.
.

19.10.17

O melhor arranhador do mundo

O primeiro arranhador dos bigodes tinha uma casinha no topo e, como todo imóvel com vista panorâmica, custou uma fortuna. Eles nunca usaram. Nem a casinha nem o tronco de sisal, curto demais para afiar as garras esticadão. Esse é o segredo de um bom arranhador, novatos.


Quando Neise doou o cone de peixinhos para uma rifa do Gatoca, eu fiquei de cara com o combo sucesso + simplicidade. E, há sete anos, só mudo as cores dos peixinhos ― ela abortou a produção faz tempo, mas sempre acaba abrindo uma exceção para o meu chororô. No fim de semana, chegaram os modelitos sorocabanos. Vejam a felicidade da criatura e copiem sem culpa. :)

3 comentários:

Ana Oliveira disse...

Amei Bia, vou tentar fazer um ou dois para os meus cinco bigodes. Bjs.

Anônimo disse...

Que idéia genial!
Claro que vou copiar

Maria disse...

Comprei um de fixar na parede, fiz outro com um cone e cordas e ganhei um enorme em formato de casa.
Mesmo assim meu sofá virou uma obra de arte surreal.