bebês!
Beijos Bia e muitos apertões e afofamentos nos bigodes!
Tania (Santos)

olho de bicho disse...

Só pude ler o post agora mas achei um dos melhores post sobre o mes das mães.
Melhor do que homenagear e ajudar, seja com informação ou mão na massa, e essas informções são preciosas.

Anônimo disse...

Olá
Quando devo começar a castração dos filhotes?

Beatriz Levischi disse...

Obrigada, meninas! :)

Paula e Carol, já mandei sinal de fumaça para vocês.

Bigodes e focinhos devem ser castrados antes do primeiro cio, ou seja, com uns cinco meses de idade – alguns veterinários operam até bebês de dois meses.

Guiga disse...

Acho o máximo que uma revista popular leve esse tipo de informação aos seus leitores! Nem só de receita de bolo e dietas da moda se faz uma revista, né?
Parabéns!
E as fotos estão deliciosas! Vontade de esmagar todo mundo!!!