.
.

31.10.11

Roupa amiga dos animais

Você conhece a história das peças que compõem seu look? AnaMaria mostra como arrasar na produção sem judiar de outros seres vivos

Todo mundo sabe que um casaco de pele já foi um bichinho (ou vários) correndo livre pelo campo. Mas nós dificilmente paramos para pensar que as roupas que utilizamos no dia a dia também podem ter feito um animal sofrer, além de contribuir para a destruição do planeta.

"Existem muitos tecidos sintéticos que são quase iguais ou até mais bonitos do que o couro, a pele, o cetim e a seda", garante a designer de moda Maria Oliveira. Entenda mais sobre o assunto e saiba onde comprar roupas, sapatos e acessórios que respeitam a vida.

:: Materiais proibidos

Couro
Pele curtida (queimada pelo sol)
Por que não usar: Quem compra está financiando a criação de bois que costumam ser abatidos de forma cruel.

Seda (e cetim)
Fibra obtida a partir dos casulos do bicho-da-seda
Por que não usar: Os casulos são mergulhados em água quente, matando a larva do bicho-da-seda.


Fibra proveniente do tosqueio de ovelhas
Por que não usar: como os tosadores recebem por volume e trabalham com pressa, acabam retirando pedaços de pele junto com a lã.

Pele
Revestimento do corpo do animal junto com o pelo.
Por que não usar: para a extração de pele, os bichos são confinados em jaulas e mortos com requintes de crueldade.

:: Materiais liberados

Fibras naturais
Retiradas prontas da natureza
Exemplos: algodão, linho, cânhamo e juta.

Fibras artificiais
Feitas pelo homem utilizando como matéria-prima produtos naturais.
Exemplos: viscose, acetato e modal.

Fibras sintéticas
Feitas pelo homem usando como matéria-prima produtos químicos.
Exemplos: acrílico, poliéster, elastano, poliamida (nylon) e poliuretano (lycra).

:: Como substituir

Para se vestir sem colaborar com a exploração animal, basta prestar atenção nas etiquetas das peças:

- 100% poliester: substitui o cetim e a seda.
- 100% acrílico: substitui as peles.
- 100% vegetal ou polietileno: substitui o couro.
- 100% lã acrílica: substitui a lã de verdade.

:: Roupas verdes

- Sustentáveis: utilizam materiais e processos menos agressivos à natureza.
- Recicladas: confeccionadas com partes que já existiam antes, reduzem o desperdício e a produção de peças novas.
- Orgânicas: são feitas com plantas cultivadas sem pesticidas químicos e mudanças genéticas, causando menos impacto ambiental.
- Veganas: elaboradas sem materiais de origem animal, evitam a poluição e as alterações climáticas provocadas, principalmente, pela criação de gado.

:: Lojas especializadas

- Roupas e acessórios:

Eco Wish
Presente no Paraná, em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul, a Eco Wish aposta na beleza com consciência, utilizando matérias-primas sustentáveis, ecologicamente corretas e de boa qualidade.

Gata Canjica
As bolsas de algodão cru da Gata Canjica são feitas a mão, com tecidos de guarda-chuvas reutilizados e sem tingimento, para não gerar resíduos químicos que poluem solo e os lençóis freáticos. Fitas, botões e fuxicos dão o toque final.

King 55
Com a proposta de injetar mais criatividade à moda jovem, a King 55 aposta na criação de peças exclusivas, produzidas manualmente, e no uso de matérias-primas que preservam a natureza e os animais.

Será o Benedito
Primeira marca do Brasil a criar um estilo sustentável para moda e decoração, que se reflete no uso de materiais reciclados e nos processos de lavagem e tingimento, a Será o Benedito se recusa a revender produtos de origem animal.

- Sapatos:

Melissa
Com design fashion (e modelos coloridos), a Melissa é uma das marcas de calçados de plástico mais desejadas pelas mulherada.

Piccadilly
Para unir conforto e moda, a Piccadilly vive investindo em pesquisas e novas tecnologias. Suas oito unidades espalhadas pelo Brasil produzem cerca de 40 mil pares de sapato por dia, vendidos em mais de 80 países.

Natali Zarth com a Zahra, porque o Gatoca tem leitores
que criam ovelhas órfãs na mamadeira

* Texto escrito para a revista AnaMaria, da Editora Abril.

27.10.11

Tendências bizarras - outubro

Imaginem um "mulherão" de bigode. Agora, deem para esse bigode o formato da vassourinha que consagrou Hitler. Pimenta não é matadora?


Outras tendências bizarras:
:: Bobe no ouvido
:: Orelhas assimetricamente serrilhadas
:: Cavanhaque feminino
:: Nariz sujo
:: Excesso de maquiagem
:: Estampa de vaca
:: Pé peludo

24.10.11

Aniversariante do mês – outubro de 2011

Só consegue dormir um dia inteirinho nessa paz de espírito quem não sabe que seus irmãos foram doados para caçar ratos, quem cresceu alheio aos tons de cinza e o cheiro acre das ruas, quem não faz ideia da responsabilidade de ter virado do avesso a vida de um ser humano. Esse é o melhor presente que eu posso dar para o Mercvrivs*.


Outros aniversários: 2010 | 2009 | 2008 | 2007

*Novelinha: Conheça a história do Mercv

21.10.11

Onde está Wally?

Graças aos bigodes, Wally tem uma vida movimentada em Gatoca: dorme no colchão macio...


...trabalha pela manhã...


...passeia no parque à tarde...


...e ainda sobra tempo para um mergulho.


Uma vez por semana, inclusive, o peludo se diverte morrendo afogado.

18.10.11

Rebelião contida

Com o banho de sol liberado, depois de oito dias de cárcere privado por causa do chuvaréu nonstop, a paz voltou a reinar na penitenciária de Gatoca. Nenhum bigode se atirou mais contra as janelas, arremessou objetos das prateleiras em protesto ou encheu meu bloquinho de anotações de pelos tentando escapar para o jardim dentro da sacola do trabalho. Os colchões, que sobreviveram intactos, agradecem a São Pedro.

14.10.11

Trash cat

Não tente comer salgadinho perto do Chuvisco, a menos que você queira ganhar um beijo de língua surpresa. E, se uma bolinha cair no chão, evite jogá-la na lixeira do banheiro, porque, como uma pantera caçadora de bolso, ele a encontrará. Mesmo embrulhada em papel higiênico.



Epopeia do Chuvisco na busca por um lar:

:: Como tudo começou
:: Castração
:: Teletransporte
:: Brincando de conchinha
:: Cachoeira no banheiro

11.10.11

Santa Inguinorança 4

Atendendo a pedidos, eis as perguntas deduradas pelo Google Analytics que trouxeram "gente diferenciada" para o Gatoca nos meses de agosto, setembro e outubro:

Preciso fazer exame de fezes. Me ajuda?
Com qual parte?!??!?!?!
Como cuidar bem de um gatinho animal?
Do de pelúcia você já sabe, né?
Posso dar Danoninho para bichos com vermes?
Se os vermes não forem intolerantes à lactose, pode.
Como confeccionar um colar havaiano?
Peça ajuda para o bigode da casa com maior destreza manual.
Meu bebê não gosta mais de mim porque eu adotei outro. O que eu faço?
Terapia.
O que significa catarro de sangue nas fezes do meu cão?
Significa que você desconhece o significado de catarro.
Como impedir meu gato de fazer cócó fora da caixa?
Ensine-o a múúúúúúúgir.
De que jeito se trata linfonodo mesogástrio em felinos?
Você chegou a esse diagnóstico sozinho e não consegue cuidar?
Eu sonho em conheçer um lugar maravilhoso. Alguma dica?
Conclua o ensino básico e busque uma colocação melhor no mercado de trabalho.
Como encontrar gato preto no cemitério?
Em uma noite de lua cheia, abra uma cova bem funda, deite com a cabeça virada para o centro-oeste, peça a um inimigo para devolver a terra ao buraco e espere calmamente até o gato aparecer.

Veja também:
:: Aprendendo a fazer buscas
:: Santa Inguinorança
:: Santa Inguinorança 2
:: Santa Inguinorança 3

8.10.11

Piores jeitos de acordar entre felinos

- Com mordida no nariz.
- Com barulho de coisa quebrando.
- Com choro de morte iminente.
- Com som de cachoeira, porque um infeliz com cara de santo resolveu derrubar o sabonete na pia, amassar bem amassadinho no ralo e abrir a torneira.

4.10.11

A arte de dormir entre felinos

O sono de quem partilha a cama com um bigode (ou mais) passa por cinco fases:

1) Delimitação de espaço
Após escolher a parte do colchão em que prefere deitar, o peludo vai se esticando, esticando, esticando... até restar apenas um terço de área livre para você.
2) Imobilidade
Não bastasse a compactação desumana, suas pernas ainda viram travesseiros, dificultando qualquer tipo de movimento por horas, o que renderá uma bela dor nas costas no dia seguinte.
3) Massagem tailandesa
Quando você já desistiu se mexer, o infeliz resolve rumar para uma região mais fria do edredom, ignorando membros pouco importantes no caminho, como seu rosto.
4) Cheek to cheek
Nem dez minutos depois, porém, ele fatalmente ficará com frio, voltando para baixo da coberta, enquanto esfrega o corpo inteiro em seu nariz alérgico.
5) Mordiscada
Devidamente descansado, é o pentelho que decide a hora de levantar, beliscando amigavelmente as saliências esquecidas para fora do lençol.