.
.

21.4.08

O cúmulo da preguiça!

Contando ninguém acredita, mas quando uma das Gudinhas vomita aqui em Gatoca, as outras disputam a tapa a comida mastigada! E se a gente consegue limpar a sujeira antes, as pestes estraçalham o papel higiênico jogado na lixeira, sem a menor cerimônia.

11 comentários:

.mercvrivs. disse...

o problema é que quando uma começa a fazer barulho para vomitar, as outras chegam junto correndo igual pomba! é incrível!

Anônimo disse...

Gatinhos espertos! Bom que nem é preciso mastigar! Blearghhhh...
Celina.

Anônimo disse...

Eca!
Por aqui, o vômito é respeitado e o Gilbert ainda tenta cavocar o piso laminado para cobrir a meleca.
Cris

Anônimo disse...

Aqui alguns tentam petiscar o vômito..mas eu sou ligeira e acabo com a festa... Bleraghh.KKK Bjs, Michelle

Guiga disse...

Adoro essa falta de "arghs" e "blerghs" do mundo animal! Tudo é muito prático! Pq botar comida fora? "Não quer? Pó deixá que eu como!" Hehehehe!

Anônimo disse...

daqui a pouco eles vão aprender a ruminar..rsrs
Sou fã do Simba!!!
beijos Ines

Lu Fuoco disse...

Oi Beatriz, tudo bem?
Aqui em casa acontece a mesma coisa. Terrível, não é?
Descobri seu blog hoje, ao acaso. Mas coloquei um post sobre ele no meu blog!
Passa lá e dá uma olhadinha: http://lufuoco.blogspot.com

Sempre estarei por aqui. Sucesso!

Bjo

Maria Amália Camargo disse...

Oi Beatriz!
Descobri seu blog agora, através do "Diários da Bicicleta" da Silvana Tavano.
ADOREI!
Esses meninos deixam mesmo a gente de cabelo em pé!
Todos os tapetes aqui de casa são brindados; e quanto ao lixo, não tem jeito, tem que estar muito bem fechado pra eles não aprontarem...
Um grande abraço,

Lu Fuoco disse...

Oi Beatriz, acabei de ver seu comentário no meu blog.
Costumo responder aos meus leitores por lá, mas como fiquei na dúvida se você voltaria...
Vou postar aqui o que te respondi. Porém, você é muito bem vinda na minha casa, viu!

Bjo!
_________________

Que bom, Bia (posso te chamar assim??)!

Amei seu blog e sempre estarei por lá.

Então, éramos 10. Nina, a mais velha se foi em julho passado, atropelada na porta de casa, de forma completamente acidental por um casal de amigos, além de tudo...

E Pompom, uma das mais novas, me deixou dia 14 agora, depois de uma longa batalha pela vida. Ela teve câncer, mas não foi isso que a matou. Ela sumiu um dia e meio e foi atacada por moscas varejeiras, quando a encontramos o caos estava instalado.

Tentamos de tudo. Matamos as larvas, mas seu organismo já estava debilitado e mais a quantidade de remédios que teve de tomar, seu corpo frágil entrou em colapso.

Foi muito, muito triste para mim.

Um beijo!

Felina Família disse...

Oi, Bia!
Vi seu e-mail sobre a Editora Globo... pena porque poderia ser efetivo, né?
Mas enfim... pensamento positivo!
Passando pra desejar um excelente fim de semana!
Beijos!

Amanda disse...

ecat!