.
.

16.12.09

Bico de fim de ano*

Em vez de ficar deprimido com a proximidade das festas, descubra como preencher o tempo de forma divertida e lucrativa

A grana está curta e você terá de passar o Natal e o Reveillon assistindo televisão? Que tal aproveitar a oportunidade para engordar o cofrinho como babá de animais? Vale tomar conta dos peludos onde eles moram ou até transformar sua lavanderia em um hotelzinho improvisado.

Juliana Bussab, fundadora da ONG Adote um Gatinho, e Fabiana Pino, presidente do Movimento dos Protetores Independentes, ensinam o caminho das pedras. Da divulgação ao kit de primeiros socorros, o trabalho é razoável, mas o retorno financeiro acaba compensando. Quem sabe a tão sonhada viagem de férias não rola no Carnaval?

:: Se você prefere...

...receber os peludos em casa:

Pesquise as diárias dos hoteizinhos
Preços em torno de R$ 15 para gatos, R$ 20 para cães de pequeno porte e R$ 25 para cachorros de grande porte pesam pouco no bolso de quem paga. Na dúvida sobre o valor a cobrar, baseie-se nas tarifas praticadas em sua região.

Calcule quantas patas cabem no recinto
O ideal é deixar um animal em cada cômodo (banheiros também podem entrar na dança). A separação evita brigas e transmissão de doenças. Se os bichos forem dos mesmos donos, porém, não há necessidade de isolamento.

Mantenha o ambiente super limpo
Desinfete tudo com cândida antes da chegada dos peludos e quando eles forem embora. Use luvas para limpar cocôs e caixas de areia. Não compartilhe utensílios entre os animais. Jamais transite pelos cômodos com o sapato sujo.

Suma com vasos e objetos quebrantes
Algumas plantas provocam intoxicação quando ingeridas. O resto da instrução dispensa comentários, né?

Peça a colaboração dos donos
Eles devem trazer a ração que o cão ou gato costuma comer, a carteirinha de vacinação e um remédio anti-pulgas. Comedouros, brinquedos e paninhos com o cheiro do peludo ajudam a diminuir o estranhamento.

...ir até a casa deles:

Defina o preço com os amigos
No caso dos gatos, uma diária de R$ 20, por exemplo, incluiria dar comida ao bichano, trocar a água, limpar a sujeira e brincar (ou fazer carinho) durante 1h. Para os cães, substitua a brincadeira por um passeio caprichado e cobre algo entre R$ 25 e R$ 30.

Visite a turma sempre no mesmo horário
Animais são seres regrados e tendem a se acostumar mais rápido com a mudança se você for pontual.

Leve brinquedinhos para distrair
Barbantes, ratinhos e bolinhas de papel alumínio costumam divertir os bigodes. Já os focinhos gostam de ossos (grandes, para evitar tragédias!) e mordedores.

Respeite as instruções dos donos
Se eles pediram para você não abrir as janelas, deve haver um motivo, concorda?

:: Tenha à mão um kit de emergência com...

- O telefone de onde a família do animal estará
- O número de um veterinário de confiança
- Petiscos para o caso do bicho perder o apetite
- Gaze para irritação nos olhos*
- Rifocina para machucados leves
- Probiótico para diarréia
- Plasil em gotas para vômito**
- Dipirona sódica em gotas para dor e febre**
- Carvão ativado para envenenamento***

* Use água gelada em vez de soro fisiológico.
** Siga a dosagem recomendada por um especialista.
*** Vendido em pet shops.

:: 4 dicas de ouro

1. Divulgue seus serviços com antecedência
Na internet, há uma infinidade de sites, blogs e comunidades sobre bichos. No mundo real, vale fazer propaganda entre os amigos e distribuir panfletos em pet shops e clínicas veterinárias.

2. Adapte-se à personalidade do animal
Gatinhos anti-sociais devem permanecer na própria casa. Já os cachorros que precisam passear várias vezes por dia se adequam melhor ao esquema de hotelzinho.

3. Não mude os hábitos alimentares dos bichos
Dar petiscos que eles não estão acostumados a comer pode provocar vômito e diarréia.

4. Envie notícias aos donos por e-mail
Esse pode ser um grande diferencial! E certamente deixará o coração da família mais tranqüilo com a separação temporária.


* Texto escrito para a revista AnaMaria, da Editora Abril.

10 comentários:

Vivi e Mozart disse...

Beatriz
Este post é maravilhoso, sairei de férias em fevereiro e já me preocupa como fazer pra deixar meus felinos em casa... seria uma cliente fiel deste tipo de serviço!
Muito bacana!

Posseidon disse...

Serviço de utilidade pública!

Parabéns pelo post, que é útil em vários sentidos. Fora a foto linda no final!

Beijos no coração de pudim! (hummmmm... que docinho!)

Adrina disse...

Amei as dicas, acho que vou colocar em prática. às vezes cuido de gatos de amigos, mas nunca cobrei nada. Na verdade, me divirto muito, mas é, sim, uma forma bacana de ganhar dinheiro!

Denise Telles disse...

que máximo esse texto!
parabéns!
;o)

e um lindo natal cheio de bigodes alegrando!
Que 2010 venha cheio de saúde e sucesso!
beijo grande!

Guiga disse...

Vou receber semana que vem dois gatinhos de amigas pra ficar aqui em casa enquanto elas passeiam! Não cobro nada (só peço pra elas trazerem a ração e areia) mas pensei de, ano que vem, pedir uma doação pra alguma ONG (ração ou medicamentos), que tal?
Na real eu faço isso pq jamais deixaria elas levarem os gatos pra essas gaiolinhas de clínica veterinária! :(
Adorei o post!

Journal Kittens disse...

;) Boa dica para ganhar um +! ^^ bjs

Paula Guima disse...

Oi Bia... o Jacob foi adotado? Eu tinha colocado foto dele no meu blog, se vc estiver com outro pra adoção, me fala que coloco lá, tá?
beijos

venuss disse...

o Jacob foi adotado?
Vi no blog do AUG.
Tomara que o tigrinho tenha achado o seu lar definitivo.

Beatriz Levischi disse...

Converse com as gateiras que moram perto de você, Vivi.

Denise, que 2010 seja ainda melhor! :)

Boa idéia, Guiga! Como eu sempre digo, um pacote de ração não pesa no bolso de quem doa, mas faz muita diferença para quem recebe.

Jacob ganhou uma família do Papai Noel sim, meninas! Agora, falta o Edward (http://gatoca.blogspot.com/2009/06/eclipse.html) e a Bolota (http://gatoca.blogspot.com/2009/07/rifa-em-dose-dupla.html e http://gatoca.blogspot.com/2009/12/vida-nova.html), Paula.

Vivian Fiorio disse...

Ahh mto bom esse post! Eu vivo aflita sem saber com quem deixar meus peludos. Fora de cogitação deixar em hotel, sempre quis uma dog/catsitter...