.
.

8.11.09

Menos crueldade, mais saúde!*

Tire suas dúvidas sobre a alimentação sem proteínas de origem animal. Ela aumenta a disposição e diminui os estragos no planeta

Ao contrário do que muita gente imagina, a palavra vegetariano vem da expressão latina vegetus, que significa "forte, vigoroso, saudável". Ela é usada para descrever as dietas baseadas em alimentos de origem vegetal, sem carnes de qualquer tipo, incluindo ovos, peixes, leite e derivados.

"Trata-se de uma escolha de vida que beneficia não só quem a adota, mas também os animais e o meio ambiente", explica George Guimarães, nutricionista especializado no assunto. Tanto que a campanha Segunda-Feira Sem Carne, liderada pelo ex-Beatle Paul McCartney, está ganhando adeptos no mundo todo.

E você, o que acha de mudar o cardápio radicalmente uma vez por semana? Seu corpo, o planeta e os bichinhos agradecem.

:: 3 mitos sobre o vegetarianismo

Há poucas opções de alimentos
No livro Alimentação Inteligente: A Revolução no Hábito de Comer (ed. Senac), o chef Alexandre Pimentel conta que existem cerca de 400 mil espécies de plantas catalogadas pelo ser humano. Dessas, quase 50 mil são comestíveis, mas nós não chegamos a experimentar nem 40 ao longo da vida...

Faltam nutrientes nas refeições
A combinação de uma variedade de produtos de origem vegetal garante o fornecimento de todas as fibras, gorduras, proteínas, carboidratos, vitaminas e minerais que nosso organismo precisa. Não adianta, portanto, se entupir de batata-frita e culpar a ausência da picanha no menu.

Faz mal para as crianças
Você já ouviu falar que o melhor alimento para bebês é o leite materno? Pois sua composição assemelha-se muito à dos vegetais: ele tem bastante carboidrato e poucas gorduras e proteínas. Se a quantidade de calorias estiver adequada à fase de crescimento da criança, ela poderá ser vegetariana sem prejuízo algum.

:: Benefícios para o corpo

Cortar produtos de origem animal do seu prato ajuda a...

...ficar de bem com a balança
Refeições vegetarianas possuem menos calorias, porque são pobres em gordura. A abundância de fibras também contribui para a redução e manutenção do peso ideal.

...ter um coração batucando mais forte no peito
Uma dieta sem ovos, carne, leite e derivados está isenta de colesterol, o principal responsável pelo entupimento das artérias cardíacas.

...passar longe do câncer
Cientistas ingleses mostram que a opção pela alimentação à base de vegetais reduz em 12% a probabilidade de desenvolver carcinomas.

...manter o esqueleto firme
A ingestão de proteínas animais em excesso enfraquece os ossos, aumentando os riscos de osteoporose.

...evitar crises alérgicas
Ao eliminar produtos contaminados por antibióticos e hormônios, desaparecem as alergias e intolerâncias alimentares.

:: Impacto ambiental

Entenda porque a natureza paga caro quando as pessoas só comem carne

- A criação de gado necessita de muito mais água do que a destinada às plantações de cereais.
- Metade desses cereais, aliás, vai para os animais que são abatidos, enquanto cerca de 900 milhões de pessoas passam fome no mundo.
- A pecuária está entre as principais responsáveis pela devastação das florestas.
- A abertura de pasto e o sistema digestivo dos ruminantes contribuem mais para o efeito estufa do que andar de carro ou viajar de avião.
- Os dejetos da criação em massa contaminam rios, lagos e outros cursos d’água.

:: Cardápio sem carne

Experimente uma das três opções de cardápio que não incluem proteínas animais: você verá que é gostoso e mais fácil do que parece! As receitas, elaboradas pelo Vegethus Restaurante Vegano, também estão no site.

Chocolate cobiçando a glutadela da torta


* Texto escrito para a revista AnaMaria, da Editora Abril.

16 comentários:

Laura disse...

De quem que é essa carinha de pidona mais linda?

Tânia (Marienkäfer Laden) disse...

Esse ajudante de cozinha é quem, rsrs.
Adorei seu texto, que orgulho! Não sou vegetariana, eu confesso, mas admiro quem é.

malicursi disse...

amei o post!!

e a foto :D

beijo

Guiga disse...

Tenho pena é de quem já vem com a frase feita "eu jamais conseguiria parar de comer carne!". Ai que gente mais derrotada! Quando queremos algo (de verdade!), conseguimos! E é tão bom botar a cabeça no travesseiro e dormir com a consciência limpa, né?!
Adorei o post e a cara da Choco! :D

luaith disse...

Bia!
Faz 6 anos que finalmente tomei a decisão de parar de comer todo tipo de carne. Mas ainda sou ovolacto...
Uma curiosidade: seus gatinhos são veggies também??? rsrs
Eu fico encanada com isso e nunca perguntei pra ninguém. Os meus comem ração normal.
Quando puder me responde o que pensa sobre isso?
Bjs e obrigada,
Lu

luaith disse...

Ops... 6 MESES!!! Não anos... rs

Bella disse...

Bia, aderi à segunda sem carne... precisava ver a cara do pessoal da praça de alimentação para minha saladinha caprese... estavam com dó de mim! :)
Ainda não posso dizer que sou vegetariana, mas tenho reduzido aos poucos o consumo de carne. Logo, logo eu chego lá!

Lina Gatolina disse...

onde consigo informações sobre a segunda sem carne?

Posseidon disse...

Aimeudeusdocéu!!! Olha a carinha da Choco!!! Fala sério: o que você dá aos seus gatos em troca das poses para as fotos?

Falando assim, parece que estou tirando seu crédito. Não é nada disso. todos os que acompanham seu blog sabem da sua competência (também) para fotos.

A idéia do vegetarianismo vem me conquistando, também. Como carne muito mais pelo hábito, do que pela vontade atual.

Todas as suas idéias aqui expressas fazem muito sentido e são suficientemente convincentes.

Não se esqueça da castanha de cajú!!!

Beijos no coração de pudim!!! (hummm... que gostinho de quero mais!)

Juju disse...

Que bonitinha a Chocolate...sou fã dela!

Quanto à alimentação, o texto está ótimo, mas ao olhar o cardápio constatei uma coisa que sempre me aborrece: a falta de criatividade na maioria dos cardápios de restaurantes vegetarianos. Eu, por exemplo, não gosto de carne e acho um horror esses pratos com soja imitando a carne. Então fica aqui o apelo para que os chefs de cozinha criem pratos vegetarianos sem tentar "copiar" o que é feito com carne. Claro que já existem algumas receitas maravilhosos, mas dá pra fazer muito mais!

Andrea Rodovalho disse...

Otimo texto, sou vegetarina ( não vegana) a 4 anos. E acho tudo de bom!!! Na verdade eu tenho um nojinho de carne...rsrs
E sem contar que é meio paradoxo vc tratar um gato ou cão como um filho e achar normal comer uma vaca ou galinha etc...

Aimeudeusdocéu!!! Olha a carinha da Choco!!! Fala sério: o que você dá aos seus gatos em troca das poses para as fotos?[2] hahaha..
Ow seus bigodes são muito fotogênicos ou vc é muito boa no photoshop...huahua

Anônimo disse...

Essa glutadela é boa??? Tem uma carinha apetitosa!

Ale Faro disse...

Adorei o post !
Sou lacto-vegetariana há 12 anos e definitivamente não tenho a "cara de cansada" que os incautos acham que quem não come carne tem. Ao contrário, tenho muita disposição, corro 20 km por dia, 5 vezes na semana, levo uma vida muita agitada no meu trabalho, vou para balada nos finais de semana. Tenho 39 anos com corpinho de 25. :o)
E viva o vegetarianismo !!
Ame os animais. Não os coma !
beijos

Beatriz Levischi disse...

A modelo da foto é a Chocolate. :)

Ela e os bigodes de Gatoca comem ração normal, Lu, porque ainda não me convenceram que a dieta vegetariana funciona com animais carnívoros. Fica complicado colocar em risco a vida dos outros, né?

Guiga, eu até entendo quem diz que não consegue cortar a carne do cardápio, porque também sinto dificuldade em abandonar o leite (e os brigadeiros! rs).

Informações sobre o movimento, Lina: http://www.svb.org.br/segundasemcarne.

Bella e Posseidon, parabéns pela determinação! :)

O cheiro da glutadela parece com o da mortadela e o tempero é bem apimentado. Mas como a textura causa um certo estranhamento, vale a pena misturar em pães e tortas.

Nossa, Juju, eu acho os restaurantes vegetarianos super criativos! Imitar a carne é um jeito de arrebanhar mais adeptos, né? E tem coisa que fica muito parecida...

Andrea, eu até manjo de Photoshop. Mas os peludos ajudam muito!

39 anos, correndo 20 km por dia, cinco vezes na semana, Ale? Esfrega aqui! rs

Journal Kittens disse...

=)Minhas gatas fazem a mesma cara quando estou cortando presunto para fazer quiche.

Guiga disse...

Quando eu crescer quero ser q nem a Ale!!! :D Chegaremos lá, Bia!