.
.

4.1.15

Proteja seu animal da giardíase

Menos conhecida do que o vilão da toxoplasmose, a giárdia também afeta cães e gatos. Entenda por que uma diarreia pode acabar com o sossego da sua casa

O que é giardíase?
Trata-se de uma doença causada por um parasita intestinal chamado Giardia lamblia. Entre seus alvos preferidos estão bichos de estimação e seres humanos.

Como se pega?
A infecção se dá por meio da ingestão de ovos presentes na água e nos alimentos. Cães e gatos também se contaminam ao entrar em contato com as fezes "premiadas" de outros animais.

Quais são os perigos?
O organismo infectado não absorve direito a água e os nutrientes da comida. E diarreias graves costumam provocar desidratação. Por ser uma doença transmissível ao homem, a giardíase pode afetar toda a família.

Como confirmo o diagnóstico?
O cocô do bicho contaminado fica mais mole, a cor varia do amarelo ao cinza (passando pelo verde) e o cheiro lembra o de ovo podre. Há períodos de melhora e piora, o que tende a dificultar o diagnóstico ― para se certificar de que o problema é mesmo giardíase, procure um veterinário.

Há tratamento?
O remédio, à base de metronidazol, deve ser ministrado a cada 12 horas, durante cinco dias. Existem também opções humanas. Elas custam mais barato, mas têm gosto ruim, tornando a ingestão mais difícil para o animal.

Só a medicação resolve o problema?
Como os ovos podem viver durante meses, não adianta cuidar do peludo sem desinfetar o ambiente. Limpe o chão e lave as caminhas e cobertores com produto especializado, vendido em pet shop. Deixe os comedouros de molho na água morna com duas tampinhas de cândida. Se seu pet faz o jardim de banheiro, retire a terra contaminada e despeje o produto usado para limpar o chão sobre o restante.

Existe prevenção?
Só dê água filtrada ou fervida para o peludo. Lave bem os alimentos que ele gosta de comer ― principalmente aqueles consumidos crus. E mantenha o focinho dos cachorros bem longe das fezes abandonadas em praças, parques e outros locais públicos.

FONTE: Nivaldo Albolea, veterinário


* Texto escrito para a revista AnaMaria, da Editora Abril.

Leia também a experiência do Gatoca:
:: Era uma vez uma giárdia...
:: Giárdia exterminada!

7 comentários:

Anônimo disse...

eu moro em apartamento, meus gatos bebem água de fonte. é possível a contaminação através da fonte, mesmo lavando e etc?
tenho dois gatos e apenas uma tem apresentado um quadro estranho (cocô mole e meio verde, pouco apetite e vômitos), essa semana vou levar as fezes pra diagnóstico preciso. Será que o outro vai precisar de medicação tb?

Tô bem triste e preocupada.
Patrícia

Beatriz Levischi disse...

Você coloca água filtrada na fonte, Patrícia? Vale a pena. Dependendo da doença, os dois gatinhos precisarão tomar remédio, sim. Mas só o veterinário poderá dizer. Não adie a consulta. Quanto antes começar o tratamento, menor o estrago. ;)

Anônimo disse...

Oi Bia!
Coloco água filtrada sim! troco todos os dias. é uma fonte de pedra. Hoje levei a segunda amostra de fezes, amanhã é a terceira e derradeira!
A vet disse que a Giárdia pode sobreviver até em água tratada! que tristeza!
Mas ela suspeitou tb de isóspora....Vou aguardar. Semana que vem Lola volta pra consulta, mas andei pensando em medicar com prescrição de vet homeopata...Sofro de dar remédio pros meus gatinhos, é horrível.
Pedi um hemograma, tb, pra aproveitar o momento chek up. O Manolo tb precisaria fazer, mas ele está saudável e o check up dele vou adiar um pouco mais!
Obrigada pela ajuda!
bjs,
Patrícia.

Beatriz Levischi disse...

Na torcida! :)

Anônimo disse...

Bia, voltei pra dar notícias: (Acho chato povo que pede ajuda e não dá retorno rs) na coleta de três exames de fezes não deu nadinha. Tudo normal.
No Hemograma deu uma alteração que a vet suspeitou ser alergia alimentar ou uma intoxicação (o sangue no cocô era uma gotinha e esporádico)....
Marcamos ultrasson pra dia 30, mas a vet disse que pediu só pra me tranquilizar. Como ela é homeopata e estudando alguns comportamentos da Lola, ela disse que pode ser tudo emocional tb! vc crê? :P
bjs, Patty

Pri Zazeri disse...

Bom dia!!!
A minha dúvida não tem nada a ver com o post... rs! Me desculpe!
Mas estou a procura de uma fonte como essa...poderia me indicar onde comprar?
Tenho uma fonte aqui em casa, já foi muito ultilizada pelos meus peludos, mas estão preferindo tomar água na torneira e em tempos dessa crise hídrica, não podemos desperdiçar, não é mesmo?
Obrigada!
Beijos
Priscila

Beatriz Levischi disse...

Como a Lola está, Patty?

O bebedouro é do Gatolino, Pri: http://blog.gatoca.com.br/2014/07/bebedouro-que-virou-parceiro.html. Os bigodes amam!