.
.

8.11.08

Adestramento, faça chuva ou faça sol

Nós não pretendemos ficar com o Marley. Mas o fato é que ele continua aqui e a situação beira o insuportável. São quase três meses de trabalho com o barulho ensurdecedor da fera tentando derrubar a porta da sala, quase três meses de idas ao ortodontista sem escovar os dentes porque não deu para entrar em casa, quase três meses desenterrando partes do carro do jardim para abrir o portão da garagem sem risco de fuga, quase três meses de passeios torturantes (para ambas as partes).

Quem acredita que eu não estou investindo energia suficiente para encontrar-lhe um lar decente, sinta-se convidado a colaborar. Há cartazes da criatura espalhados pelo ABC inteiro, anúncios no Vida de Cão, Cachorro Perdido, Sampa Online, dúzias de amigos repassando os apelos (as ONGs, infelizmente, só investem na doação dos seus resgatados). Quando converso com alguém, de chefe de redação a garçom de restaurante, arrumo sempre um jeito de contar a história do figura. Todo mundo acha lindo, mas ninguém quer o enrosco. Exatamente como acontece aqui no blog. Por isso, inclusive, penso que o adestramento vale a pena.

Só que os dois profissionais para quem ofereci a parceria recusaram o "desafio". Se a Juju agilizar mesmo o contato com o Alexandre Rossi, agradeço de joelhos. E a vaquinha fica como plano B – sugiro que os interessados em participar já mandem um e-mail para bialevischi@yahoo.com.br, indicando o valor da contribuição mensal (o treinamento deve durar um semestre). Marley não merece ser descartado feito um sapato velho, de novo, porque teve o azar de nascer cachorro. Dessa vez, vocês pegaram pesado.

21 comentários:

Michelle disse...

É Bia, falar é fácil..o duro é se colocar no seu lugar. Concordo contigo. Ele é um ser vivente e merece toda a atenção e respeito. Acho que para muitas pessoas vc deveria ter deixado ele morrer na rua..infelizmente tem gente que pensa assim. Admiro sua atitude. E tenha fé, que alguém vai dar um lar para essa fofura. E acho que o adestramento será ótimo para ele. Gostaria de lhe pedir um favor, se você puder ajudar a divulgar.. Achei um gatinho siamês lindo e peludo, no crematório da Vila Alpina..ele ainda está lá, não pude resgatá-lo pois não posso trazer para minha casa com um gato doente e debilitado..que vomita todo santo dia.. seria arriscado demais, e não dá para separar..HUnF Tentei e estou tentando de várias formas possíveis encontrar um lar para ele, e poder resgatá-lo. Já tentei pet shops, clínicas, abrigos..tudo em vão.. Quando chove e esfria meu coração fica em pedaços. SE souber quem quer um gato LINDO, e ele é lindo mesmo..imagina um siamês peludão, lindo né? Me avise se souber de alguém que queira, aí vou ver se consigo resgatá-lo, se ele ainda estiver por lá, né:(
Beijos Mi

Anônimo disse...

Oi Bia.
Eu nunca lhe escrevi mas sempre leio o seu blog. Acho-o incrível, assim como a sua atitude em dar abrigo e amor aos seres vivos que vivem com você, independentemente da forma que nos apresenta. Quero deixar essa mensagem como um ponto de apoio e dizer que vesti a camisa do " Dez individuos contribuindo com trinta". Só precisamos achar os outros nove.
Abraços,
MArcelo

Cachorreira militante, louca por gatos disse...

Concordo que, adestrado, o Marley não só vai se comportar melhor na sua casa, mas vai com um plus para adoção. Pode contar comigo para a vaquinha.

Guiga disse...

Alguém falou em descartar o Marley? Que absurdo!!!
Sempre que vejo alguém se "desfazendo" de um cão ou um gato, eu lembro do Pequeno Príncipe e da raposa. "Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas."

Mas bem...vamos todos mandar email pro Alexandre Rossi. Se não funcionar, estou na turma dos 10 reais! :D

Lina Gatolina disse...

Desculpa se te magoei.

Lina Gatolina disse...

Desculpa se magoei o Marley.

leiloca disse...

bia... esse cachorro maluqueta ia se dar bem na roça... quem sabe alguém do interior perto de SP não poderia ajudar? ele é grande e doidão, ficaria bem num sítio
beijos

leiloca disse...

bia... esse cachorro maluqueta ia se dar bem na roça... quem sabe alguém do interior perto de SP não poderia ajudar? ele é grande e doidão, ficaria bem num sítio
beijos

leiloca disse...

a propósito, estou ficando desesperada só de ver você se lascando por causa do marley. por acaso tem alguma conta do banco do brasil para depositar? ou caixa econômica federal? escreva: leiladonadel@hotmail.com

Sue disse...

Ai, deve estar difícil as coisas aí né?
Puxa ele daria um ótimo cão de chácara, fazenda, sítio... Bastante lugar para se cansar.
Sorte!

Anônimo disse...

Bia tudo vai dar certo, calma. Beijos e muita força. Thereza

Srta.T disse...

Não vi onde disseram que o Marley deveria ser descartado também...

Juju disse...

Oi Bia! Já fiz o contato, agora vamos ver a disponibilidade deles. Caso demorem em nos posicionar, pode ir prospectando outro adestrador que me comprometo em ajudar nos custos. AGORA VAI!! rsrsrs. Beijos.

Bella disse...

Oi, Bia! Desculpe se dei a entender que vc não está fazendo esforço suficiente pelo Marley, minha intenção era justamente o contrário. Acho que você está se esforçando muito, investindo tempo e dinheiro e tendo muito aborrecimento em troca. Você gosta de bichos e jamais imaginaria que vc descartasse o pobre e bagunceiro cão. Inclusive, para uma pessoa que tem um coração tão grande para abrigar e amar 10 bigodes, isso não deve nem passar pela cabeça. Minha intenção era apenas sugerir entidades que fazem divulgação de animais para adoção que imaginei, na minha inocência, que anunciassem um cão que me parece um ótimo candidato. Como mãe de 2 cães, sendo uma adestrada pelos bombeiros, sei que nem sempre isso resolve... tem um post no blog sobre isso, aliás. Desculpe novamente se não me fiz compreender, mas insisto que talvez este não seja o melhor caminho, vai lhe tomar 1 semestre de investimentos, porque o dono ou responsável é "adestrado" também, e pode não resultar em um benefício imediato. Nesse tempo, espero que o Marley já esteja com uma nova família e os bigodes e o sossego estejam reinando novamente em sua casa. Vou entrar em contato com as instuições que sugeri, inclusive já tentei na PEA, mas eles informaram que como não sou eu a responsável pelo Marley, não podem resolver nada comigo...
é isso, beijinho e boa sorte!

Li disse...

Bia, qdo doei aquele Marley que te falei (lembra-se que falei para não dar o nome de Marley?) fiz pelo ORKUT e através de mais de 300 comunidades. Apareceu muita gente interessada nele, inclusive de outros estados e no fim ele acabou achando o espaço ideal para ele. Mas apesar dele ter passado 3 meses comigo, foi a adoção mais rápida que já vi: o rapaz me ligou num dia a noite, no outro, no final da tarde eu estava deixando-o na Oscar Freire. Se vc puder fazer um texto legal, vc vai melhor com as letras que eu, eu me prontifico a anunciá-lo pelo ORKUT e outros sites de classificados gratuitos.

petuniaemarcia disse...

Ai Bia, eu sei como é dificil...arrumar um lar para um cachorro que nao é bebe ou um gatinho que nao é bebe é taaao complicado.
As pessoas ainda pensam que os cachorros e gatos bebes sao melhores e por isso a dificuldade em encontrar uma casinha...snif...
Ele é tao lindo...bagunceiro e maluquinho, mas fofo...
Minha mae te falou da Mel né?
Versao femea do Marley...
Vai aparecer alguem...e o Marley vai ser felizcomo qq ser merece.
Torco por ele e por vc e os bigodes.
Um beijo
Marcia e Petunia

Anônimo disse...

Gente,
Tenho muitos animais e pouquíssimo tempo para internet, quem puder me ajude divulgando nas comunidades:

Somos 7 gatinhos lindos com aproximadamente 45 dias precisando de um lar URGENTE, fomos resgatados e estamos em uma gaiolinha na clínica PROTECÃO em Santo André esperando por alguém que nos adote, somos bebezinhos e queremos sair daqui para brincar e ganhar muito carinho e atenção... é triste ficar nessa gaiolinha todo dia.

contato com Patrícia ou Marina
FONE: 44792210

Obrigada

Pinxi & Cats.

BOA SORTE MARLEY!!!

Silvia disse...

Poxa... estamos na torcida pelo Marley, e pela volta da harmonia em Gatoca.
Bjocas.

Gisele G.Merlo (Gunther, Mingau, Brigitte, Yoda, Matteo, Katrina, Sofia, Pogo, Mel e Bob) disse...

Bia, assim com vc e a maioria das pessoas que comenta em seu blog, tb sou apaixonada por ANIMAIS, sejam eles gatos, cães, iguanas ou hamsters.
Por isso, admiro demais sua luta pelo Marley, e sua "não desistência", apesar de todo transtorno que ele tem causado em sua casa. Tenho cães e gatos, e não estou do lado de nehum deles em especial, estou POR eles.
Pde me incluir entre os doadores de R$ 10,00!
Beijos e força! :)

mediaman disse...

Compreendo quando você diz que "ONGs, infelizmente, só investem na doação dos seus resgatados". Eu havia chegado à mesma conclusão e até comentado com amigos, semana passada. Tudo o de melhor pra vocês! Estou enfrentando um problema semelhante. Qualquer ajuda será bem-vinda http://bit.ly/resGatoRioZN

Beatriz Levischi disse...

Acho que você não compreendeu, não (rs). Nenhuma ONG tem estrutura para socorrer todos os animais abandonados -- as pessoas se desfazem deles como sapatos velhos muito mais do que adotam. É preciso investir energia em encontrar lares para os bichos que já foram resgatados. Nego pede ajuda, mas não se lembra de contribuir financeiramente para que o trabalho (que não recebe nenhum incentivo do governo!) continue. Em vez de empurrar o problema para quem já tem 300, 400 bocas para alimentar, cada um de nós pode fazer sua parte: basta separar um banheirinho de casa para salvar uma vida. Se precisar de dicas, eu te dou com o maior prazer. ;)