.
.

12.1.18

Caixa de madeira DIY e sincronia

Na esperança de se livrar da favelinha de papelão dos bigodes, Leo construiu este loft de madeira gourmet super premium, com as ripinhas que sobraram de um outro lance "faça você mesmo". A ideia do post era contar que os pequenos adoraram o espaço arejado, com vista para a horta alagada, e incentivá-los a reviver o prézinho das esculturas com palito de sorvete.

Mas, no momento do clique, Pimenta e Guda me deram este Pulitzer (um dos maiores prêmios de fotografia do mundo) e resolvi escrever sobre como estar no lugar e na hora certos muda a vida da gente. Parem para pensar: quantas coisas precisaram se encadear para que vocês chegassem até aí? (Esse "aí" pode ser um local, uma carreira, um estado de espírito.)

Se me dissessem que eu teria um projeto com animais, há 15 anos, eu ficaria dividida entre cair na gargalhada e fazer cara de nojinho. Mas existiu um (ex-)namorado, e uma gata comunitária, e o Mercv, e a dona Lourdes, e o Adote um Gatinho, e vocês. Às vezes, demora uma eternidade para ligar os pontos. Resta a certeza, porém, de que todo esforço contrário é absolutamente inútil. :)

Abracem seus pacotes! E os companheiros-quadrúpedes de viagem também.

10.1.18

Gatos são 3D

Diferente dos cachorros, que se contentam com o chão, os bichanos ocupam também as alturas. E todas as latitudes de uma casa.

5.1.18

Todos nós já fomos ignorantes

Lembro de quando ouvi alguém dizer que jogava o granulado higiênico dos gatos na privada e resolvi fazer o mesmo, 12 anos atrás. Só que o granulado que eu comprava era de argila, misturado com xixi e cocô de dez bigodes. Dez. Bigodes.

E a massa que entupiu o vaso não se desfazia de jeito nenhum. Cheguei a testar gravetos de tamanhos diferentes do jardim, resultado diretamente proporcional à perda da minha dignidade. Quando alguém fizer uma pergunta ou pedido cretino, portanto, busquem esse momento dentro de vocês ― principalmente quem atua na causa animal.

E vivamos em paz. :)