.
.

10.11.07

Careca, mas com dignidade

Já ouviram falar na história do homem que procura um sábio para reclamar da palhoça em que vive com duas crianças endiabradas, uma sogra amarga e a esposa a suspirar pelos cantos? Para quem não conhece, eis o desenrolar: após ouvir a queixa atentamente, o sábio instrui o homem a colocar um dos bodes que criava dentro de casa e voltar em uma semana. O animal come os poucos móveis, ameaça chifrar os pequenos, berra o tempo inteiro, deixa o lugar com um cheiro horrível. Incrédulo, o homem torna a visitar o sábio, que o aconselha a devolver a criatura no mato. Magicamente, a casa se transforma em um paraíso.

Ontem, acabou o remédio para a infecção de pele do Mercv. Depois de 24 dias, o pêlo ainda parece ralo e duro, mas nós dois nunca estivemos tão felizes. Nas primeiras tentativas, se o rebelde não cuspia o comprimido, eu errava o buraco da boca com as contorções. Aí, foi ficando mais fácil. Só que o espertinho pegou o esquema da coisa e passou a fugir quando o relógio marcava 9h. Recompensei o suplício com latinha, requeijão, leite, pão integral, caça-comida (brincadeira de arremessar a ração seca o mais longe possível e assistir o desastrado sair arrastando gatos e móveis para alcançá-la). Até que, no final, entramos num acordo: eu não segurava, ele não se debatia e na parte de abrir a boca ganhava o mais forte.


Obs.: Foto pós-terceiro banho quinzenal, por causa da caspa.

2 comentários:

Patricia Massuia disse...

Como ele está fofo de gravatinha!

turmadosilvio disse...

essa história de comprimido ainda é longa...
Denise