.
.

28.10.16

Aniversariante do mês - outubro de 2016

Outubro nunca mais será o mesmo depois da morte do Simba. Mas outubro já não era mais o mesmo desde 2005, quando Mercv nasceu. Avessa a maniqueísmos, a vida acontece nesse remendo de dores e amores, entrelaçando lutos e comemorações. E, se a vontade na segunda era de prantear, um par de mãozinhas peludas me esperava para recomeçar ― com massinha, ronrom e 11 anos de band-aids.


*Novelinha: Conheça a história do Mercv

Outros aniversários: 2015 (extra!) | 2014 (extra!) | 2013 | 2012 | 2011 | 2010 | 2009 | 2008 | 2007

24.10.16

Saudade...

...é a contagem regressiva para o reencontro.


(Simba morreu sábado à noite, no meu colo, depois de três dias bem difíceis. Essa foto foi tirada três semanas antes, mas é assim que quero me lembrar dele. Obrigada pelo carinho dos 22 diários! ♥ Quando o coração voltar para o lugar, talvez consiga escrever mais.)

Minhas anotações pós-Rei:
:: Saudade
:: Montinho de recomeço
:: Das coisas que realmente importam
:: Pé de Pimenta quebra-tudo
:: Sonhei com o Simba!
:: A caneca mais maravilhosa de toda a galáxia

Infos importantes:
:: Doença renal, pelo maior especialista em gatos do Brasil
:: 7 dicas que podem salvar seu gato
:: Como fazer o bichano beber água
:: 13 macetes para dar líquidos na seringa
:: O desafio da alimentação natural
:: Quando a alimentação natural não dá certo
:: Soro subcutâneo: dicas e por que vale o esforço
:: Há vida pós-coração partido

20.10.16

Diário do Rei #22

A casa precisava de plantas para a gente não ter de fazer sozinho o trabalho de filtrar a nhaca. No desespero, mamãe topou rever seu instinto assassino de coisas verdes e apareceu com esta suculenta (estava escrito na embalagem). Ela disse que lembra a flor-de-lótus, símbolo de renascimento porque sobrevive à lama. Mas eu acho que o que realmente importou foi o vasinho combinar comigo.


Anotações anteriores do Rei: #1 | #2 | #3 | #4| #5 | #6 | #7 | #8 | #9 | #10 | #11 | #12 | #13 | #14 | #15 | #16 | #17 | #18 | #19 | #20 | #21

19.10.16

Diário do Rei #21

Toda madrugada, a mamãe vem ver se eu estou bem, de olhos colados e pernas descompassadas como as minhas, faz um cafuné demorado nas orelhas e me dá um pouquinho de água na seringa. Ela diz que ninguém merece ficar com a língua colada no céu da boca. Nem todo mundo entende o humor da mamãe. Ele tira a acidez dos dias e distribui entre as palavras.


P.S.: Posso me descabelar com essas mãozinhas de coração?

Anotações anteriores do Rei: #1 | #2 | #3 | #4| #5 | #6 | #7 | #8 | #9 | #10 | #11 | #12 | #13 | #14 | #15 | #16 | #17 | #18 | #19 | #20

18.10.16

Diário do Rei #20

Meu coração hoje é da tia Maru. Ela veio de trem lá dos confins da zona leste para me fazer reiki. Eu não sei o que é reiki, na verdade, mas pareceu um carinho sem encostar. E foi tão bom que me animei a passear pela casa, mesmo com as patas em descompasso. O coração da mamãe hoje também é da tia Maru.


Anotações anteriores do Rei: #1 | #2 | #3 | #4| #5 | #6 | #7 | #8 | #9 | #10 | #11 | #12 | #13 | #14 | #15 | #16 | #17 | #18 | #19

17.10.16

Diário do Rei #19

Ontem, a meditação da mamãe foi para mim. Ela finalmente entendeu que eu estou me despedindo. Do meu jeito, no meu tempo. Tenho aproveitado cada carinho, cada beijo de bagunçar o cabelo, cada aperto-fraquinho, cada colo que ela chama de magrelo, mas a gente adora. A mamãe tem cheiro de amor.


Anotações anteriores do Rei: #1 | #2 | #3 | #4| #5 | #6 | #7 | #8 | #9 | #10 | #11 | #12 | #13 | #14 | #15 | #16 | #17 | #18

16.10.16

Diário do Rei #18

Mamãe diz que a gente mora ao lado da favela. Eu não vejo favela. Vejo pássaros, céu azul, pores de sol. Gatos deveriam ter asas...


Anotações anteriores do Rei: #1 | #2 | #3 | #4| #5 | #6 | #7 | #8 | #9 | #10 | #11 | #12 | #13 | #14 | #15 | #16 | #17

14.10.16

Diário do Rei #17

Descobri porque meu corpo anda esquisitão. Eu estou virando um bebê de gente! Depois dos lenços umedecidos, comi papinha de carne com legumes, aquelas fortunosas que as famílias compram para os passeios. E conferi a paisagem de todos os janelões da casa no colo da mamãe.


Ela também improvisou um bebedouro mais alto, porque às vezes fica difícil sustentar meu cabeção. Mas quem curtiu esse foi o Mercv. Mercv toma até injeção na testa para ganhar a atenção da mamãe.


Anotações anteriores do Rei: #1 | #2 | #3 | #4| #5 | #6 | #7 | #8 | #9 | #10 | #11 | #12 | #13 | #14 | #15 | #16

13.10.16

Diário do Rei #16

Não sei por que os bebês de gente choram tanto. Eles são limpos com lenços umedecidos! Lenços umedecidos acariciam o coração e deixam a gente com cheiro de recomeço.


P.S.: Hoje eu estreei seu presente, tia Monica Acatauassu. Mamãe chorou quando encontrou o bilhete. Mas acho que foi de felicidade. Obrigada! :*


Anotações anteriores do Rei: #1 | #2 | #3 | #4| #5 | #6 | #7 | #8 | #9 | #10 | #11 | #12 | #13 | #14 | #15

12.10.16

Diário do Rei #15

Tem gente que acha que fazer xixi na calça é motivo de vergonha. Pois todo mundo aqui está cobiçando um espaço na minha fraldinha nova! Todo mundo, menos a Clara, que só quer cuidar de mim. Ela não liga para o meu bafinho, para o pelo babado, para as patas molhadas. Clara é meu grande amor.




Anotações anteriores do Rei: #1 | #2 | #3 | #4| #5 | #6 | #7 | #8 | #9 | #10 | #11 | #12 | #13 | #14

11.10.16

Diário do Rei #14

Depois da madrugada do terror, com baba e vômito de sangue, saiu o resultado da loteria acumulada de Gatoca! E ele coincidiu com o Dia de Levar o Pet ao Trabalho. Ontem, eu passei a tarde inteirinha no colo da mamãe, testando posições diferentes. As preferidas foram "bigodes ao alto", "pernas, para que te quero" e "te considero para caramba, joelho".






Anotações anteriores do Rei: #1 | #2 | #3 | #4| #5 | #6 | #7 | #8 | #9 | #10 | #11 | #12 | #13

10.10.16

Diário do Rei #13

Sexta-feira, mamãe esbravejou pela casa das 8h30 às 15h. Eu não queria ser o motoboy que atrasou com meu soro. Aliás, eu não queria ser o cara que dificultou a venda de soro fisiológico injetável. Depois da aplicação, porém, ela transbordava felicidade. As dicas de vocês facilitaram bastante o babado. Quase não me senti um torturado político. À noite, até comi sozinho! Gatoca agora tem um cardápio de carnes com pouco fósforo *cof, cof!*, graças à tia Otávia.


Anotações anteriores do Rei: #1 | #2 | #3 | #4| #5 | #6 | #7 | #8 | #9 | #10 | #11 | #12

8.10.16

Diário do Rei #12

Mamãe não conseguiu ajuda para aplicar meu soro na quinta-feira. A vet disse para ela dar, então, 20 ml de água de coco na seringa a cada meia hora, pelo menos oito vezes ― além das quatro que eu já tomo normalmente! Quando fechava os olhos, ouvia gaivotas.


Anotações anteriores do Rei: #1 | #2 | #3 | #4| #5 | #6 | #7 | #8 | #9 | #10 | #11

7.10.16

Diário do Rei #11

A tortura do soro não foi suficiente. Minha saliva continua maluca e mamãe teve de pagar o motoboy para buscar uma tal de dieta parenteral na zona norte. Quarta-feira, eu conheci o inferno: vi sangue espirrando pelo consultório do vet, quase sufoquei com a cabeça presa na toalha, fiz xixi na calça. Aí, tudo virou céu: mamãe disse que nunca mais me tira de casa.


Anotações anteriores do Rei: #1 | #2 | #3 | #4| #5 | #6 | #7 | #8 | #9 | #10

6.10.16

Diário do Rei #10

Minha saliva parecia que tinha ganhado vida própria e não queria parar dentro da boca. Eu tentava limpar os bracinhos, mas o fígado babado se espalhava cada vez mais. A vet disse que era desidratação. O dia mais temido da vida de gateira da mamãe havia chegado: nós enfrentaríamos o Monstro do Soro Ness juntos. Papai ficou com a agulha e ela com três mordidas na mão, porque eu treinei defesa felina na rua, né?


Anotações anteriores do Rei: #1 | #2 | #3 | #4| #5 | #6 | #7 | #8 | #9

5.10.16

Diário do Rei #9

Como a mamãe pode achar fígado fedido e nojento? Fígado tem cheiro de selva e gosto de felicidade. Na segunda, eu comi duas porções de uma vez, enquanto ela gemia. E devoraria a terceira, de caninos avermelhados, se o trinco da geladeira não ficasse tão alto.


Anotações anteriores do Rei: #1 | #2 | #3 | #4| #5 | #6 | #7 | #8

4.10.16

Diário do Rei #8

Eu queria muito aquela carne moída! Quando cheirava o potinho, porém, a barriga virava uma cambalhota ruim. Papai fritou com água e orégano e o espetáculo só piorou. Nada merecia aplausos gustativos. Até que a mamãe teve a ideia de bater o almoço e me dar na seringa. Eu odeio a seringa. Mas tinha colo. E cafuné. E o amor foi descendo quentinho.


Anotações anteriores do Rei: #1 | #2 | #3 | #4| #5 | #6 | #7

3.10.16

Diário do Rei #7

Quinta-feira eu precisei caçar minha própria comida. Não sabia que carne moída subia tão alto. Como estou fora de forma, mamãe deu uma ajudinha. Mas não espalhem! Meus irmãos continuam tendo em mim um porto seguro.


Anotações anteriores do Rei: #1 | #2 | #3 | #4| #5 | #6