.
.

15.8.07

O poder da maternidade

Enquanto os outros gatos demoraram horas para despertar da anestesia, desfilaram bêbados pela casa por mais um tempão, enfiaram a cara no pote de comida sem que a boca abrisse, fizeram xixi em si mesmos e vomitaram diversas vezes nas cobertas, Guda Duro de Matar acordou em 45 minutos, bambeou apenas nas primeiras tentativas de sair da cama, quase limpou o pote de ração em duas bocadas, urinou na caixa de areia e nem chegou a colocar o jantar para fora. Depois de parir cinco, castração deve ser fichinha.


P.S.: Os Gudos é que estranharam a situação. Primeiro, acharam que ela estava morta, cheirando o corpo tombado com o rabo cheio, tipo espanador. Depois, puseram-se a observar passados o corpete zumbi andar para cima e para baixo. Experiência sofrida, eu sei, mas necessária.

4 comentários:

Cristina disse...

Ai minha nenem vai passar por isso amanha. To tao apreensiva. Vou ficar do lado dela o tempo todo. Espero q ela seja tao esperta e tenha rapida recuperação como a sua teve.
Bjos

Cristina disse...

Ah, obrigado pelas dicas. Ja queria a muito tempo castrá-la so faltava a grana. Mas ainda bem q vai ser amanha.
Valeu

Beatriz disse...

Deu tudo certo com a castração, Cristina? Fiquei torcendo. :)

Cristina disse...

Oi!
Deu td certo sim, t dei mais detalhes la na foto da Guda no carro.
bjus