.
.

31.12.10

2010

Este ano, Gatoca acumulou bigodes na sala, nos quartos, no banheiro, no escritório, na casa de amigos (além de um focinho no quintal!). Participou de mutirão de castração, campanha do agasalho, bazar de Natal. E perdeu sua primeira batalha. Mas venceu outras oito, com direito a um empate. Já os temporários ganharam paz...


...cafunés...


...amigos de bagunça...




...famílias de comercial de margarina...


...espaço para brincar de esconde-esconde...


...festa de aniversário...


...uma chance de se abrir para o mundo.


E espero que vocês, leitores, tenham aprendido, se divertido e se emocionado com as crônicas do blog. Obrigada pela ajuda com as rifas, pelas compras na lojinha, pelas respostas empolgadas nos concursos. Nestes 12 meses, não faltaram motivos para comemorar. Que em 2011 nos sobre mais tempo então para sonhar. :)

Retrospectivas anteriores: 2009 | 2008 | 2007

P.S.: Apesar do post não ter fotos novas de todos os bigodes doados, Tati, Hilda, Rosângela, Eulalia, Vivi, Agostinho, Guebis e Rose sempre mandam notícias. :)

26.12.10

Festa sem peru

Fica difícil gostar do Natal quando você é vegetariano e tem uma família de três pessoas. Mas como os bigodes ainda acreditam em Papai Noel, rolou uma comemoração básica em Gatoca.

Para ampliar, cliquem na imagem


P.S.: Obrigada, Rose, pela doação do arranhador! E obrigada também a todo mundo que comprou os presentes nos parceiros do blog, ajudando o show a continuar. Dia 31 eu publico o clássico post-retrospectiva. ;)

21.12.10

Lógica própria

- Preciso pagar uma promessa...
- Por quê?
- Porque eu consegui capturar as cinco gudinhas para vacinar!
- E que promessa você fez?
- Nenhuma. Só disse que estava disposta. Agora, tenho que pensar em algo.
- Nunca vi ninguém prometer fazer uma promessa...

Obs.: Keka e Pimenta dividem o mesmo cárcere, porque Gatoca ainda não comprou uma perua escolar.

17.12.10

Amar é...

...colecionar mordidas e arranhões.

14.12.10

Mamãe Noel

Jacob ainda não ganhou sua família de comercial de margarina. Mas Maíra veio visitá-lo no domingo, com um saco cheio de brinquedinhos...


...e guloseimas, mostrando que é preciso muito pouco para fazer um bigode feliz – mesmo que ele tenha um gênio encardido. :)

9.12.10

Gatoca multimídia

Quem acompanha os bastidores do Gatoca pelo Twitter e pelo Facebook sabe que domingo foi dia de acordar às 4h e passar 12 horas correndo de um lado para o outro no bazar de Natal do Adote um Gatinho (AUG), com a missão de vender canecas, agendas, camisetas e almofadas para ajudar os 300 bigodes da ONG.

Para ampliar, cliquem na imagem

Domingo também se comemorou o Dia Internacional do Voluntariado e o Fowler, do Focinhos Gelados (afiliado à WSPA), me pegou no meio do Tênis Clube Paulista lotado para gravar este depoimento. Primeiro, parece que eu estou dopada. Depois, baixa o santo do narrador de partida de futebol. Mas o recado é bom. Ouçam e divulguem. ;)

6.12.10

Bichos calminhos nas festas de fim de ano

Para curtir a comilança e a família reunida sem se preocupar com o peludo que ficou sozinho em casa, basta colocar em prática alguns truques simples

Você sabia que a audição de cães e gatos é bem mais sensível do que a sua? Se o barulho dos fogos de artifício já incomoda nossos pobres ouvidos, imagina o desespero dos animais de estimação! Com medo de morrer, eles podem ter náuseas, salivação, tremores, taquicardia e até falta de ar. Como não dá para impedir as comemorações empolgadas de Natal e Reveillon, tranquilize seu melhor amigo com as dicas abaixo.

:: 7 conselhos de especialistas

Acostume o peludo com sons altos
Duas semanas antes do Natal, jogue três biribinhas perto dele e ofereça uma guloseima. Repita o exercício diariamente e vá encurtando a distância entre a bombinha e o animal.

Use floral
Ele serve para diminuir o medo e a ansiedade. O tratamento deve ser iniciado pelo menos cinco dias antes das festas de fim de ano e estendido até três dias depois.

Crie um refúgio
Ajeite o bicho num cantinho da casa em que ele se sinta seguro (de preferência, onde o barulho dos fogos for mais baixo). Deixe a luz acesa e a TV ou o rádio ligados.

Não se esqueça dos brinquedinhos
Além da ração, do pote de água e do "banheiro", mantenha ratinhos, bolinhas ou mordedores ao alcance do seu pet.

Impeça o acesso à rua
Confira se as portas e janelas estão bem fechadas. Na hora do desespero, o primeiro impulso de cães e gatos é tentar fugir.

Providencie uma coleira de identificação
Se o animal conseguir escapar mesmo assim, quem resgatá-lo saberá seu telefone.

Solte cordas e correntes
Ninguém quer encontrar seu bicho de estimação enforcado após uma crise de pânico, né?

:: Receita de floral de Bach

Peça para manipular sem conservante (álcool, glicerina ou vinagre de maçã), guarde na geladeira e use em até 15 dias

Fórmula:
- Rescue
- Cherry Plum
- Rock Rose
- Mimulus
- Vervain
- Sweet Chestnut

Dosagem:
- Gatos e cães de pequeno e médio porte: 4 gotas, 4 vezes ao dia, na boca.
- Cachorros de grande porte e gigantes: 6 gotas, 4 vezes ao dia, na boca.

FONTE: Martha Follain, terapeuta


* Texto escrito para a revista AnaMaria, da Editora Abril.

2.12.10

Aladdin felino

Alguns bigodes passam a vida tentando caber em caixinhas de remédio. Outros acham que podem desaparecer escondendo a cabeça embaixo da cortina. Mas Mercv é o verdadeiro mestre da magia: ele consegue transformar qualquer papelzinho em tapete voador.

Obs.: Eu só usei o Photoshop para deixar o quarto azul.

29.11.10

Pergunta vencedora!

Quem ganhou o concurso de novembro foi a Nice, que disse que usaria o tradutor de miados para perguntar ao Mingau por que ele só come a ração se enfileirarem os grãozinhos. Ela já recebeu o livro Tudo bem não alcançar a cama no primeiro salto, de John O´ Hurley, e mandou até foto do peludo mimado agradecendo.


Gatoca também gostaria de saber o que Mercv sonha quando tremelica inteiro, qual é o barato que o catnip dá na Clara, como os bigodes têm coragem de lamber o fiofó dos amigos e que bicho asqueroso Jujuba e Pimenta (as caçadoras do recinto) acham mais saboroso: barata, besouro ou lagartixa. Japoneses, mexam-se!

Para ampliar, cliquem na imagem

24.11.10

Como encantar bigodes

Depois que Snow saiu do cemitério da Baixada Santista, sua mãe teve outra cria. E um dos bebês cresceu tão medroso quanto ele. Patrícia me pediu ajuda e eu apelei à Guebis, que conta o segredo da socialização do branquelo neste e-mail fofo:

"É melhor você ligar e pedir o gato mais estragado que ela tem!". Essa foi a frase que eu ouvi de uma amiga quando descrevi o tipo de bigode que procurava para adotar: um peludo com poucas chances, talvez adulto, que já tivesse passado por um trauma e as pessoas rejeitassem.

Em março, começou a busca oficial. Entre as sugestões da Bia, cujo blog eu acompanhava há algum tempo, estava a duplinha Flea e Snow. Apesar de lindos, o branquelo era extremamente assustado. Deixara o cemitério com 5 meses e desconfiava de tudo. Mas eu não ligava. Ele teria o tempo que quisesse para se soltar.

Em junho, os bebês chegaram! Flea com 7 meses, super conversadeira, e Snow com 10, em silêncio, no fundo da caixinha de transporte. Na primeira noite, a oferecida já dormiu entre as cobertas, enquanto o bicho do mato se enfiou embaixo da cama.


Segunda-feira, eu passei o dia todo fora e, ao voltar para casa, encontrei o coitado preso atrás da geladeira. Fui buscar uma toalha, visualizando os pontos que tomaria tentando tirá-lo dali, e, para minha surpresa, ele não encostou uma unha em mim! Apenas correu para a "toca".

Lembro de pensar que havia perdido de vez sua confiança. Eu não podia estar mais enganada. E foi na madrugada de quarta para quinta que rolou o primeiro progresso: eu pendurei um cabinho na ponta da cama, puxei e o poço de timidez felino fisgou a isca!

Na semana seguinte, enquanto eu jantava, a criatura finalmente veio miando na minha direção. Sem me mover na cadeira, eu estiquei a mão e ele deu uma cabeçadinha. Depois, subiu pelos meus pés e ficou se esfregando atrás da tela do notebook. Vitória! Hoje, Snow é o gato mais carinhoso que conheço. Tagarela, adora um colo e carinho na barriga.

Quando eu olho as fotos do seu irmão, vejo a mesma carinha desconfiada do branquelo no início. E tenho certeza que ele vai desabrochar. Só precisa de alguém que lhe dê confiança, paciência e, principalmente, muito amor!


Se você está pensando em adotar um gatinho, por que não dois? Ter uma companhia fez toda a diferença na evolução do pequeno.



Quem topa o desafio? Preciso pedir um help na divulgação da Mila (trica) e do Raj (tigrinho)?

Para ampliar, cliquem na imagem

20.11.10

Show de Talentos

Lembram dos bigodes circenses? Pois Gatoca continua produzindo estrelas...

Mike canta, dança e sapateia.

E Chocolate, além de tocar violão com o pé, engana qualquer um com sua imitação de cabrita.

16.11.10

Afeto aos porcos

Phillip foi abandonado em frente à casa da Patrícia com o olho saltando da órbita e ronronando. A oftalmologista constatou perfuração e a lista gigantesca de remédios só serviria para segurar as pontas até a cirurgia, já que ele era tão pequeno que não conseguia nem comer sozinho.


Dois meses depois, com a retirada do globo ocular, o sofrimento do frajolinha finalmente terminou. Mas, por causa da redução do campo visual e da noção de profundidade, ele nunca mais enxergará como os outros gatos.


Um tiro de chumbinho roubou de Angel o controle sobre o xixi, aprisionando-a nas fraldas de bebê. Durante os últimos 30 dias, ela apresentou vaginite, trombocitose, hemorragia e um amor inexplicável pelo ser humano.


Como a comunicação entre as patas traseiras e o cérebro se perdeu nos estilhaços da bala, a única chance da vesgolina voltar a "andar" é comandada pela medula. Mas o neurologista disse que ela nunca mais correrá atrás das bolinhas de papel ou saltará na cama para ganhar um cafuné.


Dois bigodes extremamente carinhosos condenados a viver pela metade. Dois diagnósticos que salgaram a boca...



Phillip anda carimbando as paredes da casa da Suze com seu micro-colar-elizabetano. E Angel descolou um banheiro só para ela no apartamento da Michele. Se vocês divulgarem este post, eles têm chance de ganhar uma família até o Natal.

P.S.: Quem quiser ajudar com as despesas, mande sinal de fumaça para a Patrícia: cinzaeamarelo@gmail.com - eu só participei das idas ao veterinário e tirei as fotos.

12.11.10

O que você perguntaria a seu bigode?

O pessoal se empolgou com a invenção imaginária do tradutor de miados e eu vou precisar de ajuda, de novo, para escolher o vencedor do concurso de novembro. Dêem seu voto na enquete ao lado (abaixo do "quem somos"). Lembrando que vale a resposta mais criativa - e que elas tiveram de ser resumidas, por causa do espaço miserável.

P.S.: Ana C., obrigada pelo carinho! :)

8.11.10

Como dar remédio para gato

Todo mundo já deve ter recebido esse texto por e-mail e caído na risada, certo? Mas, quando os bigodes adoecem de verdade, a piada perde a graça. Sorte (de vocês, claro!) que Gatoca é um terreno fértil de experimentações e eu posso compartilhar todas elas aqui no blog.

Antes de a aventura começar, desarmem o peludo com uma bela sessão de manicure, escolham o cômodo da casa com menos buracos inacessíveis para a tortura e mantenham por perto um aplicador de comprimidos salvador.

Se não der para imobilizar a criatura segurando-a pelo cangote, tentem apoiar as quatro patas em superfícies antiderrapantes (como camas e sofás) e façam uma leve pressão com o corpo – toalhas de contenção só aumentam o estresse do selvagem, que odiará se sentir preso.

Quanto mais inclinada para o alto a cabeça, mais facilmente a drágea acertará a garganta. E fiquem espertos: enquanto não rolar aquela lambidinha nos lábios, o remédio corre sério risco de ser cuspido!

4.11.10

Bigodês

Lembram que o produto maluco vencedor do concurso de agosto foi o tradutor de miados? Pois está na hora de lançar o desafio de novembro! Se tivessem inventado o tal tradutor, o que você perguntaria a seu gato? Como sempre, o dono da resposta mais criativa ganha uma surpresa. ;)

1.11.10

Zé Bonitinho e Cascão

A maioria dos gatos não é muito fã de água. Mas, quando se trata de higiene felina, Gatoca tem bigodes nos dois extremos. Mercvrivs não pode ver a gente escovando o dente que sobe correndo na pia para ganhar a cuspida diária de pasta no cabelo. Já Simba morre de chorar toda vez que alguém entra no chuveiro, acreditando que o torturado só sairá de lá morto.

28.10.10

Toddynho felino

Lembram da orquídea dos 29 botões, que passou um ano e meio sendo regada com baba de bigode? Pois chegou a hora de vocês babarem:

24.10.10

Aniversariante do mês – outubro de 2010

- Mercv*, o que você quer ganhar de presente de 5 anos? Brinquedo ou guloseimas?
- Mááááááááááááááááeeeeeee.

Eu passei o domingo trabalhando, mas dei um jeitinho de fazer a vontade do primogênito. E quando um braço adormecia, ele colaborava deitando no outro. Se todos os desejos do mundo fossem assim simples, os psicólogos iriam à falência.


*Novelinha: Conheça a história do Mercv

Outros aniversários: 2009 | 2008 | 2007

19.10.10

Homens descendem...

...dos gatos. Os cientistas podem parar de procurar o "elo perdido". Darwin jamais apostaria num ancestral comum ao macaco, aliás, se tivesse um bigode. É só comparar a esperteza, as frescuras, a obstinação, as mudanças de humor, a capacidade de adaptação... e as crises de histerismo.

15.10.10

Manual da caça

Engana-se quem acha que qualquer inseto diverte um bigode. A primeira regra é que ele tem que voar. Traças, portanto, acabam totalmente desprezadas no universo felino.

Já a segunda regra estipula que a criatura esteja em movimento na hora do bote. Comer bichinho que tenta recuperar o fôlego aparenta covardia e pega mal. Com olhar fixo no ponto preto e ar forjado de descompromisso, o peludo deve esperar a retomada da fuga.

De acordo com a terceira regra, porém, se o folgado alado resolver aproveitar-se da integridade do gato, demorando para se mexer, um empurrãozinho torna-se permitido.

11.10.10

Feriado de ócio e procrastinação

Mercv é o único bigode de Gatoca que dorme de boca aberta e acorda com cara de ressaca. Agora me respondam: quem consegue trabalhar olhando uma cena dessas?

7.10.10

Baba milagrosa

Vocês devem estar se perguntando o que um vaso faz estampado em um blog de bichos, certo? Pois a orquídea abaixo resolveu dar 29 botões novinhos, depois de passar um ano e meio sendo regada com a água que sobrava do pote dos bigodes! Solução ecologicamente correta e super eficaz, visto que a versão anterior da phalaenopsis não tinha nem metade desse universo de flores. ;)

4.10.10

Dia de São Chiquinho

Eu não sou a rainha da credulidade, quem me conhece sabe bem. Mas resolvi abrir uma exceção para São Francisco, há três anos, e ele nunca deixou Gatoca na mão. Este post, aliás, é a melhor prova do sucesso de nossa parceria. No dia do protetor-mor dos animais, eu tenho a alegria de dividir com vocês a notícia da doação de TODA a família branquela!

Lua voltou para a casa da Viviane, o primeiro lar temporário dos peludos, e anda tocando o terror com a Pupi, uma poodle de 10 anos. Durante a separação, não passou uma semana sem que Vivi ligasse perguntando de sua Marie. Ela podia escolher um dos bebês de comercial de ração, mas preferiu ficar com a mamãe. Famílias assim deviam servir de exemplo para os joselitos que desafiam nossa paciência diariamente.


Pollux trocou a vida de gato borralheiro por um condomínio chiquérrimo em Tamboré, com quatro irmãos caninos e sete felinos, dois deles recém-caídos do teto do laboratório onde a Rosângela trabalha. Com mãe médica, avó aposentada e um paizão maine coon, alguém dúvida que ele terminará o ano estragado?


E Electra foi esquentar o coração (e o colo) da Eulália, que havia acabado de perder seu gatinho. No apartamento da Consolação, ela logo ganhou uma parceira de bagunça. E de soneca. E de lambidas. A adaptação entre as meninas PB foi turbulenta, mas valeu cada lágrima, né, Eulália? Filhotes se divertem muito mais com um amigo quadrúpede.


São Francisco, espero que você esteja vibrando daí como eu estou daqui. Dos nove temporários que passaram por Gatoca em 2010, só falta Jake encontrar sua cara-família. Obrigada! :)

30.9.10

Microgata

Chocolate parece de brinquedo. Vocês conseguem imaginar um bigode de 4 anos que cabe confortavelmente na janelinha de um lavabo, com imensos 21 centímetros de largura? É por isso que a criatura mais resmunguenta de Gatoca conquista todos os visitantes...

27.9.10

Raio cai duas vezes no mesmo lugar, sim!

Se Miharu não morasse em Curitiba (e não tivesse um coração de pudim gigante), eu seria obrigada a acreditar que Marley foi abandonado de novo. Vejam só o presente que João, meu irmão fofo, encontrou na porta do estúdio sexta-feira:


Alguém pode avisar São Francisco que figurinha repetida não completa o álbum? Mentira. Marley reencarnou super comportado. Até tomou o comprimido de antiinflamatório sozinho. Mas eles têm a mesma cor, o mesmo peso e o mesmo jeito de olhar!

Marley Primeiro e Marley Segundo

P.S.: A Rifa de Aniversário do Gatoca está fechada! O sorteio rola no próximo sábado (02.10) e o resultado poderá ser conferido no site da Caixa. Ah! Quem levou o saquinho porta-treco foi a Celina Gatoburi, com 16 bigodes famosos. Jacob, Bolota, Flea, Snow, Lily e a família da Lua agradecem a ajuda. :)

24.9.10

Palmada não educa

Por trás de todo comportamento ruim, sempre existe um motivo. Descubra o que aflige seu bicho e aprenda a ensiná-lo sem violência

Claro que ninguém gosta de chegar cansada do trabalho e encontrar a casa destruída por um furacão de quatro patas - principalmente depois de passar a noite em claro por causa da barulheira do peludo. Ou de dar de cara com uma poça de xixi recorrente no sofá. Mas, acredite, cães e gatos não fazem essas coisas por mal.

Comportamentos condenáveis podem esconder ataques de ciúme, crises de carência, problemas de saúde, falta de brinquedos adequados. E violência só gera mais violência – além do risco de machucar o animal na hora da raiva. Quando bater aquela vontade de torcer o pescoço do seu pet, siga as sugestões do veterinário Nivaldo Albolea. Você será uma dona muito melhor e seu amigo, bem mais comportado.

:: Ensine seu bicho a não...

...roubar comida da mesa
Por que acontece: Cães e gatos têm um faro super desenvolvido e sentem de longe quando há algo gostoso na mesa. "Que mal fará pegar um pedacinho?", eles devem pensar. Os bichanos nem precisam de ajuda da cadeira.
Como evitar: Borrife água no focinho ou jogue no chão uma lata cheia de moedas – o estrondo causa desconforto. Eduque seu mascote desde filhote: um adulto dificilmente ressuscitará hábitos proibidos na infância.

...latir ou miar de madrugada
Por que acontece: Esse tipo de atitude geralmente está ligado a algum incômodo físico. Em boas condições, qualquer um preferirá dormir, concorda? Na velhice, porém, existe a chance dos peludos ficarem mais inquietos à noite, necessitando de tratamento específico.
Como evitar: Leve o animal para um check-up veterinário. No caso dos vovôs, existem medicações que melhoram a oxigenação cerebral, garantindo uma aposentadoria mais confortável.

...fazer xixi no lugar errado
Por que acontece: Podemos considerar como uma forma de protesto. Gatos odeiam caixas de areia sujas, por exemplo. Já os cães resolvem presentear o dono com coisas desagradáveis quando se sentem deixados de lado. Machos não castrados ainda tendem a demarcar território.
Como evitar: Tire uns minutinhos para pensar o que pode estar provocando essa revolta no seu amigo. Depois, dê início a um processo de condicionamento: repreenda-o na hora certa e agrade-o quando necessário.

..."pegar emprestado" as roupas do varal
Por que acontece: Imagine um cachorro sozinho no quintal o dia todo, sem nada para fazer, observando duas pernas de calça a lhe convidar para aprontar. Claro que aquilo virará um hábito.
Como evitar: Já que fica difícil policiar o animal em período integral, garanta que não faltem brinquedos para ele se entreter. Ou adote um amiguinho para lhe fazer companhia.

...atacar as crianças
Por que acontece: Alguns peludos parecem sentir ódio mortal de criança. Mas a maioria acaba desenvolvendo esse comportamento agressivo por ciúme.
Como evitar: Mostre a ele quem manda, exercendo sua autoridade de "líder da matilha". No momento do ataque, use o borrifador ou a latinha de moedas citados acima e depois dê um gelo no bichinho.

...destruir os móveis e objetos da casa
Por que acontece: Para um animal, tudo pode se transformar em diversão. Ainda mais se você passar o dia inteiro fora. Gatos, inclusive, precisam afiar as unhas. Sem arranhador, certamente sobrará para o sofá.
Como evitar: Fazer o peludo entender o que deve ou não terminar no lixo é uma tarefa complicada. Mas os pet shops oferecem diversos produtos para esse fim. Só não saia correndo atrás da criatura que mordeu seu sapato preferido, porque isso só a incentivará a repetir o feito para chamar sua atenção.

...mastigar as plantas
Por que acontece: Cães e gatos têm necessidade de comer plantas. As de gosto ruim são rejeitadas. As boas viram banquete.
Como evitar: Espirre água com cravo e canela nos vasos "proibidos", pois eles detestam esses cheiros. E em outro recipiente plante grama ou catnip, que podem ser degustados à vontade.


:: 4 motivos para não bater

Agressividade...

- Não evita o mau comportamento.
- Ensina a reagir igual (com pessoas e outros animais).
- Pode machucar feio.
- Faz seu bicho sentir medo de gente.

* Texto escrito para a revista AnaMaria, da Editora Abril.

21.9.10

Caixa da discórdia

No Dia Internacional da Paz, Mercv e Simba dão o exemplo!



Trilha sonora: Holy Diver, Dio

17.9.10

Aniversariante do mês – setembro de 2010

Sete é um número mágico. Ele define os dias da semana, as cores do arco-íris, os pecados capitais, os algarismos romanos, as notas musicais e tantas outras coisas que tornariam esta lista inviável. Para o Simba*, significa que agora mais da metade de sua vida foi passada sob um teto sem chuva, com comida brotando no pote e cafuné nas orelhas serrilhadas pelas brigas de rua.

Aos sete anos de idade (estimados, claro), o leãozinho pode se dar ao luxo de trocar o rato de aniversário por uma bolinha vagabunda de papel de BIS, porque ele ganha brinquedos, porque ele tem lugar cativo na mesa de café da manhã, porque ele encontrou sua cara-família. Que venham muitos outros ciclos de sete, laranjinho! E todos eles mágicos.

Para ampliar, cliquem na imagem


*Novelinha: Conheça a história do Simba

14.9.10

Heil, Hitler!

No aniversário do Gatoca, os bigodes ganharam um monte de bolinhas e ratinhos... solenemente ignorados. Quem fez sucesso foi a caixa de papelão dos vasinhos comestíveis da Carol, motivo de briga até hoje. Ninguém pode brincar na dita-cuja sem autorização da síndica, sob o risco de tomar uns croques desmoralizantes em público.

10.9.10

Um coração de pudim não faz banquete

Como a Rifa de Aniversário do Gatoca completa 30 dias hoje e ainda tem 58 bigodes famosos dando sopa, eu resolvi listar sete motivos para sensibilizar o coração de pudim de vocês a participar:

1) O dinheiro arrecadado ajudará a cobrir as despesas de nove temporários, todos com estadia longa por aqui: Jacob (13 meses), Bolota (6 meses), Flea e Snow (5 meses), Lily (4 meses) e família da Lua (4 meses).

2) Mais da metade da grana da rifa anterior, lançada exatamente para isso, foi embora com o tratamento do Conan – vejam a prestação de contas. :\

3) Depois da batalha perdida do pretolino, mamãe, Electra e Pollux ainda passaram pela cirurgia de castração, tomaram vacina (quádrupla e anti-rábica), receberam remédios contra pulga, fungo e sarna de ouvido.

4) O arranhador inventado pela Neise é sucesso absoluto entre os peludos, que não precisam se espremer para afiar as garras nos modelos caríssimos oferecidos pelos pet shops, e o relógio de mosaico da Dani tem um design todo diferente.

5) Quem comprar mais números leva para casa um saquinho porta-treco da Miyoko, que eu quase roubei para mim de tão fofo.

6) Nesses três anos, o blog alcançou a marca de 500 posts escritos com o maior carinho e ilustrados com os bigodes mais lindos da internet – sem contar os 5.047 comentários respondidos.

7) Sozinha fica mais difícil transformar sapos em príncipes. R$ 10 não pagam nem o ingresso do cinema-a-pé-sem-pipoca, mas fazem muita diferença para nós. :)

Electra, Pollux e as orelhas da Lua a caminho do veterinário

6.9.10

Rabo do humor

Se o termômetro comportamental do Mercv é o focinho, Simba dá as pistas sobre seu estado de espírito com o rabo tigrado:

Batucada em ritmo de timbalada: irritadiço, se encostar vai tomar mordida.
Concerto de Vivaldi para violino: manhoso, pode acariciar, torcer e apertar à vontade.
Interpretação de 4′33″: sonolento, qualquer movimento o fará ligar o saquinho de reclamações.


Vocês devem estar pensando que eu esqueci o rabo da alegria, certo? É que só os focinhos dominam esse movimento. rs

2.9.10

Coração de pudim tibetano

Lembram da sem-noção que queria um bigode para acabar com a infestação de ratos em sua casa e da miss simpatia que avisou que não aceitaria ser "encomodada" depois da adoção, porque sabia se virar com animais? Pois a cada peludo anunciado aqui no blog, uma nova leva de desafiadores de paciência aparece...

Você ainda está com os filhotes brancos? Há algum com olho ímpar?
Não. Todos nasceram com os dois olhos mesmo.

O gato da minha tia amanheceu morto e nós acreditamos que foi por envenenamento. Ele era clarinho como os seus bebês. Eles continuam disponíveis?
Claro! Mando com o chumbinho embrulhado para presente?

Nós adoraríamos ficar com um dos branquelos. Temos somente pássaros e um papagaio.
Que desenho animado passava na sua TV?

Minha filha sempre pedia um bichinho, mas eu achei melhor esperá-la crescer um pouco mais. Hoje, com 8 anos, sei que ela é capaz de cuidar do animal sozinha.
Aposto que ela também consegue governar um país.

Nem precisa mandar o questionário de adoção, gata. Quando você nos conhecer, verá que somos pessoas de boa índole.
Vou pedir um empréstimo no banco para comprar o Ateneo com esse argumento.

Infelizmente eu não forneço meus dados por e-mail. Preferiria visitar o projeto de vocês em vez de responder um monte de perguntas que não condizem com minhas convicções. Adoção se faz por amor, não numa negociação.
O que suas convicções acham de distribuir esse amor todo na Praça da Sé?

*

Posso convidar o Dalai Lama para tomar um chá em Gatoca e discutir a paz mundial? rs

Obs.: Para não poluir o blog, as frases dos pseudo-adotantes foram devidamente adequadas à Língua Portuguesa.

29.8.10

Proteja seu bicho do clima seco

Se a gente está sofrendo com esse ar que dá para cortar com a faca, imagine os bigodes e focinhos, que não podem acabar com o estoque de umidificadores dos shopping centers...

Estimule o peludo a tomar líquidos
Ofereça chá sem açúcar ou coloque uma pedrinha de gelo no bebedouro. Quanto menor o animal, mais rápido é o processo de desidratação - que costuma causar problemas nos rins e até morte.

Monitore olhos e nariz
Ao perceber irritação ou ressecamento, lave-os com água filtrada ou soro fisiológico.

Maneire nas atividades físicas
Nada de levar o pobre cão para passear nos horários de sol a pino, hein?!

Mantenha a vacinação em dia
Com o tempo assim, a incidência de doenças virais, disseminadas por inalação, aumenta consideravelmente.

Capriche na limpeza da casa
Uma boa passada de pano ajuda a amenizar os efeitos da baixa umidade do ar. Quem tem cachorro também pode apelar ao banho ou à tosa.