.
.

1.12.08

Boletim Pandora – 1º de dezembro

Pan acha que é urso. Quando cheguei na clínica veterinária, hoje à tarde, a criatura quase botou a gaiola abaixo para vir me recepcionar em duas patas. E conseguiu encontrar o Escortinho no meio de vários carros estacionados, abraçando a lataria na esperança de ir embora. Preciso dizer que fiquei com vontade de morrer? Tem gente sugerindo, aliás, que eu troque seu nome por algo menos trágico. Acontece que foi ela que escolheu. Dr. N. e eu a havíamos batizado de Pantera, sem a menor aprovação. Aí, a ajudante soltou Pandora, num ato falho, e o rabinho pôs-se a balançar freneticamente. Juro! rs

2 comentários:

cachorreira militante, louca por gatos disse...

Ai, ai sei o que você sentiu!

Gatinhos de toda parte disse...

Ai...

Essas chantagens emocionais que eles fazem com a gente são golpe baixo :(