.
.

10.2.10

Água e vinho

Flea é livro de bolso. Bolota é biblioteca.
Flea inspira curiosidade. Bolota expira sabedoria.
Flea ouve Kiss FM de madrugada. Bolota sintoniza a Antena 1 para dormir.
Flea adora sair para dançar com as amigas. Bolota prefere curtir o fim de semana em família.
Flea não arruma nem a própria cama. Bolota sequer deita se os lençóis estiverem amassados.
Flea mia com os pulmões cheios de vida. Bolota mia com o coração surrado.
Flea precisa de amor para começar. Bolota precisa de amor para terminar.

Quem se habilita? :)

Curada da sarna, a pulga exibe seu modelito pós-castração


Eleita a meiguice de Gatoca, a gorducha acena para os fãs

11 comentários:

MOK-C disse...

sai pra lá, tentação!

[se eu aparecer com essa pulguinha em casa, você aceita abrigar minha filha e eu?]

Guiga disse...

Ai Bia, que lindo esse post! Modesto e emocionante!
Duas vidinhas tão diferentes, que só querem a mesma coisa: amor, carinho e respeito!
Espero que as preces deles sejam atendidas logo logo!

Tati disse...

Sempre adoro os textos, mas este em especial eu AMEI! Queria poder responder "manda pra cá", mas ainda nãe é o momento certo. Para evitar traumas, só posso falar isso quando tudo estiver preparado . ;-)

Nana disse...

Que texto lindo, Bia!!!!
Gatuchinhas tão diferentes mas que da mesma forma merecem um lar seguro e amoroso.... mta sorte para elas!!

Bruna disse...

Se eu pudesse, adotaria todos! Ainda por cima estou com uma gatinha que está com problemas urológicos, e devido ao problema, ela urina por toda a casa, até em cima da cama ela quer urinar, as vezes da uma tristeza sabe, eu firme e forme cuidando dela, pegando taxi para levá-la ao veterinário, e ainda chega pessoas e me chamam de trouxa por ter tanto trabalho e gasto com meus felinos... Desculpe o desabafo...

lucia fontes disse...

Bia... vou fazer propaganda da azulzinha lá em casa. Torce para o carnaval amolecer o coração da minha mãe... hehehe! Beijos, Lu!

Ale Faro disse...

Bia,
Como sempre, você escreve de maneira a amolecer até os mais duros corações (não é o meu caso - *risos*)
Adoraria adotar a Bolota mas tendo 8 mimados em casa, fica bem complicado.
Fico na torcida que famílias de comercial de margarina descubram que não podem mais levar suas vidas sem as duas.
beijos

Journal Kittens disse...

Cruzo os dedos para que encontrem pessoas boas para adotar essas fofuras! parabéns Bia pela divulgação, bjs.

Anônimo disse...

Teus textos são sempre lindos, inteligentes, cativantes e absurdamente bem escritos, mas esse, particularmente, superou todos. Sinto que nenhum elogio seria suficiente para qualificá-lo adequadamente. Apesar da alegria, beleza e vontade de viver da pulguinha, derreto-me pela experiência, sabedoria e delicadeza da Bolota. Acho que isso já vem da minha particular afeição aos idosos, que me comovem ainda mais que as crianças. Escolheste a profissão certa, não vais tardar a despontar na carreira e muitos bichanos mais poderão ser ajudados...rsrsrs
Um beijo de POA. Karina e 4 bigodes..

Beatriz Levischi disse...

:)

Acho melhor você continuar como mãe temporária, Marina. rs

Tatão, meus dedos (dos pés e das mãos!) seguem cruzados.

Não desanima, Bruna. Sua gatinha sabe o quanto você gosta dela. E isso é o que importa.

Lu, quantos bigodes você tem?

Jon Levischi disse...

Um dos melhores posts que li até hoje.