.
.

31.8.09

Beijoqueiro

Nos tempos de faculdade, fui apresentada a um arqueiro figura por um maluco que se dizia caçador de vampiros. Dentro do apartamento minúsculo do Arouche, Canale jurava que sua gata falava cinco línguas. Bastava pedir kiss, beso, bacio, baiser ou kuss que ela ia correndo esfregar o focinho na mão do velho. Jacob não é poliglota, mas se acha que a gente fez algo muito legal, abraça o antebraço à força e enche de lambidinhas ásperas.

7 comentários:

Gatinhos de toda parte disse...

Ownnnnn

Kathy disse...

ai...
o meu bilbo tbm é assim, beijoqueiro!
delícia!
torço tanto por Jacob!

disse...

lindooooooooooooooo!!!

Posseidon disse...

Gatos de rua são assim mesmo: mesmo movidos para palácios, sempre carregarão consigo características da boemia. As cantorias, os beijos, o gosto pelo colo feminino...

Jacob, torço muito por você! Um gatão desse merece uma familia de comercial de margarina.

Say NO to Auschwitz!!!

Carinho pro Jacob. Beijos no coração de pudim! (hmmmmm... que docinho!)

Anônimo disse...

ki totosoooo... dá vontade de petáááá...

Dani.

celia disse...

oi bia!

faz tempo que namoro platonicamente o jacob (nas minhas fantasias até já dei outro nome pra ele hehehehe)...

minha casa ainda não está em condições de recebê-lo (quintal vai passar por mini reforma antes de ser telado decentemente).

não economize nas notícias dele tá!

um abração
celia

Beatriz Levischi disse...

Fiquei curiosa para saber o nome fantasia do Jacob. rs
Onde você mora, Celia?
Vou te mandar um e-mail. :)