.
.

2.4.08

Labuta no Jaguaré

Atualizado às 20h10 (culpa da correria!)

Ontem, antes de encarar o desafio de trabalhar por um mês na Editora Globo (a convite da Cris Senna, graças ao Gatoca!), pensei em mil estratégias para os bigodes se virarem bem aqui em casa durante a minha ausência, como uma mulher angustiada despedindo-se da licença maternidade.

Enchi os potes de comida com ração extra, bolei um jeito da Clara ficar apartada da Chocolate, comprei outra caixinha de areia para evitar cocôs-supresa sob o sapato, blindei portas e janelas (apesar dos muros de dois metros de altura).

Na redação, após confirmar os endereços de todos os vencedores do concurso cultural da revista "Casa e Jardim" de abril (tarefa de presidiário do dia), dei de cara com esse e-mail:

Olá Beatriz,
Acredite que esse foi o melhor 1º de abril que já me passaram! rs
Sorteada com o vaso da Imaginarium, ainda tive o prazer de falar contigo ao telefone.
Sou fã do teu blog e do teu jeito de misturar as letrinhas.
Envio um carinhoso abraço.
Silvia Meziat


Pois não é que os leitores das publicações de verdade também acessam o Gatoca?! rs

Voltei a Bernocity tarde da noite, o crachá da empresa balançando esquecido no pescoço. Simba esfregou-se tanto em minhas pernas que parecia aliviado com o "desabandono". Culpada, hoje levantei às 6h da madrugada para lhe fazer carinho fedido de sabonete, atualizar o blog, dar colinho para o Mercv, tomar café com as Gudinhas pedindo itens diferentes do cardápio, abrir as portas e janelas para um passeio coletivo monitorado no jardim, brincar de graveto.


P.S.: Troquei o título do post porque lembrei que já havia me separado dos bigodes quando viajei a trabalho para o Canadá.

15 comentários:

Amanda disse...

que delícia de manhã... e já tô com saudades dois seus emails =-\, ah, isso não foi uma cobrança, heim! foi só uma constatação, hehehe

Gatinhos de toda parte disse...

Eu também fico pensando em mil formas de facilitar as coisas pros gatinhos enquanto trabalho :D

Guiga disse...

Enquanto eu trabalhava fora passava o dia pensando em chegar em casa e ficar com meus bichanos no colo! Agora trabalho em casa e posso afofá-los a hora que der vontade! Hehehehehe!

Uma constatação: a gente sente mais saudade deles que eles de nós!

As Mimadas disse...

Oi!!

Amo seu blog!! Várias risadas...rsrs

Vou t acrescentar aos meus links, ok?

.mercvrivs. disse...

força na peruca e nos belos olhos cortados, namorada! =D

Lisy disse...

Nós, mamães de bigodes temos mesmo de pensar em tudo! hehehe...

Espero que esteja correndo tudo bem.

Qaundo tiver um tempinho, vai no meu blog, pois de vez em quando eu coloco fotos das fofuras bigodudas que fazem parte do meu mundo.

Beijos e tudo de bom.

Lina Gatolina disse...

Credo, vida de executiva...Prefiro a vida de "do lar", é mais confortável e ainda dá pra descansar com o gato depois do almoço... rs
boa sorte
Denise

Anônimo disse...

Esse negócio de ler blog é engraçado, porque dá mesmo vontade de ficar amiga do(a) blogueiro(a). Feliz dessa leitora que te conheceu pelo telefone!!! rsrsrs
Será que você não podia atender um telefonemazinho de cada um de nós? Põe aí o seu telefone, a gente promete que só liga uma vez cada um!!! rsrsrsrs
Beijo,
Juliana.

Cristiane disse...

Oi querida, td bom?
Força na peruca lá na editora.
bjos
Cris Senna

Lelê disse...

Vou escrever uma história de gatos para você colocar aqui e manter o seu blog atualizado!
rs

Anônimo disse...

Concordo com a Guiga. Depois que o Tarô "caiu" na nossa vida, estamos mais caseiros ainda! E, quando precisamos sair pra trabalhar, fazer compras, etc., damos um jeito de voltar pra casa rapidinho pra apertar o bigode! Ah, e a nossa família aumentou, pois faz uma semana que o Tarô ganhou mais um irmãozinho que demos o nome de Dangô (bolinho, em japonês), um siamesinho abandonado pela mamãe gata que urrava de fome e sede na laje da casa do vizinho dos fundos, que aliás, passa mais tempo sem morador do que habitada. Por enquanto é uma luta tentar acostumar os dois, principalmente o Tarô, que é o reizinho da casa e morre de ciúmes do pequenininho. É um exercício diário de paciência...
A gente sabe que você, como todo mortal, precisa ganhar a vida e pagar suas contas e, que com essa correria de trabalho em São Paulo, não dá tempo de atualizar seu blog diariamente. Mas já estamos morrendo de saudades e ávidos por novas notícias, principalmente do Mercv. Ele melhorou? Beijos, Celina.

Gata Lili disse...

Parabéns pelo novo desafio! Miaaaaaauuuuu!

Lyana disse...

Eu tb fico com o coração apertado quando tenho que sair pra trabalhar. Estou há três meses em casa, desempregada e as gatas só curtindo.... quero ver quando tudo voltar ao que era.

Boa sorte! Beijo nos bigodes!

Anônimo disse...

Que bom que voltou...ufa!
Boa sorte no emprego...
Eu saio de casa , mas antes vejo um milhao de vezes se nao deixei o fogao aesso, e a lus ta acssa, se nao tem porta aberta...Tudo por causa da Petunia, gostosinha da mamae.
Boa sorte de novo...
Marcia

Anônimo disse...

Nunca ousei me manifestar porém faz tempo que acompanho este maravilhoso BBB: Beatriz, Bigodes e Blog (ou seria Blog dos Bigodes da Beatriz?).
Enfim, não sei se para desabafar ou para te consolar, hoje escrevo algumas linhas sobre uma "mãezona" que de repente precisa administrar o tempo entre casa-trabalho-veterinário-trabalho-veterinário-casa porque um de seus 15 peludos está com IRC.
E vencida após dias de esperança, angústia e exaustão, te digo (e vc bem deve saber) que não há tempo mais cruel para administrar do que aquele que te obriga aguardar... ou determinar o fim.
Um grande beijo e meu carinho infinito ao Gatoca,

Ana Cláudia
(leitora do Pequeno Príncipe)