.
.

18.3.09

Enxugando gelo

Nos últimos quinze minutos, acho que meu coração alcançou o tamanho de uma ervilha, de tanto se apertar de tristeza. Larguei o trabalho, dirigi uma hora no barro de São Caetano para resgatar um gato que quase se afogara na enchente, a pedido de um amigo querido, e o vi morrer na mesa do veterinário. Era menina. Frajola. Minha perdição. O corpo ainda se mexia, o coração lembrava de bater vez ou outra, só que faltara oxigênio no cérebro e ela já não tinha mais reflexo palpebral.

Segundo Dr. N., a sensibilidade dos olhos ao toque é a última coisa que a gente deve perder, se pretende continuar vivo. Quando ele terminou a frase, a pequena partiu por inteiro. Poucas situações no universo fazem chorar quem assistiu o último suspiro da própria mãe, talvez a mais amarga das impotências. Até porque, na pior das hipóteses, do outro lado da ponte do arco-íris essa criatura azarada estará livre de nós. Dói-me constatar, porém, que fica cada vez mais difícil ajudar.

Essa noite, eu vou sonhar com aqueles olhos amarelos...

28 comentários:

Gabi disse...

Um abraço pra você.

A manteigona derretida aqui acabou de quase chorar também. =(

Que a frajolinha esteja agora no céu dos gatos, comendo filé de salmão, tomando sol na barriga e ganhando coçadinhas atrás das orelhas feitas por anjinhos.

Beijo

Fabiana - Mopi Bichos disse...

ai, deus... agora entendi pq vc tava chorando...
acho que uma das minhas maiores dificuldades é aceitar a impotência. e pelo visto é sua tb...
Bia, pelamorde, não podemos salvar todos, estamos inclusive muito longe disso. claro que vamos continuar sempre tentando, ao menos com aqueles que atravessarem nosso caminho, e tentaremos fazer diferença na vidinha deles.
então pense na tremenda diferença que vc fez na vida de todos os seus gatos, do Hórus, que algum dia ainda ganha a família linda que merece, e mesmo dessa pequena, mesmo que só a companhia do suspiro... e tente ficar melhor...

Rose disse...

Ah Beatriz, também gostaria que todos pudessem ser salvos e sei que não importa o que se diga, seu coração ainda vai ficar entristecido por um bom tempo. Mas para ela, a pequena, ainda que não tenha conseguido salvá-la, você conseguiu dar a ela conforto na última hora. Não é pouco.

Tânia (Marienkäfer Laden) disse...

Ai... depois dessa foto eu até senti uma espetada no meu coração... vixe...

Anônimo disse...

Coitadinha..Poderia ter vivido até ..mais pelo menos morreu no atendimento.Triste tenho uma frajolinha igual a essa.Chamada Frida.Jordanna

Gisele (Gunther, Mingau, Brigitte, Yoda, Matteo e Catrina) disse...

Que merda, Bia, que merda! O pior sentimento do mundo é a impotência. Não adianta saber que fizemos o possível e o im, a impotência assombra.
Estou soluçando horrores.
Fica bem, querida, vc fez sua parte, como sempre.
Beijo no coração.

Juliana SJC disse...

Bia, talvez fosse melhor pra ela. Já pensou se ela sobrevive e tem alguma sequela, se sofre demais? Vc deu conforto a ela na hora da partida, tem a consciência de que fez tudo q podia, conforte-se! Sei q dói, já perdi muitos bichos meus tb, sei qual é essa sensação horrível. Mas vc deve pensar q agora ela tá bem, livre de qualquer sofrimento que algum " humano" poderia estar causando a ela, negligenciando-a como fizeram pra ela se encontrar nesse estado.
Que Deus te abençõe e permita que pessoas como vc se multipliquem mais e mais.

Lu disse...

Sem comentários :o(

Michelle disse...

Puxa Bia, e eu aqui em SCS pensando exatamente nisso, nos animais que sofrem com as enchentes, sim tb me lembrei dos humanos, mas esses sabem se virar.
Ou pelo menos acham que sabem.
Estou sem palavras, me solidarizo com sua dor. Pelo menos não sofre mais, e em sua curta vida, viu que alguém como vc se importou com ela.
Muitos não tem essa sorte.
Beijos pra vc bia e um grande abraço. Mi

Teodoro disse...

:(

vida cotidiana disse...

Poxa, que triste, pena que essas coisas aconteçam com os animais, criaturas, tão maravilhosas e inocentes, nesse mundo louco.
Tem a vida unica e exclusivamente para nos fazer compania e alegrar, é, é a vida, bjs, força linda.

Lalá disse...

Se você acordar, lembre-se daqueles que você salvou e que estão felizes agora.
beijos

Kell disse...

Tô tão triste...
Toda noite, quando chove, fico pensando nos cachorros que foram abandonados numa rua perto de casa. Não posso adotá-los. Já tenho cachorros. E na minha cama quentinha fico pensando nisso e fico triste.
Você tentou. Fez o melhor que pôde e o melhor nem sempre é tudo.
Ah! acabamos de adotar mais uma gatinha antes que fosse comida or nosso cachorro. Fofa demais! mas estamos com 8 gatos e precisamos doar alguns. Ai ai ai.
Beijos. Fique bem.

c4turday disse...

Queria que todos os animais fossem salvos de nós mesmos....

Ana disse...

Meu, que merda...
Já passamos por isso aqui tb, mas com envenenamento. É punk!

Beijos

Anônimo disse...

acordei mais triste que de costume hoje... chorei sem motivo e até gripei, agora isso...

ela foi uma vítima entre muitos animais que devem estar se afogando por aí... mas ao menos ela foi amada nos últimos instantes, alguém especial como você chorou por ela, que com ctza absorveu o calor do seu amor, e estou certa que Deus faz conta disso.

um beijo Bia...
Pinxi & Cats.

Anônimo disse...

Bia, sinto muito! Mas você fez a sua parte e tentou salvar. Talvez tenha chegado a hora dela. Você é um ser humano incrível!
Beijos, Camila.

Iracema disse...

Bióca, permita o comentário de sua amiga que não é amiga dos animais, nem dos humanóides... Como vc sabem, o meu reino preferido é o dos minerais. Meu sonho é voltar como pedra... Querida, foi o destino que se cumpriu...

cinthia queiroz disse...

Como uma "coração de pudim" de carteirinha estou tentando enxergar as letras porque as lágrimas não deixam.
Parabéns por você ser uma pessoa abençoada! Sei que não conseguimos ajudar todos os bigodes, mas estamos tentando...
Tenho os meus 4 bigodes e duas viralatinhas lindas de rua abandonadas e judiadas(que agora são as minhas paixões!).
Adorei o blog e passarei a acompanhá-lo.
Beijos p/ vc e a todos que amam, respeitam e protejem os animais!
Cinthia

Gatinhos de toda parte disse...

:´(

Thaís disse...

chorei...

Peguei minha Princesa aqui em frente de casa. Miou no mesmo lugar, meio escondida, de 6 as 14h. Resolvi abrir a porta e ela se escondeu atrás de uma caixa de sapatos. "Arrumei uma casa" deve ter pensado... Ok, eu disse pra mim mesma e pensei em todos as despesas q eu teria. Ela me ganhou mesmo foi quando forrei a tal caixa com jornal coloquei ela dentro e disse: "Xixi e cocô por enquanto é aí!" Ela me olhou com os olhos arregalados, se abaixou e fez o dito cujo xixi. Dei umas gargalhadas e saí feliz pra comprar as coisinhas dela...

Mariana disse...

Aiiiiii, chorei! Triste demais.... As vezes peço a Deus que me guarde destas situações, pq acho que essa sensação é pior de todas, a de não ter conseguido! Já passei por isso, não foi uma, nem duas vezes.... e sinto muitíssimo por vc!!!!!
Por isso toda vez que chego em casa beijo e perto muito meus dois filhotes lindos!
Que vc tenha o conforto de que está bem feliz do outro lado do arco-íris...

Bjus

Louca dos Gatos disse...

=((((((((

Guiga disse...

Ai Bia...quando vi a foto já pensei que viria tristeza no post. Muito triste mesmo ouvir isso. E mais triste ainda é saber que essa frajolinha não é, e não foi, a única, em todas essas enchentes malditas (que são culpa do ser humano, pra variar).
Triste que só.
Mas não sofras com impotência...pq tu fizeste o que foi possível. No entanto, ver uma vidinha partir é sempre um sofrimento.
Não sei se chorei mais pela gatinha ou pela parte que falas da tua mãe...tu és uma guerreira em todos os sentidos!

Juliana disse...

Nem sei o que dizer...
Espero que você se recupere logo.
Beijo grande,
Ju.

Claudia disse...

Eu nem te conheço pessoalmente e vc já me fez chorar uma porção de vezes. Tirar foto da bichinha moribunda foi cruel demais. Apesar do socorro chegar tarde para ela, ela não morreu só, eu acho que vc ter feito isso por ela já valeu alguma coisa.

Beatriz Levischi disse...

Na verdade, Claudia, eu tirei a foto pensando na divulgação para a adoção. Queria mostrar o "antes" e "depois" da frajolinha. Só que o "depois", nesse caso, foi ainda menos colorido...

A mercadora de livros disse...

querida, fiquei muito emocionada pelo relato ! assim me ocorreu uma vez que vi uma pombaa machucadinha, mas não tive essa ousadia de voltar e pegar o bicho par levaar no veterinário....essa sua história parece aqueles milgres que nos acontecem de vez em quando, para Frajola vc foi um milagre que aconteceu ! beijos, Telma